Epistemologia da ciência cognitiva e sua implicação no ensino de ciências

Autores

  • Elizângela Silva de Oliveira Universidade do Estado do Amazonas
  • Evandro Ghedin Universidade do Estado do Amazonas
  • Ethel Silva de Oliveira Secretaria Municipal de Itacoatiara

DOI:

https://doi.org/10.20396/rfe.v2i2.8635514

Palavras-chave:

Ciência cognitiva. Ensino de ciências. Epistemologia.

Resumo

O presente artigo procura extrair a contribuição para o Ensino de Ciências das reflexões e discussões sobre o conceito de mente. O texto evidencia como os processos mentais podem contribuir para se pensar uma epistemologia do Ensino de Ciências. Ao fazer a articulação entre os processos mentais discutido, avalia-se a possibilidade de uma Didática centrada nos processos cognitivos que ultrapassam formas tradicionais de pensar as Ciências da Educação. Conclui que o conceito de mente é insuficiente para sustentar uma epistemologia do ensino, mas desenha um modelo de conhecimento que supera os limites da pedagogia construtivista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elizângela Silva de Oliveira, Universidade do Estado do Amazonas

Professora da Escola Normal Superior da Universidade do Estado do Amazonas.

Evandro Ghedin, Universidade do Estado do Amazonas

Professor no Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática da Universidade do Estado do Amazonas.

Ethel Silva de Oliveira, Secretaria Municipal de Itacoatiara

Professora da Secretaria Municipal de Itacoatiara.

Downloads

Publicado

2010-09-11

Como Citar

Oliveira, E. S. de, Ghedin, E., & Oliveira, E. S. de. (2010). Epistemologia da ciência cognitiva e sua implicação no ensino de ciências. Filosofia E Educação, 2(2), 424–438. https://doi.org/10.20396/rfe.v2i2.8635514