Banner Portal
Estratégias formativas para docentes de filosofia no Ensino Médio
PDF

Palavras-chave

Formação docente
Práticas reflexivas
Cultura Avaliativa

Como Citar

ROSSINETTI RUFINONI, Priscila; BISOL, Benedetta; MATALUNA, Mariana. Estratégias formativas para docentes de filosofia no Ensino Médio: um estudo de caso. Filosofia e Educação, Campinas, SP, v. 12, n. 1, 2020. DOI: 10.20396/rfe.v12i2.8659091. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rfe/article/view/8659091. Acesso em: 17 jun. 2024.

Resumo

Este texto visa estudar, a partir de entrevistas no modelo grupo focal, uma experiência formativa que teve lugar em 2019 no curso de Filosofia da Uiversidade de Brasília, no âmbito de uma disciplina experimental intitulada Metodologia do ensino de filosofia. A disciplina levou a cabo uma experimentação já em curso como projeto de extensão do grupo A quem pertence a cidade?, cujo foco é discutir a noção moderna de utopia com os estudantes de ensino médio do Distrito Federal. O projeto de extensão possui três níveis: investigação de metodologias, formação docente e pesquisa do imaginário político-social dos jovens brasilienses. Este relato procura compreender como o projeto e a disciplina atuam no nível específico da formação docente.

 

https://doi.org/10.20396/rfe.v12i2.8659091
PDF

Referências

BRASIL, Ministério da Educação, MEC, CNE. Diretrizes curriculares para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Resolução n•2 de 1 de julho de 2015. Disponível em http://portal.mec.gov.br/docman/agosto-2017-pdf/70431-res-cne-cp-002-03072015-pdf/file. Acessado em Junho de 2019.
CAVALHEIRO, João Victor Azevedo. “O sonho em um mundo polarizado, reflexões sobre a oficina CEMEB – Elefante Branco, maio de 2019”.In: A quem pertence a cidade?: https://aquempertenceacida.wixsite.com/aquempertenceacidade/single-post/2019/07/22/O-sonho-em-um-mundo-polarizado-reflex%C3%B5es-sobre-a-oficina-CEMEB---Elefante-Branco-maio-de-2019. Acessado em Janeiro de 2020.

CURY, Pedro Fernandes. “Desejo e utopia, oficina na CEMEB – Elefante Branco, maio de 2019”. In: A quem pertence a cidade? https://aquempertenceacida.wixsite.com/aquempertenceacidade/single-post/2019/07/22/Desejo-e-utopia-oficina-na-CEMEB---Elefante-Branco-maio-de-2019. Acessado em Janeiro de 2020.
MORI, L. Utopie di bambini. Il mondo rifatto dall’infanzia. Pisa: ETS, 2017.
PERRENOUD, P. ALTET, M. CHARLIER, É, PAQUAY, L. “Fecundas incertezas ou como formar professores antes de ter todas as respostas”. In: PERRENOUD, P. ALTET, M. CHARLIER, É, PAQUAY, L. (Org). Formando professores profissionais. Quais estratégias? Quais competências? 2ed.rev. Porto Alegre: Artmed, 2001, p.211–223.

SCHON, D. A. Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Trad. Roberto Cataldo Costa. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.
TRAD, L. A. B. Grupos focais: conceitos, procedimentos e reflexões baseadas em experiências com o uso da técnica em pesquisas de saúde. In: Physis. vol.19, n.3 Rio de Janeiro 2009. In: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312009000300013. Acessado em Junho de 2019.
WELLER, W; BENTO, A. L. (2018). Ensino médio público no Distrito federal: trabalho pedagógico e aprendizagens em sala de aula. Brasília: Editora da UnB, 2018.

O periódico Filosofia e Educaçãoutiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.