Banner Portal
Teoria do conhecimento e epistemologia na pesquisa em Educação Física
PDF

Palavras-chave

Teoria do conhecimento. Epistemologia. Educação Física

Como Citar

PAES NETO, Gabriel Pereira; FRANÇA, Ney Ferreira; FURTADO, Renan Santos. Teoria do conhecimento e epistemologia na pesquisa em Educação Física. Filosofia e Educação, Campinas, SP, v. 8, n. 3, p. 13–32, 2016. DOI: 10.20396/rfe.v8i3.8647071. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rfe/article/view/8647071. Acesso em: 19 maio. 2024.

Resumo

Trata-se de estudo bibliográfico pelo qual analisamos a pesquisa na educação física em torno da perspectiva de reaproximação da epistemologia com a teoria do conhecimento. Analisamos que as pesquisas devem pressupor a práxis e a dialética, sendo que à luz destas devem abordar os problemas do conhecimento, da história e da realidade, também pressupondo o materialismo histórico dialético enquanto epistemologia e o socialismo enquanto projeto histórico. A pesquisa em educação física deve reverter o seu circuito de conhecimento, superando os modelos hegemônicos, assim como o avançar na passagem das questões instrumentais, técnicas e metodológicas para as teóricas e epistemológicas. 

https://doi.org/10.20396/rfe.v8i3.8647071
PDF

Referências

ALBUQUERQUE, J.; TAFFAREL, C. N. Z. Epistemologias e teorias do conhecimento em educação e educação física: reações aos pós-modernismos. Filosofia e Educação (Online), ISSN 1984-9605 – Revista Digital do Paideia. Volume 2, Número 2, Outubro de 2010.

CHIZZOTTI, A. Pesquisa em ciências humanas e sociais. 11. ed. São Paulo: Cortez, 2010. 166 p.

CURY, C. R. J. Educação e contradição: elementos metodológicos para uma teoria crítica do fenômeno educativo. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2000. 134 p.

FRIGOTTO, G. O enfoque da dialética materialista histórica na pesquisa educacional. In: FAZENDA, I (org.) Metodologia da Pesquisa Educacional. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2000. 174 p.

GAMBOA, S. S. QUANTIDADE-QUALIDADE: para além de um dualismo técnico e de uma dicotomia epistemológica. In: SANTOS FILHO, José Camilo dos; GAMBOA, Sílvio Sánchez (Org.). Pesquisa educacional: quantidade-qualidade. São Paulo: Cortez, 2009. p. 84-107.

GAMBOA, S. S. Epistemologia da Educação Física: as inter-relações necessárias. 2. ed. rev. e ampl. Maceió: EDUFAL, 2010. 215 p.

GRAMSCI, A. Cadernos do cárcere. v. 1. 5 ed. Edição e tradução Carlos Nelson Coutinho; coedição Luiz Sérgio Henriques e Marco Aurélio Nogueira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011. 495 p.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. - 4. ed. - São Paulo: Atlas, 2002. 175 p.

LOWY, M. Ideologias e ciência social: elementos para uma análise marxista. 20. ed. São Paulo: Cortez, 2015. 143 p.

MARX, K. Contribuição à critica da economia política. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2008. 288 p.

MARX, K.; ENGELS, F. A ideologia alemã. Tradução de Rubens Enderle, Nélio Schneide e Luciano Cavini Martorano. São Paulo: Boitempo, 2007. 614 p.

MINAYO, M. C. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 12ª ed. São Paulo: Hucitec, 2010. 407 p.

NETTO, J. P. Introdução ao método de Marx. 1. ed. São Paulo: Expressão Popular. 64 p.

SÁ, K. O. de; SILVA, I. C; SANTOS, G. T. dos. Análise da produção do conhecimento pesquisa em rede com base no materialismo histórico-dialético. Filosofia e Educação (Online), ISSN 1984-9605 – Volume 5, Número 2, Outubro de 2013.

Taffarel, C. N. Z. Epistemologia da Educação Física: as inter-relações necessárias/ In: Sílvio Ancízar Sanchez Gamboa. 2. ed. rev. e ampl. Maceió: EDUFAL, 2010. 215 p.

O periódico Filosofia e Educaçãoutiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.