A Biblioteconomia e a Ciência da Informação na taxionomia das ciências de Charles Sanders Peirce

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rdbci.v3i1.2051

Palavras-chave:

Classificação das ciências, Ciência da informação, Biblioteconomia

Resumo

Mostra a taxionomia das ciências desenvolvida por Charles Sanders Peirce (1839-1914) que divide as ciências em três ramos: ciências teóricas, ciências da revisão e ciências aplicadas. Detalha principalmente as ciências teóricas: a Matemática, a Filosofia e a Idioscopia. Discute também o conceito de Biblioteconomia e de Ciência da Informação e que segundo as definições e características, encontradas na literatura consultada, estão na condição de ciências aplicadas, direcionadas a problemas práticos da sociedade, ou seja, o problema de controle e disseminação da informação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Carlos Cândido de Almeida, Universidade Estadual de Londrina

Docente do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista, campus de Marília, com atuação nos cursos de Graduação em Arquivologia e Biblioteconomia e no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação - UNESP. Pós-Doutorado em Biblioteconomía y Documentación pela Universidad de Zaragoza, Espanha. Doutor em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista e Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Santa Catarina. Graduação em Biblioteconomia pela Universidade Estadual de Londrina.

Referências

ALMEIDA, Carlos Cândido de. Semiótica, Internet e interatividade: a interatividade dos portais BOL e UOL. 2003. 204 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biblioteconomia) – Departamento de Ciências da Informação, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR.

ANDRADE, Zilda Aparecida Freitas de. Interatividade e relacionamento virtual: um estudo em home pages de consultorias de relações públicas. 2001. 148 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Semiótica) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

BARBOSA, Ricardo Rodrigues et al. Novo nome e novo paradigma: da biblioteconomia à ciência da informação. Perspectiva em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 5, n. especial, p. 81-91, jan./jun. 2000.

BARRETO, Aldo de Albuquerque. O Tempo e o espaço da ciência da informação. Transinformação, Campinas, v. 14, n. 1, p. 17-24, jan./jun. 2002.

BORKO, H. Information science: what is it? American Documentation, Washington, v. 19, n. 1, p. 3-5, jan. 1968.

BUNGE, M. Ciência e desenvolvimento. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: EDUSP, 1989. (Coleção O Homem e a Ciência, 11).

BUNGE, M. Epistemologia: curso de atualização. São Paulo: T. A. Queiroz; EDUSP, 1980. (Coleção Biblioteca de Ciências Naturais; v. 4).

COELHO, Teixeira. Semiótica, informação e comunicação: diagrama da teoria do signo. 5. ed. São Paulo: Perspectiva, 1999. (Coleção Debates; 168).

CORREIA, Claudio Manoel de Carvalho. Observações sobre o desenvolvimento histórico da psicolingüística sob a ótica do sistema peirceano das ciências. In. ENCONTRO DE PÓS GRADUAÇÃO, 2., 2002. São José dos Campos, SP. Anais... São José dos Campos, SP: UniVap, 2002. v. 1. p. 346-350.

DIAS, Eduardo Wense. Biblioteconomia e ciência da informação: natureza e relações. Perspectiva em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 5, n. especial, p. 67-80, jan./jun. 2000.

FONSECA, Maria Odila. Ciência da informação: denominação de curso e diretrizes curriculares. Transinformação, Campinas, v. 14, n. 1, p. 101-104, jan./jun. 2002.

GOMES, Henriette Ferreira. O ambiente informacional e suas tecnologias na construção dos sentidos e significados. Ciência da Informação, Brasília, v. 29, n. 1, p. 61-70, jan./abr. 2000.

IBRI, Ivo Assad. Kósmos Noētós: a arquitetura metafísica de Charles S. Peirce. São Paulo: Perspectiva, Hólon, 1992. (Coleção estudos; v. 130).

LE COADIC, Yves-François. A ciência da informação. Brasília, DF: Briquet de Lemos/Livros, 1996.

MACHADO, Irene. Comunicação, um problema semiótico? [s. l.]: [s. n.], 2001. Disponível em: < http://www.uff.br/mestcii/irene1.htm>. Acesso em: 06 ago. 2002.

MATTELART, Armand; MATTELART, Michèle. Histórias das teorias da comunicação. 3. ed. São Paulo: Loyola, 2000.

MIRANDA, Antônio; BARRETO, Aldo de Albuquerque. Pesquisa em ciência da informação no Brasil: síntese e perspectiva. Revista de Biblioteconomia de Brasília, Brasília, v. 23/24, n. 3, p. 277-292, 1999/2000. (Especial).

