A revisão por pares a partir da percepção dos editores: um estudo comparativo em revistas brasileiras, espanholas e mexicanas

Palavras-chave: Editores de revistas científicas. Artigos de periódicos. Revisão por pares. Análise socioestatística. Dificuldades no processo de revisão por pares

Resumo

Introdução: Este trabalho apresenta o resultado de um estudo sobre as dificuldades dos editores de periódicos brasileiros, espanhóis e mexicanos no processo de revisão por pares. Método: Os dados foram colhidos por meio de um questionário composto de questões fechadas e uma aberta, aplicado a editores de periódicos bem qualificados segundo critérios dos três países e tratados com base na estatística descritiva. Resultados: Os resultados revelaram as principais tarefas realizadas pelo editor no processo de revisão por pares e as diferenças e semelhanças entre países e área do conhecimento. Conclui-se que, além de existirem tarefas onde os editores enfrentam mais dificuldades, os níveis de dificuldades são semelhantes entre países, embora com significativas diferenças entre as áreas do conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudio Nei Nascimento da Silva, Instituto Federal de Educação de Brasília (IFB)
Pedagogo, Mestre em Educaçao, doutorando em Ciência da Informação pela UnB. Docente do Instituto Federal de Brasília (IFB)
José Antonio Moreiro-Gonzalez, Universidade Carlos III de Madrid/Espanha
Catedrático de Biblioteconomia e Documentação na Universidade Carlos III de Madrid e seu atual defensor universitário.
Suzana Pinheiro Machado Mueller, Universidade de Brasília (UnB)

Professora Emérita, Universidade de Brasília. Professora do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação Universidade de Brasília.

Referências

AJAO, O. G. Peer review and refereeing in medicine and medical sciences. Saudi journal of gastroenterology: official journal of the Saudi Gastroenterology Association, v. 3, n. 3, p. 107–112, 1997. Disponível em: < www.ncbi.nlm.nih.gov>. Acesso em: 12 jan. 2014.

BOTOMÉ, S. P. Avaliação entre pares na ciência e na academia: aspectos clandestinos de um julgamento nem sempre científico, acadêmico ou de avaliação. Psicologia USP, v. 22, n. 2, p. 335–356, 2011. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65642011000200003&lng=pt&nrm=iso>>. Acesso em: 24 jun. 2013.

CASSELLA, M. Social peer-review e scienze umane, ovvero ”della qualità nella Repubblica della scienza”. JLIS.it, v. 1, n. 1, p. 111–132, 2010. Disponível em: < dialnet.unirioja.es/descarga/articulo/3990325.pdf>. Acesso em: 12 jul. 2013.

GOLLOGLY, L.; MOMEN, H. Ethical dilemmas in scientific publication: Pitfalls and solutions for editors. Revista de Saude Publica, v. 40, n. SPEC. ISS., p. 24–29, 2006. Disponível em: < http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16924299>. Acesso em: 4 maio. 2013.

KUNSCH, W. L. O Editor Científico. Revista Acadêmica do Grupo Comunicacional de São Bernardo, 2004. Disponível em: < www.metodista.br/unesco/GCSB/index.htm>. Acesso em: 12 set. 2013.

MARCHIORI, E. O papel do Corpo Editorial. Radiologia Brasileira, v. 34, n. 4, p. 5–5, 2001. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rb/v34n4/11241.pdf>. Acesso em: 28 ago. 2015.

MARTINEZ, J. E.; GRASSI, D. C.; MARQUES, L. G. Análise da aplicabilidade de três instrumentos de avaliação de dor em distintas unidades de atendimento: ambulatório, enfermaria e urgência. Revista Brasileira de Reumatologia, v. 51, n. 4, p. 304–308, 2011. Disponível em: < www.scielo.br/pdf/rbr/v51n4/v51n4a02.pdf>. Acesso em: 4 jun. 2015.

MIGLIOLI, S. Originalidade e ineditismo como requisitos de submissão aos periódicos científicos em Ciência da Informação. Liinc em Revista, v. 8, n. 2, p. 378–388, 2012. Disponível em: < http://revista.ibict.br/liinc/index.php/liinc/article/view/493>. Acesso em: 7 mar. 2015.

MULLIGAN, A.; HALL, L.; RAPHAEL, E. Peer review in a changing world: an international study measuring the attitudes of researchers. Jornal of the American Society for Information Science and Tecnology, v. 64, n. 1, p. 132–161, 2013. Disponível em: < 10.1002/asi.22798>. Acesso em: 23 maio. 2015.

PINE, D. S. Editorial: The difficulties and privileges of the editor. Journal of Child Psychology and Psychiatry and Allied Disciplines, v. 49, n. 9, p. 897–899, 2008. Disponível em: < http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/18759937>. Acesso em: 17 set. 2014.

RANALLI, B. T. A Prehistory of Peer Review: Religious Blueprints from the Hartlib Circle. Spontaneous Generations: A Journal for the History and Philosophy of Science, v. 5, n. 1, p. 12–18, 2011. Disponível em: < jps.library.utoronto.ca/index.php/SpontaneousGenerations ISSN>. Acesso em: 22 jul. 2013.

ROJAS, V. M. A.; RIVERA, M. S. Guía de buenas prácticas para revistas académicas de acceso abierto. Santiago do Chile: Ong Derechos Digitales, 2011.

SERRA, F. a. R.; FIATES, G. G.; FERREIRA, M. P. Publicar é difícil ou faltam competências? O desafio de pesquisar e publicar em revistas científicas na visão de editores e revisores internacionais. RAM. Revista de Administração Mackenzie, v. 9, n. 4, p. 32–55, 2008. Disponível em: < www.globadvantage.ipleiria.pt>. Acesso em: 29 jan. 2015.

TERÁN, C. M. R. Aspectos éticos de las comunicaciones científicas. Galícia Clínica, v. 72, n. 4, p. 169–179, 2011. Disponível em: < http://www.galiciaclinica.info/PDF/15/261.pdf>.

THOMPSON, D. F. Understanding financial conflicts of interest. The New England journal of medicine, v. 329, n. 8, p. 573–576, 1993. Disponível em: < http://www.interessenkonflikte.de/x1993Thompson.pdf>. Acesso em: 9 maio. 2015.

WAGNER, E.; GODLEE, F.; JEFFERSON, T. How to survive peer review. London: BMJ Books, 2002.

WERLANG, E. Revisão por pares : um estudo da gestão de avaliadores nas revistas científicas brasileiras. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, v. 18, n. 38, 2013.

ZIMAN, J. A comunicação inequívoca. In: O conhecimento confiável: uma exploração dos fundamentos para a crença na ciência. Campinas: Papirus, 1996.

Publicado
2016-02-01
Como Citar
Silva, C. N. N. da, Moreiro-Gonzalez, J. A., & Mueller, S. P. M. (2016). A revisão por pares a partir da percepção dos editores: um estudo comparativo em revistas brasileiras, espanholas e mexicanas. RDBCI: Revista Digital De Biblioteconomia E Ciência Da Informação, 14(1), 126-143. https://doi.org/10.20396/rdbci.v14i1.8640579