A leitura na escola em tempo de e-book

Palavras-chave: Leitura, Midiatização, Escola, Impesso, E-book

Resumo

Este artigo objetiva identificar as formas e os suportes de leitura, assim como verificar as práticas de leitor no cotidiano escolar no contexto da midiatização. Na interface comunicação e educação, destaca-se a relação com saber dos sujeitos que atuam no espaço pedagógico e suas experiências de leitores mediadas por materiais impressos e digitais. Procedeu-se à pesquisa bibliográfica e a um estudo de caso realizado numa escola pública federal de Belém, com alunos do ensino do fundamental, em outubro e novembro de 2016, com aplicação de observação participante e entrevista com formulário. Recorreu-se aos aportes teóricos que tratam do debate sobre comunicação, midiatização, mídia impressa, leitura e educação. Com base nessas articulações, fez-se um cotejo em torno da questão da prática da leitura mediada por suportes distintos: o livro impresso e o livro eletrônico ou digital, tendo-se como referência o lugar da aprendizagem formal, a escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Vanda do Socorro Furtado Amin, Universidade da Amazônia
Doutoranda em Comunicação, Linguagens e Cultura da Universidade da Amazônia. Professora da Educação Básica/ETRB-Comando da Aeronáutica.
Lucilinda Ribeiro Teixeira, Universidade da Amazônia

Doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.  Professora Titular da Universidade da Amazônia.

José Guilherme de Oliveira Castro, Universidade da Amazônia

Doutor em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Professor Titular da Universidade da Amazônia.

Referências

ANDRÉ, Marli. Etnografia da prática escolar. São Paulo: Papirus, 1995.

ARIÈS, Philippe. História social da criança e da família. 2ª ed. Trad. Dora Flaksman. Rio de Janeiro: LTC, 2006.

BANNEL, Ralph Ings et al. Educação no século XXI: cognição, tecnologias e aprendizagens. Rio de Janeiro: Vozes, Editora PUC/2016.

BRAGA, José Luiz. Mediatização como processo interacional de referência. Animus, 2006. Disponível em: http://períodicos.ufsm/index.php/animus/article/viewFile. Acesso em: 01 set., 2016.

BRAGA, José Luiz. Midiatização: a complexidade de um novo processo social. Entrevista. Revista do Instituto Humanitas Unisinos On-line (13 abril de 2009). Disponível em: http://www.ihuonline.unisinos.br/index.php?option=com_content&view=article&id=2477&secao=289. Acesso em: 17 set., 2016.

CHARLOT, Bernard. É preciso reinventar a escola. Entrevista. Revista Pátio Ensino Médio, Porto Alegre-RS: Grupo A Educação, ano 5, nº 18, p. 18-21, set/nov. 2013.

CHARTIER, Roger. A aventura do livro: do leitor ao navegador. Tradução de Reginaldo Carmello Corrêa de Moraes. São Paulo: Editora Unesp/Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 1998.

CHARTIER, Roger. Do códice ao monitor: a trajetória do escrito. Estud. av., vol.8, n. 21, p. 185-199, 1994. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-40141994000200012&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 20 mai., 2016.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler – em três artigos que se completam. 23ª ed. Coleção Polêmicas do nosso tempo, vol. 4. São Paulo: Cortez, 1989. Disponível em: educacaointegral.org.br/wp-content/uploads/2014/10/importancia_ato_ler.pdf. Acesso em: 05 dez., 2016.

LÉVY, Pierre. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Tradução de Carlos Irineu da Costa. Rio de Janeiro: Editora 34, 1993.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. Tradução de Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora 34, 1999.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Linearização, cognição e referência: o desafio do hipertexto. Disponível em: http://www.uchile.cl/facultades/filosofia/Editorial/

libros/discurso_cambio/17Marcus.pdf. Acesso em: 29 ago., 2016.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. 2ª edição. Rio de Janeiro: Editor UFRJ, 2001.

MORETTI, Edvaldo Cesar. A era dos livros digitais. Premissas, Dourados, n. 2, jul. 2010. Disponível em: http://www.periódicos.ufgd.edu.br/index.php/premissas/article/viewFile/841/505. Acesso em: 01 dez., 2016.

OLIVEIRA, Anália de. E-books e leitura digital: um estudo de caso. (TCC). Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Departamento de Ciências da Informação. Porto Alegre-RS, 2013. Disponível em: www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/88780/000913508.pdf. Acesso em: 15 ago., 2016.

SACRISTÁN, José Gimeno. O aluno como invenção. Porto Alegre: Artmed, 2005.

SANTAELLA, Lucia. Comunicação ubíqua - repercussões na cultura e na educação. São Paulo: Editora Paulus, 2013 (coleção Comunicação).

SPALDING, Marcelo. Alice do livro impresso ao e-book: adaptação de Alice no país da maravilha e Através do espelho para iPad. Porto Alegre: UFRGS, 2012 (tese de doutorado). Instituto de Letras, 2012. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/67268. Acesso em: 15 nov., 2017.

TELLES, Lygia Fagundes. Meus contos preferidos. Rio de Janeiro: Rocco, 2004.

TODOROV, Tzvetan. A literatura em perigo. Trad. Caio Meira. Rio de Janeiro: Difel, 2009.

Publicado
2019-04-16
Como Citar
Amin, V. do S. F., Teixeira, L. R., & Castro, J. G. de O. (2019). A leitura na escola em tempo de e-book. RDBCI: Revista Digital De Biblioteconomia E Ciência Da Informação, 17, e019016. https://doi.org/10.20396/rdbci.v17i0.8652571
Seção
Artigos de Pesquisa