Banner Portal
Avaliação de tecnologias educacionais em cursos a distância
PDF

Palavras-chave

Tecnologias educacionais
Educação a distância.
Profissional da informação
Avaliação

Como Citar

SCORSOLINI-COMIN, Fabio; GAMEIRO, Felipe José; INOCENTE, David Forli; MATIAS, Alberto Borges. Avaliação de tecnologias educacionais em cursos a distância. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 9, n. 1, p. 88–113, 2011. DOI: 10.20396/rdbci.v8i2.1935. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/1935. Acesso em: 23 jun. 2024.

Resumo

No contexto da sociedade da informação e da necessidade cada vez mais urgente de qualificação profissional para o mercado de trabalho, a educação a distância surge como uma alternativa capaz de fornecer subsídios para a formação profissional, ao possibilitar instrução flexível e de baixo custo, o que vem ocorrendo nos últimos tempos, notadamente para cursos em nível de pós-graduação, via internet. O objetivo deste trabalho foi analisar como as ferramentas tecnológicas de dois cursos a distância são vistas pelos alunos, assim como discutir a atuação de um profissional da informação neste contexto. Esta análise foi feita a partir de um questionário aplicado a alunos de dois cursos de MBA in company a distância. Os resultados mostraram que as ferramentas de ambos os cursos foram bem avaliadas quanto a sua funcionalidade e objetivos pedagógicos, revelando a necessidade de pesquisas mais profundas e de caráter qualitativo. Destaca-se, ainda, a atuação do profissional da informação como imprescindível no desenvolvimento, implementação e administração das tecnologias educacionais avaliadas.
https://doi.org/10.20396/rdbci.v8i2.1935
PDF

Referências

ABBAD, G.; GAMA, A. L. G.; BORGES-ANDRADE, J. E. Treinamento: análise do relacionamento da avaliação nos níveis de reação, aprendizagem e impacto no trabalho. Revista de Administração Contemporânea, São Paulo, v. 4, n. 3, p. 25-45, 2000.

AGUIAR, V. M. Os argonautas da internet: uma análise netnográfica sobre a comunidade on-line de software livre do projeto GNOME à luz da teoria da dádiva. 2007. 110 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2007.

ALMEIDA, M. E. B. Educação a distância na internet: abordagens e contribuições dos ambientes digitais de aprendizagem. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 29, n. 2, p. 327-340, 2003.

ALVES, L. R. G.; NOVA, C. C. Tempo, espaço e sujeitos da educação a distância. In: JAMBEIRO, O.; RAMOS, F. (Org.). Internet e educação a distância. Salvador: EDUFBA, 2002. p. 41-55.

AMBROSI, A.; PEUGEOT, V.; PIMIENTA, D. Palabras en juego: enfoques multiculturales sobre las sociedades de la información. Paris: C & F ditions, 2005. 405 p.

BARREIROS, D. Redes culturais diversidade e educação. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 2003. 144 p.

BELLONI, M. L. Ensaio sobre a educação a distância no Brasil. Educação & Sociedade, Campinas, ano XXIII, n. 78, 2002, p. 117-142.

BOLZAN, R. F. F. A. O conhecimento tecnológico e o paradigma educacional. 1998. 180 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

BOTH, I. J. Avaliação-ensino e institucional: investimento de qualidade no ensino. Seminários em Revista, v. 2, n. 7, p. 11-30, 1999.

CARMO, H. D. A. Ensino superior a distância: contexto mundial. Lisboa: Universidade Aberta, 1997. 210 p.

CASTELLS, M. A galáxia da internet: reflexões sobre a internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2003. 244 p.

CERNY, R. Z. Avaliação da aprendizagem na educação a distância. 2001. 320 p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2001.

CHAVES, E. Ensino a distância: conceitos básicos. 1999. Disponível em: < http://www.edutec.net/Tecnologia%20e%20Educacao/edconc.htm> . Acesso: 8 jan. 2008.

CUNHA, S. L. S. Reflexões sobre o EAD no ensino de física. Revista Brasileira de Ensino de Física, Porto Alegre, v. 28, n. 2, p. 151-153, 2006.

DEPRESBITERIS, L. Avaliação educacional. Brasília: SENAI/DN, 1999. 110 p.

FREITAS, H. M. R.; GHEDINE, T.; TESTA, M. G. Compreendendo as iniciativas de educação a distância via internet: estudo de caso em duas grandes empresas no Brasil. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 40, n. 3, p. 427-455, 2006.

