Indicadores da produção colaborativa na arquitetura da informação

Palavras-chave: Ciência da informação. Epistemologia da ciência da informação. Produção colaborativa na arquitetura da informação. Produção colaborativa na ciência da informação.

Resumo

A arquitetura da informação é considerada como um domínio estratégico de produção colaborativa da Ciência da Informação. Descrevem-se as condições da produção colaborativa na arquitetura da informação, considerando-a como subárea de estudo da Ciência a Informação. Para tanto, abordam-se, especificamente, indicadores da produção científica que compreendem temáticas de estudo, tipologia e formação da autoria, programas de pós-graduação e áreas a que se encontra vinculada, entre outros. Trata-se de uma pesquisa exploratória e descritiva. Mapeia-se a produção científica do Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação (ENANCIB), no período de 2003 a 2013, no repositório “Questões em Rede”. Utiliza-se a bibliometria para identificar elementos paratextuais e textuais que formam indícios da produção colaborativa na arquitetura da informação. Constatou-se a pluralidade na formação acadêmica dos pesquisadores que abordam a arquitetura da informação, o compartilhamento de linguagens, alguns indícios das convergências disciplinares a partir da colaboração em coautoria, bem como um plexo de relações através das citações indiretas que representam o compartilhamento de elementos teórico-metodológicos na produção interdisciplinar. Além disso, a formação acadêmica dos pesquisadores com maior índice de produtividade é vinculada principalmente à Biblioteconomia e à Ciência da Computação. Considera-se que a produção colaborativa na arquitetura da informação se apresenta como processo de produção multidisciplinar, constituindo-se em um domínio convergente que possibilita a efetividade de práticas interdisciplinares na Ciência da Informação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Zayr Claudio Gomes da Silva, Universidade Federal da Paraíba
Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Federal da Paraíba. Bacharel em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Alagoas.
Edivanio Duarte de Souza, Universidade Federal de Alagoas
Docente no Curso de Bibioteconomia da Universidade Federal de Alagoas. Docente no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal da Paraíba. Doutor em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Referências

AGNER, Luiz. Ergodesign e arquitetura de informação: trabalhando com o usuário. 2. ed. Rio de Janeiro: Quartet, 2009.

ALVARENGA, Lídia. Bibliometria e arqueologia do saber de Michel Foucault: traços de identidade teórico-metodológica. Ciência da Informação, v. 27, n. 3, set. 1998. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-19651998000300002&script=sci_arttext. Acesso em: 11 maio. 2015.

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO M CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO. GT 08 – Informação e Tecnologia. Ementa. Disponível em: http://gtancib.fci.unb.br/index.php/gt-08. Acesso em: 20 out. 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Tabela de áreas de conhecimento/avaliação. Brasília: Capes, 2012. Disponível em: http://www.capes.gov.br/avaliacao/instrumentos-de-apoio/tabela-de-areas-do-conhecimento-avaliacao. Acesso em: 11 abr. 2015.

CAPURRO, Rafael.; HJØRLAND, Birger. O conceito de informação. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 12, n. 1, p. 148-207, jan. /abr., 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pci/v12n1/11.pdf. Acesso em: 8 abr. 2015.

DOMINGUES, Ivan. Conhecimento e transdisciplinaridade II: aspectos metodológicos. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2005.

ETGES, Norberto Jacob. Ciência, interdisciplinaridade e educação. In: JANTSCH, Ari Paulo.; BIANCHETTI, Lucídio. (Org.). Interdisciplinaridade: para além da filosofia do sujeito. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995. p. 51-84., cap. 3.

FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. 7. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008.

GONZÁLEZ DE GÓMEZ, Maria Nélida. Para uma reflexão epistemológica acerca da Ciência da Informação. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 6, n. 1, p. 5-18, jan./jun. 2001. Disponível em: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/433. Acesso em: 15 jul. 2014.

JAPIASSU, Hilton. Interdisciplinaridade e patologia do saber. Rio de Janeiro: Imago, 1976.

LARA, Marilda Lopes Ginez de.; SMIT, Johanna Wilhelmina. Os Enancibs e a Ciência da Informação brasileira: introdução. In: LARA, Marilda Lopes Ginez de.; SMIT, Johanna Wilhelmina. (Org.). Temas de pesquisa em Ciência da Informação no Brasil. São Paulo: USP, 2010.

MACEDO, Flávia Lacerda Oliveira. Arquitetura da informação: aspectos epistemológicos, científicos e práticos. 2005.187 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade de Brasília, Brasília, 2005.

MACÍAS-CHAPULA, Cesar Augusto. O papel da informetria e da cientometria e sua perspectiva nacional e internacional. Ciência da Informação, Brasília, v. 27, n. 2, p. 134-140, maio/ago. 1998. Disponível em: http://goo.gl/H09oKH. Acesso em: 10 jul. 2015.

MORVILLE, Peter.; ROSENFELD, Louis. Information architecture for the World Wide Web. 3.ed. Sebastopol: O’Really, 2006.

PINHEIRO, Lena Vania Ribeiro. A ciência da informação entre a sombra e a luz: domínio epistemológico e campo interdisciplinar. 1997. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1997.

POMBO, Olga. Epistemologia da interdisciplinaridade. Ideação - Revista do Centro de Educação e Letras da UNIOESTE, Foz do Iguaçu, v. 10, n. 1, p. 9-40, 2008.

SANTOS, Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa.; VIDOTTI, Silvana Aparecida Borsetti Gregorio. Perspectivismo e tecnologias de informação e comunicação: acréscimos à Ciência da Informação? Datagramazero – Revista de Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v. 10, n. 3, p. 1-10, jun. 2009. Disponível em: http://www.dgz.org.br/jun09/Art_02.htm. Acesso em: 15 abr. 2015.

SARACEVIC, Tefko. Ciência da Informação: origens, evolução e relações. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 41-62, jan./jun. 1996. Disponível em: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/235/22. Acesso em: 11 abr. 2014.

SARACEVIC, Tefko. Information Science. Journal of the American Society for Information Science, New. York, v. 50, n. 12, p. 1051-1063, 1999. Disponível em: https://comminfo.rutgers.edu/~tefko/JASIS1999.pdf. Acesso em: 21 abr. 2015.

SOUZA, Edivanio Duarte de. A epistemologia interdisciplinar na Ciência da Informação: dos indícios aos efeitos de sentido na consolidação do campo disciplinar. 2011. 346 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Escola de Ciência da Informação, Universidade Federal de Minas Gerais, Minas Gerais, 2011.

SOUZA, Edivanio Duarte de. A epistemologia interdisciplinar: uma introdução à produção colaborativa de conhecimento científico. Maceió: Edufal, 2015.

WURMAN, Richard. Information architects. 2. ed. Lakewood: Watson-Guptill Pubns, 1997.

Publicado
2017-04-03
Como Citar
Silva, Z. C. G. da, & Souza, E. D. de. (2017). Indicadores da produção colaborativa na arquitetura da informação. RDBCI: Revista Digital De Biblioteconomia E Ciência Da Informação, 15(2), 368-388. https://doi.org/10.20396/rdbci.v15i2.8647357