MOSTAFA, Solange Puntel; LIMA, Ademir Benedito Alves de; MARANON, Eduardo Ismael Murguia. Paradigmas teóricos da biblioteconomia e ciência da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 21, n. 3, p. 216-222, set./dez. 1992.

NEHMY, Rosa Maria Quadros et al. A ciência da informação como disciplina científica. Perspectiva em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 9-25, jan./jun. 1996.

PEIRCE, Charles Sanders. Escritos coligidos. 2. ed. São Paulo: Abril Cultural, 1980. (Coleção Os Pensadores).

PEIRCE, Charles Sanders. Semiótica. 3. ed. São Paulo: Perspectiva, 2000.

PEIRCE, Charles Sanders. Semiótica e filosofia. São Paulo: Cultrix, 1972.

PIMENTA, Francisco Paoliello. Duas tendências em semiótica. Lumina, [s. l.], v. 1, n. 1, p. 77-84, jul./dez. 1998.

PINTO, Júlio. Semiótica e informação. Perspectiva em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 87-92, jan./jun. 1996.

PIRES, Jorge Luiz Vargas P. de Barros. Panorama sobre a filosofia de Charles Sanders Peirce. Revista Cultural Fonte, Londrina, v. 2, n. 1, p. 17-33, nov. 1999.

SANTAELLA, Lúcia. As três categorias peircianas e os três registros lacanianos. Psicologia USP, São Paulo, v. 10, n. 2, 1999. Disponível em:< http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65641999000200006&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 10 jul. 2002.

SANTAELLA, Lúcia. A teoria geral dos signos: como as linguagens significam as coisas. São Paulo:Pioneira, 2000.

SANTAELLA, Lúcia. O que é semiótica? São Paulo: Brasiliense, 1983. (Coleção primeiros passos; 103).

SARACEVIC, Tefko. Ciência da informação: origem, evolução e relações. Perspectiva em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 41-62, jan./jun. 1996.

SILVEIRA, Lauro Frederico Barbosa da. A necessidade do acaso: um convite ao diálogo filosófico. Trans/ Form/ Ação, São Paulo, v. 20, p. 107-114, 1997.

SILVEIRA, Lauro Frederico Barbosa da. Charles Sanders Peirce: ciência enquanto semiótica. Trans/ Form/ Ação, São Paulo, v. 12, p. 71-84, 1989.

SILVEIRA, Lauro Frederico Barbosa da. Charles Sanders Peirce e a contemporânea filosofia da ciência: uma difícil conversação. Trans/ Form/ Ação, São Paulo, v. 16, p. 63-82,1993.

SILVEIRA, Lauro Frederico Barbosa da. Cosmos evolutivo e plano da criação na filosofia peirceana. Trans/ Form/ Ação, São Paulo, v. 8, p. 1-24, 1985.

SILVEIRA, Lauro Frederico Barbosa da. Na origem está o signo. Trans/ Form/ Ação, São Paulo, v. 14, p. 45-52, 1991.

SILVEIRA, Lauro Frederico Barbosa da. Origem do cosmos e auto-organização na obra de Charles Sanders Peirce. In: D’OTTAVIANO, I. M. L. e GONZALES, M. E. Q. (Orgs.) Auto-organização: estudos interdisciplinares. Campinas: UNICAMP, FAPESP, 2000. (Coleção CLE; v. 30). Cap. 14, p. 325-336.

SILVEIRA, Lauro Frederico Barbosa da. Pensamento, fenômeno experimental e experimento na proposta pragmatista. Trans/ Form/ Ação, São Paulo, v. 7, p. 49-59, 1984.

SMIT, J. W.; TÁLAMO, M. F. G. M.; KOBASHI, N. Y. A determinação do campo científico da ciência da informação: uma abordagem terminológica. In. ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 5., 2003, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: UFMG, 2003. 1 CD-ROM.

VALENTE, Nelson; BROSSO, Rubens. Elementos de semiótica: comunicação verbal e alfabeto visual. São Paulo: Panorama, 1999. (Coleção Universidades).

WERSIG, G. Information science: the study of postmodern knowledge usage. Information Processing & Management, v. 29, n. 2, p. 229-239, 1993.

Downloads

Publicado

2005-09-30

Como Citar

ALMEIDA, C. C. de. A Biblioteconomia e a Ciência da Informação na taxionomia das ciências de Charles Sanders Peirce. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 3, n. 2, p. 1–19, 2005. DOI: 10.20396/rdbci.v3i1.2051. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/2051. Acesso em: 7 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)