GAMEIRO, F. J. A avaliação de tecnologias em cursos de especialização na modalidade a distância: reflexões para a prática do profissional da informação. 2008. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso de Ciências da Informação e da Documentação) – Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.

GARCIA, R. L. A avaliação e suas implicações no fracasso/sucesso. In: ESTEBAN, M. T. (Org.). Avaliação: uma prática em busca de novos sentidos. Rio de Janeiro: DP&A, 2000. p. 45-62.

KEEGAN, D. Foundations of distance education. Londres: [s.n.], 1991. 95 p.

KLERING, L. R.; BIANCAMANO, M. R.; GUADAGNIN, L. A. Educação a distância para gestores locais: potencialidades e desafios. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA, 2004, São Paulo. Anais... São Paulo: Associação Brasileira de Educação a Distância, 2004.

MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo-Rio de Janeiro: Hucitec-Abrasco, 1994. 406 p.

MORAN, J. M. O que é educação a distância. 2002. Disponível em: < http://umbu.ied.dcc.ufmg.br/moodle/file.php/117/Nivel_0/Conteudo/O_que_educao_a_distancia.pdf> . Acesso: 14 jan. 2008.

PRETI, O. Educação a distância e globalização: desafios e tendências. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 79, n. 191, 1998. Disponível em: < http://rbep.inep.gov.br/index.php/RBEP/article/viewFile/223/227>. Acesso em: 4 mai. 2008.

SCORSOLINI-COMIN, F.; INOCENTE, D. F.; MATIAS, A. B. Desenvolvimento regional sustentável e inclusão social: a formação de executivos em programas de MBA in company, por meio da educação a distância. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO, 2007, Guarujá. Anais... Guarujá: Universidade de Ribeirão Preto, 2007.

SCORSOLINI-COMIN, F.; MISHIMA, F. K. T.; INOCENTE, D. F.; QUEIROZ, J. V. A interação em um ambiente virtual de aprendizagem por meio do fórum de discussão: uma leitura bakhtiniana. PerCursos, Florianópolis, v. 10, n. 1, p. 62-75, 2009.

SCORSOLINI-COMIN, F.; INOCENTE, D. F.; MATIAS, A. B. Análise de ferramentas de interação e comunicação em ambiente virtual de aprendizagem a partir de contribuições de Bakhtin. Educação: Teoria e Prática, Rio Claro, v. 19, n. 32, p. 1-17, 2009.

SCORSOLINI-COMIN, F.; GAMEIRO, F. J.; MONARIN, G. P.; INOCENTE, D. F. A gestão da informação na educação a distância: descrição de uma experiência de estágio. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v. 7, n. 1, p. 138-162, 2009.

SCORSOLINI-COMIN, F.; INOCENTE, D. F.; MATIAS, A. B.; SANTOS, M. A. O supervisor educacional no contexto da educação a distância. Revista Brasileira de Orientação Profissional, Ribeirão Preto, v. 11, n. 2, p. 257-268, 2010.

SCORSOLINI-COMIN, F.; GILIO. L.; OLIVEIRA, S. V. W. B.; MATIAS, A. B. Evaluación de un programa de formación de gestores sociales en la modalidad de educación a distancia, en el contexto brasileño. REXE – Estudios y Experiencias en Educación, Santiago, Chile, v. 9, n. 17, p. 33-46.

ZERBINI, T. Estratégias de aprendizagem, reações de um curso via internet, reações ao tutor e impacto do treinamento no trabalho. 2003. 230 p. Dissertação (Mestrado) – Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília, Brasília, 2003.

ZERBINI, T.; ABBAD, G. Impacto de treinamento no trabalho via internet. RAE Eletrônica, São Paulo, v. 4, n. 2, 2005. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-56482005000200001&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 15 abr. 2010.

ZERBINI, T.; ABBAD, G. Estratégias de aprendizagem em curso a distância: validação de uma escala. PsicoUSF, Itatiba, v. 13, n. 2, p.177-187, 2008.

ZUIN, A. A. S. Educação a distância ou educação distante? O programa universidade aberta do Brasil, o tutor e o professor virtual. Educação & Sociedade, Campinas, v. 27, n. 96, p. 935-954, 2006.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2011 Fabio Scorsolini-Comin, Felipe José Gameiro, David Forli Inocente, Alberto Borges Matias

Downloads

Não há dados estatísticos.