Das virtualidades do cuidado da infância em Rousseau ao seu pleno governo na arte pedagógica

  • Pedro Angelo Pagni Universidade Estadual Paulista
Palavras-chave: Cuidado de si. Governamentalidade. Jean-Jacques Rousseau.

Resumo

Este artigo analisa a gênese e o desenvolvimento da relação entre a arte pedagógica e a infância. Ao abordar esse tema, procuramos salientar as virtualidades do cuidado com a infância postulada por Rousseau e, também, por Kant, em sua gênese moderna, em contraposição a um governo extremo ou ao domínio que se exerce sobre ela ou a partir dela, em seu desenvolvimento subsequente na contemporaneidade. Discutimos, dessa forma, o quanto essas virtualidades foram abandonadas pelas práticas compreendidas pela arte pedagógica, em vistas a encontrar um lugar para o pensamento de Rousseau e de pensa-lo na sua atualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Angelo Pagni, Universidade Estadual Paulista
Professor Adjunto de Filosofia da Educação do Departamento de Administração e Supervisão Escolar da UNESP, campus de Marília.
Publicado
2012-10-27
Como Citar
Pagni, P. A. (2012). Das virtualidades do cuidado da infância em Rousseau ao seu pleno governo na arte pedagógica. Filosofia E Educação, 4(2), 177-204. https://doi.org/10.20396/rfe.v4i2.8635429