Banner Portal
Sustentabilidade na era da informação e do conhecimento
Paisagem com uma foto de livro e uma folha representando a sustentabilidade
PARECER A
PARECER B
PDF
PDF (English)
ÁUDIO
VIDEO

Palavras-chave

Sustentabilidade
Informação
Conhecimento
Revisão sistemática

Como Citar

FRANÇA, Geovana Ezequieli de; SILVA, Helena de Fátima Nunes; MENDONÇA, Andrea Torres Barros Batinga. Sustentabilidade na era da informação e do conhecimento: uma revisão sistemática. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 22, n. 00, p. e024005, 2024. DOI: 10.20396/rdbci.v22i00.8674223. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8674223. Acesso em: 19 jun. 2024.

Dados de financiamento

Resumo

Introdução: Debates sobre sustentabilidade, Gestão da Informação e do conhecimento têm sido realizados em diversos contextos - social, econômico, acadêmico e governamental. A sustentabilidade é vista como chave para manter o ambiente equilibrado e com recursos disponíveis. A partir disso, organizações são cobradas por clientes, investidores e sociedade para adotarem boas práticas, nesse contexto a informação e o conhecimento são vistos como recursos indispensáveis na gestão eficiente e eficaz. Objetivo: neste artigo é investigar como as pesquisas acadêmicas estão discutindo Sustentabilidade nos campos da Gestão da Informação e do Conhecimento. Metodologia: As bases de dados Scopus e Web of Science foram selecionadas para estabelecer o corpus da revisão sistemática de literatura. Para tanto, foi aplicado o método PRISMA, tendo como critérios de inclusão apenas artigos publicados em periódicos, escritos em língua portuguesa ou inglesa e que discutisse sobre Gestão da Informação e do Conhecimento e Sustentabilidade. Esse processo resultou em 18 artigos para serem examinados a partir da análise de conteúdo. Resultados: Identificou-se que as pesquisas se concentram em áreas de construção civil e indústrias de grande porte em países como China, Índia, Paquistão e Reino Unido e que a gestão da informação e do conhecimento são vistas como ferramentas na busca pela sustentabilidade. Conclusão: Foi possível inferir que a Gestão da Informação, Gestão do Conhecimento e Sustentabilidade estão sendo explorados, discutidos e apresentam vínculos entre as temáticas centrais e seus respectivos conceitos. Fato que colabora na aplicação de técnicas, ferramentas e sistemas de forma eficiente, e, portanto, constituem-se como temas a serem investigados.

https://doi.org/10.20396/rdbci.v22i00.8674223
PARECER A
PARECER B
PDF
PDF (English)
ÁUDIO
VIDEO

Referências

BARBIERI, U. F. Gestão de pessoas nas organizações: o talento humano na sociedade da informação. São Paulo: Atlas S. A., 2014. E-book. ISBN 9788522485369. Disponível em: https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788522485369/ . Acesso em: 18 jan. 2023.

BARDIN, L, Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

BOFF, L, Sustentabilidade: o que é o que não é. Petrópolis: Vozes, 2017.

BRUYN, L.L.D.; JENKINS, A.; SAMSON-LIEBIG, S., Lessons learnt: Sharing soil knowledge to improve land management and sustainable soil use, Soil Science Society of America Journal, [S.l], v. 81, n. 3, p. 427–438, 2017.

CAVICCHI, C.; VAGNONI, E., Does intellectual capital promote the shift of healthcare organizations towards sustainable development? Evidence from Italy, Journal of Cleaner Production, [S.l], v. 153, p. 275–286, 2017.

CAZANE, A. L; VALENTIM, M. L. P, Contribuição da cultura organizacional para a gestão do conhecimento no contexto da gestão da cadeia de suprimentos, Informação & Informação, Londrina, v. 26, n. 4, p. 369–392, 2021.

CHOO, C. W, A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. Tradução de: ELIANA ROCHA. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2003. Título original: The working organization.

CONKLIN, J. Designing organizational memory: preserving intellectual assets in a knowledge economy. Napa, Califórnia, 1997, 2001. Disponível em: http://cognexus.org/dom.pdf . Acesso em: 01 de fev. 2023.

ELKINGTON, J. Sustentabilidade: canibais com garfo e faca. Edição Histórica de 12 anos. São Paulo: M. Books, 2012.

FISCHER, T.B. et al, Learning through EC directive based SEA in spatial planning? Evidence from the Brunswick Region in Germany, Environmental Impact Assessment Review, [S.l], v. 29, n. 6, p. 421–428, 2009.

FONSECA, D. L. de S; MOTA, K. C. dos S. L.; SANTOS JUNIOR, R. L, Gestão do conhecimento e sustentabilidade no contexto organizacional: uma revisão sistemática na Ciência da Informação, Revista Ibero-Americana de Ciência da Informação, Brasília, v. 15, n. 2, p. 552–570, 2022.

GODDARD, J.U. et al, Implementing sustainability in small and medium-sized construction firms the role of absorptive capacity, Engineering, Construction and Architectural Management, [S.l], v. 23, n. 4, p. 407–427, 2016.

