A TIC atuando como mediadora na educação superior brasileira durante a pandemia do Covid-19

Autores

  • Joyce Karoline Pinto Oliveira Pontes Universidade Federal do Amazonas - UFAM
  • Aldrin Bentes Pontes Universidade do Estado do Amazonas - UEA

DOI:

https://doi.org/10.20396/rfe.v12i2.8659402

Palavras-chave:

Tecnologias da informação e comunicação, Educação à distância, Covid-19

Resumo

A pandemia do Coronavírus (Covid-19) coloca a sociedade em uma situação em que todos os sistemas educacionais, foram paralisados ou tiveram um comprometimento muito drástico com a interrupção de atividades pedagógicas. As universidades e faculdades privadas movimentaram uma operação sem precedentes com aulas remotas e a distância, com o intuito em não parar o calendário acadêmico. Nesse sentido, o presente artigo objetiva discutir a importância da reflexão da Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) como mediadora na educação brasileira superior, durante a pandemia do Covid-19. A metodologia empregada foi qualitativa e bibliográfica, por meio de pesquisas em arcabouços teóricos, legislação brasileira, além da observação do cotidiano do ensino superior brasileiro que se dá nos veículos de comunicação de massa.  A partir da análise dos resultados obtidos, foi possível concluir que o auxílio das tecnologias, o professor beneficia o aluno no período da pandemia do coronavírus, na medida em que faz uma abordagem mais ampla e o permite fazer associações, através de aulas remotas que podem ser potencializados com as metodologias ativas de ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joyce Karoline Pinto Oliveira Pontes, Universidade Federal do Amazonas - UFAM

Doutora em Sociedade e Cultura na Amazônia. Pesquisadora do Centro de Estudos e Pesquisas em Filosofia e Ciências Humanas-CEFCH Universidade Federal do Amazonas

Aldrin Bentes Pontes, Universidade do Estado do Amazonas - UEA

 Pesquisador do Grupo de Pesquisa CNPQ - Biodireito: Biossegurança e Bioética - GPBB, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Referências

BARBOSA, Walmir de Albuquerque. Proformar e a educação Amazonas/Walmir de Albuquerque Barbosa; José Ademir Gomes Ramos - Manaus: UEA Edições/Editora Valer, 2008.
BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. disponível em:<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm> Acesso em 11 Abr. 2020.
BRASIL. Educação Superior – Inep. Disponível em:<http://portal.inep.gov.br/> Acesso em 11 Abr. 2020.
CASTELLS, Manuel. A Galáxia da Internet. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.
CÉSAR, Cyro. Rádio: Inspiração, Transpiração e Emoção. São Paulo: Ibrasa, 3º edição, 1999.
DOTTA (Sílvia). Aulas virtuais síncronas: Condução de webconferência multimodal e multimídia em Educação a Distância. Santo André – SP: Editora UFABC, 2014.
GIL, Antonio Carlos. Didática do Ensino Superior. 1ª edição (2010). 5ª Reimpressão. – São Paulo: Atlas, 2010.
LÉVY, Pierre. Cibercultura. 1. ed. São Paulo : Editora 34, 1999.
MARQUES, Camila. Ensino a distância começou com cartas a agricultores. Folha On Line, 29 set. 2004. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u396511.shtml . Acesso em 01 Abr. 2020.
MORAN, José Manuel, Marcos T. Masetto, Marilda Aparecida Behrens. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas, SP: Papirus, 2000.
PONTES, Joyce Karoline Pinto Oliveira. Educação superior indígena no Amazonas: a tecnologia mediada no ensino. 2019. 172 f. Tese (Doutorado em Sociedade e Cultura na Amazônia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2019.
SALDANHA, L. E. Tecnologia Educacional. Porto Alegre: Globo, 1978.
TAJRA, S. F. Internet na educação: o professor na era digital. São Paulo: Érica, 2002.

Downloads

Publicado

2021-02-03

Como Citar

PONTES, J. K. P. O.; PONTES, A. B. A TIC atuando como mediadora na educação superior brasileira durante a pandemia do Covid-19. Filosofia e Educação, Campinas, SP, v. 12, n. 3, 2021. DOI: 10.20396/rfe.v12i2.8659402. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rfe/article/view/8659402. Acesso em: 27 nov. 2021.