A Biblioteconomia e a Ciência da Informação na taxionomia das ciências de Charles Sanders Peirce

Autores

  • Carlos Cândido de Almeida UEL

DOI:

https://doi.org/10.20396/rdbci.v3i1.2051

Palavras-chave:

Classificação das ciências, Ciência da informação, Biblioteconomia

Resumo

Mostra a taxionomia das ciências desenvolvida por Charles Sanders Peirce (1839-1914) que divide as ciências em três ramos: ciências teóricas, ciências da revisão e ciências aplicadas. Detalha principalmente as ciências teóricas: a Matemática, a Filosofia e a Idioscopia. Discute também o conceito de Biblioteconomia e de Ciência da Informação e que segundo as definições e características, encontradas na literatura consultada, estão na condição de ciências aplicadas, direcionadas a problemas práticos da sociedade, ou seja, o problema de controle e disseminação da informação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Carlos Cândido de Almeida, UEL

Referências

ALMEIDA, Carlos Cândido de. Semiótica, Internet e interatividade: a interatividade dos portais BOL e UOL. 2003. 204 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biblioteconomia) – Departamento de Ciências da Informação, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR.

ANDRADE, Zilda Aparecida Freitas de. Interatividade e relacionamento virtual: um estudo em home pages de consultorias de relações públicas. 2001. 148 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Semiótica) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

BARBOSA, Ricardo Rodrigues et al. Novo nome e novo paradigma: da biblioteconomia à ciência da informação. Perspectiva em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 5, n. especial, p. 81-91, jan./jun. 2000.

BARRETO, Aldo de Albuquerque. O Tempo e o espaço da ciência da informação. Transinformação, Campinas, v. 14, n. 1, p. 17-24, jan./jun. 2002.

BORKO, H. Information science: what is it? American Documentation, Washington, v. 19, n. 1, p. 3-5, jan. 1968.

BUNGE, M. Ciência e desenvolvimento. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: EDUSP, 1989. (Coleção O Homem e a Ciência, 11).

BUNGE, M. Epistemologia: curso de atualização. São Paulo: T. A. Queiroz; EDUSP, 1980. (Coleção Biblioteca de Ciências Naturais; v. 4).

COELHO, Teixeira. Semiótica, informação e comunicação: diagrama da teoria do signo. 5. ed. São Paulo: Perspectiva, 1999. (Coleção Debates; 168).

CORREIA, Claudio Manoel de Carvalho. Observações sobre o desenvolvimento histórico da psicolingüística sob a ótica do sistema peirceano das ciências. In. ENCONTRO DE PÓS GRADUAÇÃO, 2., 2002. São José dos Campos, SP. Anais... São José dos Campos, SP: UniVap, 2002. v. 1. p. 346-350.

DIAS, Eduardo Wense. Biblioteconomia e ciência da informação: natureza e relações. Perspectiva em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 5, n. especial, p. 67-80, jan./jun. 2000.

FONSECA, Maria Odila. Ciência da informação: denominação de curso e diretrizes curriculares. Transinformação, Campinas, v. 14, n. 1, p. 101-104, jan./jun. 2002.

GOMES, Henriette Ferreira. O ambiente informacional e suas tecnologias na construção dos sentidos e significados. Ciência da Informação, Brasília, v. 29, n. 1, p. 61-70, jan./abr. 2000.

IBRI, Ivo Assad. Kósmos Noētós: a arquitetura metafísica de Charles S. Peirce. São Paulo: Perspectiva, Hólon, 1992. (Coleção estudos; v. 130).

LE COADIC, Yves-François. A ciência da informação. Brasília, DF: Briquet de Lemos/Livros, 1996.

MACHADO, Irene. Comunicação, um problema semiótico? [s. l.]: [s. n.], 2001. Disponível em: < http://www.uff.br/mestcii/irene1.htm>. Acesso em: 06 ago. 2002.

MATTELART, Armand; MATTELART, Michèle. Histórias das teorias da comunicação. 3. ed. São Paulo: Loyola, 2000.

MIRANDA, Antônio; BARRETO, Aldo de Albuquerque. Pesquisa em ciência da informação no Brasil: síntese e perspectiva. Revista de Biblioteconomia de Brasília, Brasília, v. 23/24, n. 3, p. 277-292, 1999/2000. (Especial).