GODFREY, L., Facilitating the improved management of waste in South Africa through a national waste information system, Waste Management, [S.l] v. 28, n. 9, p. 1660–1671, 2007.

HUANG, W. et al, Relating Sustainable Business Development Practices and Information Management in Promoting Digital Green Innovation: Evidence From China, Frontiers in Psychology, [S.l], v. 13, 2022.

KLÜBER, T. E, Atlas/t.i como instrumento de análise em pesquisa qualitativa de abordagem fenomenológica. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, v. 16, n. 1, p. 5–23, 2014.

KRAINES, S.; GUO, W., A system for ontology-based sharing of expert knowledge in sustainability science, Data Science Journal, London, v. 9, p. 107–123, 2011.

LAW, K. M. Y; BREZNIK, K; IP, AWH, Using Publicized Information to Determine the Sustainable Development of 3-PL Companies, Journal Of Global Information Management, [S.l], v. 29, n. 1, p. 199–216, 2021.

LOON, Mark. Knowledge management practice system: Theorisingfrom an international meta-standard. Journal of Business Research, [S.l], Rochester, n. 94, p. 432–441, 2019.

MANGLA, S. K, et al, Mediating effect of big data analytics on project performance of small and medium enterprises, Journal of Enterprise Information Management, [S.l] v. 34, n. 1, p. 168–198, 2020.

MARCHI, K. R. da C; VALENTIM, M. L. P; BOTEGA, L. C, A Filosofia da informação e a Sociedade da informação e do conhecimento: reflexões diante do progresso tecnológico, InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 12, n. 2, p. 32–51, 2021.

MUÑOZ, E. et al, Considering environmental assessment in an ontological framework for enterprise sustainability, Journal of Cleaner Production, [S.l], v. 47, p. 149–164, 2012.

NASCIMENTO, H. C. M; OLIVEIRA, H. V, Gestão do conhecimento e sustentabilidade: das abordagens conceituais à implementação como estratégia nas organizações, BIBLOS, Rio Grande, v. 36, n. 2, 2022.

NAZAM, M, et al, Modeling the key barriers of knowledge management adoption in sustainable supply chain, Journal Of Enterprise Information Management, [S.l], v. 33, n. 5, p. 1077–1109, 2020.

PRISMA, Principais itens para relatar Revisões sistemáticas e Meta-análises: A recomendação PRISMA. Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília, v. 24, n. 2, p. 335–342, 2015.

PRODANOV, C. C; FREITAS, E. C, Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

SÁNCHEZ, L.E.; MITCHELL, R., Conceptualizing impact assessment as a learning process, Environmental Impact Assessment Review, [S.l] v. 62, p. 195–204, 2016.

SANTOS, C. D; VALENTIM, M. L. P, As Interconexões Entre A Gestão Da Informação E A Gestão Do Conhecimento Para O Gerenciamento Dos Fluxos Informacionais, Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v. 4, n. 2, p. 19–33, 2014.

SANTOS, P. S; CÂNDIDO, A. C, Modelo de gestão da informação para negócios sociais. Informação & Informação, Londrina, v. 27, n. 2, p. 423–445, 2022.

SHELBOURN, M.A. et al, Managing knowledge in the context of sustainable construction. Electronic Journal of Information Technology in Construction, [S.l], v. 11, p. 57–71, 2006.

SENA NETO, B. G. Noções de Administração Pública (livro eletrônico) Natal: IFRN, Natal, 2019.

SHELBOURN, M.A. et al, Managing knowledge in the context of sustainable construction, Electronic Journal of Information Technology in Construction, [S.l], v. 11, p. 57–71, 2006.

SILVA JUNIOR, L. A; LEÃO, M. B. C, O software Atlas.ti como recurso para a análise de conteúdo: analisando a robótica no Ensino de Ciências em teses brasileiras, Ciência & Educação, Bauru, v. 24, p. 715–728, 2018.

SOUTO, L. F; PIZZOL, R. A, Sustentabilidade e gestão do conhecimento: perfil de autoria e análise temática das publicações do KM Brasil no período de 2002 a 2016, RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v. 17, p. e019020–e019020, 2019.

UNIYAL, S. et al, ICT as “Knowledge Management” for Assessing Sustainable Consumption and Production in Supply Chains. Journal of Global Information Management, [S.l], v. 29, n. 1, p. 164–198, 2021.

WALKER, D.; PITT, M.; JHA THAKUR, U., Environmental management systems: Information management and corporate responsibility. Journal of Facilities Management, [S.l],v. 5, n. 1, p. 49–61, 2007

XU, Y. et al, Leveraging industry standards to improve the environmental sustainability of a supply chain, Electronic Commerce Research and Applications, [S.l], v. 27, p. 90–105, 2017.

ZHU, Q.; SARKIS, J.; LAI, K.-H., Internationalization and environmentally-related organizational learning among Chinese manufacturers, Technological Forecasting and Social Change, [S.l], v. 79, n. 1, p. 142–154, 2011.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2024 Geovana Ezequieli de França, Helena de Fátima Nunes Silva, Andrea Torres Barros Batinga Mendonça

Downloads

Não há dados estatísticos.