Banner Portal
Representação científica a partir das memórias de investigação: experiência na Universidade Estadual de Campinas
PDF

Palavras-chave

Produção científica – Unicamp
Bibliometria
Tipologia
Literatura branca e cinzenta

Como Citar

PINTO, Adilson Luiz; BARQUÍN, Beatriz-Ainhize Rodriguez. Representação científica a partir das memórias de investigação: experiência na Universidade Estadual de Campinas. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 4, n. 2, p. 51–69, 2006. DOI: 10.20396/rdbci.v4i1.2035. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/2035. Acesso em: 24 jul. 2024.

Resumo

Esta pesquisa trata de analisar a produção científica da Unicamp, tendo como base a literatura branca e cinzenta produzida pelo seu corpo docente e objetiva verificar o vínculo da produção com o seu financiamento. Em relação ao método adotado, foram levantadas informações dos anuários de pesquisa (ou memórias) e, posteriormente, lançadas em bases de dados, por produtividade e por grupos de pesquisa, construídas para tal fim. Este procedimento visou à aplicação de um filtro às informações, de modo a gerar os indicadores em input e output, segundo a análise bibliométrica. Os resultados alcançados, revelaram crescimento científico no período estudado (1995/2002), principalmente nos anos de 1998 e 2002, onde todas as áreas apresentaram evolução evidente, isto é, conseguiram desenvolver números positivos para a consolidação científica da instituição e contribuir para os indicadores do Institute for Scientific Information.
https://doi.org/10.20396/rdbci.v4i1.2035
PDF

Referências

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Avaliação: Qualis das áreas. Brasília: Capes, 2004. Disponível em: <http://qualis.capes.gov.br/>. Acesso em: 05 mar. 2005.

BRASIL. Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio. Cronologia do desenvolvimento científico e tecnológico brasileiro (1950-2000). Brasília: Secretaria de Tecnologia Industrial, 2001.

GARFIELD, E. Citation indexes for science: A new dimension in documentation through association of ideas. Science, Washington, v. 122, n. 3159, p. 108-111, July 1955.

LOTKA, A. J. The frequency distribution of scientific productivity. Journal of the Washington Academy of Sciences, Washington, v. 16, n. 12, 1926, p. 317-323.

LOUZADA, R. C. R. Sobre o crescimento da produtividade científica brasileira: anotações. Revista de Espaço Acadêmico, São Paulo, a. 2, n. 18, novembro, 2002.

MICROSOFT. Access Office Professional: Windows 2000/XP. Madrid: Microsoft, 2003a. (Versão em CD-Rom).

MICROSOFT. Excel Office Professional: Windows 2000/XP. Madrid: Microsoft, 2003b. (Versão em CD-Rom).

NATURE destaca produção científica do Brasil. Jornal da Unicamp, Campinas, v. 17, n. 192, 30 set - 6 out. 2002.

OHIRA, M. L. B. Produção técnico-científica e artística da universidade do Estado de Santa Catarina (1991-1995). In: WITTER, G. P. Produção científica. Campinas: Átomo, 1997, p. 87- 113.

PEREIRA, Dl. No topo do ranking per capita, produção científica da Unicamp pode crescer mais. Jornal da Unicamp, Campinas, n. 296, 8-14 ago. 2005.

POBLACIÓN, D. A.; NORONHA, D. P.; CURRÁS, E. Literatura cinzenta versus literatura branca: transição dos autores das comunicações dos eventos para produtores de artigos. Ciência da Informação, Brasília, v. 25, n. 2, 1995, p. 3-13.

PRICE, D. J. S. Little science, big science. New York: Columbia University, 1963.

SCHWARTZMAN, S. Repensando o desenvolvimento: educação, ciência, tecnologia. In: SEMINÁRIO DESENVOLVIMENTO E A POLÍTCA DE DESENVOLVIMENTO,1993, São Paulo. Disponível em URL: < http://www.schwartzman.org.br/simon/goethe.htm>. Acesso em: 20 de outubro de 2003.

UNICAMP. Anuário de pesquisa 1995-2002. Campinas, 2003. 8 CD-ROMs.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2006 Adilson Luiz Pinto, Beatriz-Ainhize Rodriguez Barquín

Downloads

Não há dados estatísticos.