Banner Portal
A pedagogia no Brasil e as contribuições da Pedagogia Histórico-Crítica
PDF

Palavras-chave

Pedagogia
Pedagogia Histórico-crítica
Resistência

Como Citar

Lopes, S. A., & Coutinho, L. C. S. (2020). A pedagogia no Brasil e as contribuições da Pedagogia Histórico-Crítica. Filosofia E Educação, 12(1). https://doi.org/10.20396/rfe.v12i2.8659020

Resumo

Neste artigo, ao apresentar brevemente os antecedentes históricos que culminaram na estrutura atual do curso de Pedagogia no Brasil no bojo da constituição histórica das teorias pedagógicas no contexto brasileiro, busca-se, no período de 1939-2019, evidenciar as contribuições da Pedagogia Histórico-Crítica como forma de resistência e de luta tanto em relação aos processos que visam à superação da sociedade atual quanto em relação à formação inicial e continuada de professores, que, hegemonicamente, ancoram-se nas teorias pedagógicas contemporâneas ligadas ao neoliberalismo e ao pós-modernismo

https://doi.org/10.20396/rfe.v12i2.8659020
PDF

Referências

BRASIL. Decreto-Lei n. 1.190. Dá organização à Faculdade Nacional de Filosofia. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos, 4 de abril de 1939.
BRASIL. Lei n. 5.540. Fixa normas de organização e funcionamento do ensino superior e sua articulação com a escola média, e dá outras providências. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos, 28 de novembro de 1968.
BRASIL. Decreto- Lei n. 464. Estabelece normas complementares à Lei nº 5.540, de 28 de novembro de 1968, e dá outras providências. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos, 11 de fevereiro de 1969.
BRASIL. Parecer n. 252. Estudos pedagógicos superiores. Mínimos de conteúdos e duração para o curso de graduação em pedagogia. Relator: Valnir Chagas. Documenta, Brasília, n. 100, p. 101-179, 1969a.
BRASIL. Resolução n. 2. Fixa os mínimos de conteúdo e duração a serem observados na organização do Curso de Pedagogia. Documenta, Brasília, n. 100, p. 113-117, 1969b.
BRASIL. Lei n. 5.692. Fixa Diretrizes e Bases para o ensino de 1° e 2º graus, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 12 de agosto de 1971.
BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional n. 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Diário Oficial da União, Brasília: MEC, 23 de dezembro de 1996.
BRZEZINSKI, Iria. Pedagogia, pedagogos e formação de professores: busca e movimento. Campinas: Papirus, 1996.
CAMPOS, Selma Santana Carneiro. Pedagogia Histórico-Crítica, abordagem histórico- cultural e educação infantil: a experiência formativa de Limeira – SP. (Mestrado em Educação) – Universidade Metodista de Piracicaba, 2018.
DUARTE, Newton. Vigotski e o “aprender a aprender”: crítica às apropriações neoliberais e pós-modernas da teoria vigotskiana. Campinas: Autores Associados, 2001.
DUARTE, Newton. Arte e Formação Humana em Lukács e Vigotski. Anais da 31ª Reunião Anual da ANPED. Caxambú, 2008.
DUARTE, Newton. Os conteúdos escolares e a ressurreição dos mortos: contribuição à teoria histórico-crítica do currículo. Campinas: Autores Associados, 2016.
FRIGOTTO, Gaudêncio. A produtividade da escola improdutiva: um (re) exame das relações entre educação e estrutura econômico-social capitalista. 4ª ed. São Paulo, Cortez, 1993.
LIBÂNEO, José Carlos. Democratização da Escola Pública: a pedagogia crítico-social dos conteúdos. São Paulo: Loyola, 1992.
LIBÂNEO, José Carlos; PIMENTA, Selma Garrido. Formação de profissionais da educação: Visão crítica e perspectiva de mudança. Educ. Soc., Campinas, ano XX, nº 68, Dezembro, 1999.
MARSIGLIA, Ana Carolina Galvão. A prática pedagógica histórico-crítica na educação infantil e no ensino fundamental. Campinas: Autores Associados, 2011. – (Coleção Educação contemporânea).
MARSIGLIA, Ana Carolina Galvão; MARTINS, Lígia Márcia. Contribuições da Pedagogia Histórico-Crítica para a formação de professores. Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 5, n. 2, p. 97-105, dezembro 2013.
MARSIGLIA, Ana Carolina Galvão; MARTINS, Lígia Márcia; LAVOURA, Tiago Nicola. Rumo à outra didática histórico-crítica: superando imediatismos, logicismos formais e outros reducionismos do método dialético. Rev. HISTEDBR On-line, Campinas, v. 19, p. 1-28, 2019.
MARTINS, Lígia Márcia. O desenvolvimento do psiquismo e a educação escolar: contribuições à luz da psicologia histórico-cultural e da pedagogia histórico-crítica. Campinas: Autores Associados, 2013.
MARTINS, Marcos Francisco. Marx e Engels: apontamentos sobre educação. Comunicações, Piracicaba, v. 24, n. 2, p. 247-266, maio-agosto 2017.
OLIVEIRA, Dalila Andrade. A reestruturação do trabalho docente: precarização e flexibilização. Educ. Soc., Campinas, vol. 25, n. 89, p. 1127-1144, Set./Dez. 2004.
SAVIANI, Dermeval. Teorias pedagógicas contra-hegemônicas no Brasil. Revista Ideação, Foz do Iguaçu, v.10, n.2, p.11-28, 2° sem. 2008.
SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre a educação política. Edição revista. Campinas: Autores Associados, 2009. (Coleção polêmicas do nosso tempo).
SAVIANI, Dermeval. A Pedagogia no Brasil: história e teoria. Campinas: Autores Associados, 2012.
SAVIANI, Dermeval. Gramsci e a educação no Brasil. In: LOMBARDI, José Claudinei; MAGALHÃES, Lívia Diana Rocha; SANTOS, Wilson da Silva. (Org.). Gramsci no limiar do século XXI. 1 ed. Digital. Campinas: Librum Editora, 2013a.
SAVIANI, dermeval. A Pedagogia Histórico-Crítica, as Lutas de Classe e a Educação Escolar. Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador , v. 5, n. 2, p. 25-46, dez. 2013b.
SAVIANI, Dermeval. Infância e pedagogia histórico-crítica. In: Infância e pedagogia histórico-crítica. MARSIGLIA, Ana Carolina Galvão (Org.). Campinas: Autores Associados, 2013c.
SCHEIBE, Leda. Diretrizes Curriculares para o Curso de Pedagogia: trajetória longa e inconclusa. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 37, n. 130, jan./abr. 2007.
TAFFAREL, Celi Nelza Zulke. Pedagogia Histórico-Crítica. Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 7, n. 1, p. 253-285, jun. 2015.
SACCOMANI, Maria Cláudia da Silva; COUTINHO, Luciana Cristina Salvatti. Da formação inicial de professores à formação continuada: contribuições da Pedagogia Histórico Critica na busca de uma formação emancipadora. Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 7, n. 1, p. 233-242, jun. 2015.
VIANA, Elaine. A pedagogia histórico-crítica na rede municipal de Educação de Itaipulândia/PR (2004-2016). (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Campus de Cascavel, 2017.

O periódico Filosofia e Educaçãoutiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.