MOSTAFA, Solange Puntel; LIMA, Ademir Benedito Alves de; MARANON, Eduardo Ismael Murguia. Paradigmas teóricos da biblioteconomia e ciência da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 21, n. 3, p. 216-222, set./dez. 1992.

NEHMY, Rosa Maria Quadros et al. A ciência da informação como disciplina científica. Perspectiva em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 9-25, jan./jun. 1996.

PEIRCE, Charles Sanders. Escritos coligidos. 2. ed. São Paulo: Abril Cultural, 1980. (Coleção Os Pensadores).

PEIRCE, Charles Sanders. Semiótica. 3. ed. São Paulo: Perspectiva, 2000.

PEIRCE, Charles Sanders. Semiótica e filosofia. São Paulo: Cultrix, 1972.

PIMENTA, Francisco Paoliello. Duas tendências em semiótica. Lumina, [s. l.], v. 1, n. 1, p. 77-84, jul./dez. 1998.

PINTO, Júlio. Semiótica e informação. Perspectiva em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 87-92, jan./jun. 1996.

PIRES, Jorge Luiz Vargas P. de Barros. Panorama sobre a filosofia de Charles Sanders Peirce. Revista Cultural Fonte, Londrina, v. 2, n. 1, p. 17-33, nov. 1999.

SANTAELLA, Lúcia. As três categorias peircianas e os três registros lacanianos. Psicologia USP, São Paulo, v. 10, n. 2, 1999. Disponível em:< http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65641999000200006&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 10 jul. 2002.

SANTAELLA, Lúcia. A teoria geral dos signos: como as linguagens significam as coisas. São Paulo:Pioneira, 2000.

SANTAELLA, Lúcia. O que é semiótica? São Paulo: Brasiliense, 1983. (Coleção primeiros passos; 103).

SARACEVIC, Tefko. Ciência da informação: origem, evolução e relações. Perspectiva em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 41-62, jan./jun. 1996.

SILVEIRA, Lauro Frederico Barbosa da. A necessidade do acaso: um convite ao diálogo filosófico. Trans/ Form/ Ação, São Paulo, v. 20, p. 107-114, 1997.

SILVEIRA, Lauro Frederico Barbosa da. Charles Sanders Peirce: ciência enquanto semiótica. Trans/ Form/ Ação, São Paulo, v. 12, p. 71-84, 1989.

SILVEIRA, Lauro Frederico Barbosa da. Charles Sanders Peirce e a contemporânea filosofia da ciência: uma difícil conversação. Trans/ Form/ Ação, São Paulo, v. 16, p. 63-82,1993.

SILVEIRA, Lauro Frederico Barbosa da. Cosmos evolutivo e plano da criação na filosofia peirceana. Trans/ Form/ Ação, São Paulo, v. 8, p. 1-24, 1985.

SILVEIRA, Lauro Frederico Barbosa da. Na origem está o signo. Trans/ Form/ Ação, São Paulo, v. 14, p. 45-52, 1991.

SILVEIRA, Lauro Frederico Barbosa da. Origem do cosmos e auto-organização na obra de Charles Sanders Peirce. In: D’OTTAVIANO, I. M. L. e GONZALES, M. E. Q. (Orgs.) Auto-organização: estudos interdisciplinares. Campinas: UNICAMP, FAPESP, 2000. (Coleção CLE; v. 30). Cap. 14, p. 325-336.

SILVEIRA, Lauro Frederico Barbosa da. Pensamento, fenômeno experimental e experimento na proposta pragmatista. Trans/ Form/ Ação, São Paulo, v. 7, p. 49-59, 1984.

SMIT, J. W.; TÁLAMO, M. F. G. M.; KOBASHI, N. Y. A determinação do campo científico da ciência da informação: uma abordagem terminológica. In. ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 5., 2003, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: UFMG, 2003. 1 CD-ROM.

VALENTE, Nelson; BROSSO, Rubens. Elementos de semiótica: comunicação verbal e alfabeto visual. São Paulo: Panorama, 1999. (Coleção Universidades).

WERSIG, G. Information science: the study of postmodern knowledge usage. Information Processing & Management, v. 29, n. 2, p. 229-239, 1993.

Downloads

Publicado

2005-09-30

Como Citar

ALMEIDA, C. C. de. A Biblioteconomia e a Ciência da Informação na taxionomia das ciências de Charles Sanders Peirce. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 3, n. 2, p. 1–19, 2005. DOI: 10.20396/rdbci.v3i1.2051. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/2051. Acesso em: 20 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)