Os critérios de cientificidade na pesquisa-ação

uma metassíntese qualitativa (1998-2019)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rfe.v14i1.8666527

Palavras-chave:

Estudos de revisão, Afetividade. Espinosa. Educação., Pesquisa-ação, Epistemologia

Resumo

A justificativa para um trabalho de análise epistemológica das pesquisas-ações deve-se ao caráter desse método de pesquisa, ciência emergente que possui base dupla, uma ancorada no senso comum e a outra na justificação pela comunidade cientifica. O objetivo da pesquisa é estudar um conjunto específico de pesquisas selecionadas, identificando e analisando suas apropriações ou ressignificações e indicar as tendências e as potencialidades que se apresentam à área de educação frente a esse tipo de pesquisa. Os resultados da análise dos trabalhos indicam que os problemas apontados e suas soluções expressas em intervenções são realizados sem uma recuperação histórica da dinâmica do local de estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Xavier Silva, Universidade Federal de São Carlos

Possui Bacharelado em Sociologia e em Ciência Politica e Licenciatura em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (2012). Concluiu Mestrado em Educação pela Universidade Federal de São Paulo em 2016. Atualmente cursa Doutorado em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (2022) e é pesquisador do Grupo de Estudos de Revisão em Educação.

Referências

BARBIER, René. A Pesquisa-Ação. Tradução de Lucie Didio. Brasília: Líber Livro Editora, 2004.

BERGER, Sônia Maria Dantas. Pesquisa-ação na gestão da educação e do processo de trabalho em saúde: uma ferramenta estratégica para acolhimento qualificado da violência entre parceiros íntimos na gravidez. Rio de Janeiro. Tese (Doutorado) – Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Rio de Janeiro, 2010.

BORDA, Orlando Fahls. Aspectos Teóricos da Pesquisa Participante: considerações sobre o significado e o papel da ciência na participação popular. In: BRANDÃO, Carlos R. (Org.). Pesquisa Participante. São Paulo: Brasiliense, 1984.

BORDA, Orlando Fahls. La ciencia y el pueblo: nuevas reflexiones sobre la investigación acción (participativa). In N. A. Herrera Farfán & L. López Gusman (Eds.), Compromiso y cambio social. Textos de Orlando Fals Borda – antologia. Buenos Aires: El Colectivo-Lanzas y Letras-Extensión Libros, 2013.

COSTA, Maria de Fátima Vasconcelos da. Os desafios de uma Educação para a diversidade étnico-racial: uma experiência de pesquisa-ação. Tese de Doutorado em Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação. Universidade Federal do Ceará, Ceará, 2013.

CHAVES, Maria do Perpetuo Socorro Rodrigues. Uma experiência de pesquisa-ação para gestão comunitária de tecnologias apropriadas na Amazônia: o estudo de caso do assentamento de reforma agrária Ipora.Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências, Campinas, 2001.

CORRAL-MULATO, Sabrina. Pesquisa-ação com graduandos do curso de Bacharelado e Licenciatura em Enfermagem na identificação de estresse, cansaço e desconforto físico à promoção de saúde física e mental no cotidiano acadêmico. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, 2011.

COSCRATO, Gisele . Concepções de graduandos de enfermagem sobre humanização e espiritualidade: uma pesquisa-ação. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, 2013.

EL ANDALOUSSI, Khalid. Pesquisas-ações: ciências, desenvolvimento, democracia. São Carlos: EdUFSCar; 2004.

ERWIN, Elisabeth, BROTHERSON, Mary Jane, SUMMERS, Jean Ann. Understanding Qualitative Metasynthesis Issues and Opportunities in Early Childhood Intervention Research. Journal of Early Intervention Volume 33 Number 3 September 2011. DOI: https://doi.org/10.1177/1053815111425493

FOUREZ, Gérard. A construção das ciências: introdução à filosofia e à ética das ciências. São Paulo: UNESP, 1995.

FRANCO, Maria Isabel Gonçalves Correa. Educação Ambiental e Pesquisa-Ação Participante: registro analítico-crítico de uma práxis educativa. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GRIMALDI, Stella. A pesquisa-ação colaborativa como instrumento para construção de práticas educativas em creche. Tese (Doutorado em Educação Escolar) — Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", Faculdade de Ciências e Letras, Araraquara, 2018.

JAQUES, André Estevam. Significado da sexualidade e assuntos correlatos no contexto escolar por professores do ensino fundamental na educação sexual: experiência de uma pesquisa-ação. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, 2012.

JORDÃO, Rosana dos Santos. Tutoria e pesquisa-ação no estágio supervisionado: contribuições para a formação de professores de Biologia. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.

LEWIN, Kurt. Teoria de campo em ciência social. São Paulo: Pioneira, 1965.

LÖWY, Michael. As aventuras de Karl Marx contra o Barão de Munchhausen. Marxismo e Positivismo na Sociologia do Conhecimento, São Paulo: Editora Cortez, 1994.

LUSTOSA, Francisca Geny. Inclusão, o olhar que ensina: o movimento da mudança e a transformação das práticas pedagógicas no contexto de uma pesquisa-ação colaborativa. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, Fortaleza-CE, 2009.

MAINARDES, Jefferson, TELLO, Cesar. A pesquisa no Campo da Política Educacional: explorando diferentes níveis de abordagem e abstração. Arquivos Analíticos de Políticas Educativas, 24 (75), p. 1-17, 2016.

MEINHARDT, Moana. Na contramão da lógica disciplinar [manuscrito]: revisitando o ensino de graduação desde a vivência da pesquisa-ação sob a perspectiva da interdisciplinaridade / Tese (Doutorado em Educação) – Universidade La Salle, Canoas, 2018.

MORIN, Edgar. Ciência com consciência. Rio de Janeiro: Bertrand, 2000.

NACARATO, Adair Mendes. Educação continuada sob a perspectiva da pesquisa-ação: currículo em ação de um grupo de professoras ao aprender ensinando geometria. Tese de Doutorado. Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

NICOLESCU, Basarab. O manifesto da transdisciplinaridade. São Paulo: Triom, 1999.

NORONHA, Olinda Maria. Pesquisa participante: repondo questões teórico-metodológicas. In: FAZENDA, Ivani (Org.). Metodologia da pesquisa educacional. São Paulo: Cortez, 2001, p.137-143.

OLIVEIRA, Marcelo Mateus. A aprendizagem musical compartilhada e a didática do violão: uma pesquisa-ação na licenciatura em música da UFC em Sobral (Ceará). 2017– Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Educaçao Brasileira , Fortaleza (CE), 2017.

PESSOA, Aline. Ribeiro. Feedback corretivo na interação oral: uma pesquisa-ação colaborativa com duas professoras de língua inglesa. Tese (Doutorado em Educação), Universidade do Vale dos Rios dos Sinos, Programa de Pós-Graduação em Linguistica Aplicada, São Leopoldo, 2018.

PIRES, Giovani De Lorenzi. A educação física e o discurso midiático: abordagem crítico-emancipatória em pesquisa-ação no ensino de graduação. Subsídios para a saúde? Tese (Doutorado) – Universidade Estadual de Campinas, Programa de Pós-Graduação Graduação em Educação Física, Campinas, 2000.

RAMOS, Rogério Daniel Pereira. A formação de professores no curso de licenciatura em Química da Universidade Estadual de Goiás: a pesquisa-ação colaborativa como eixo orientador das práticas formativas. Tese (Doutorado em Química) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2016.

ROCHA, Arnaldo. Pesquisa ação: educação em saúde pública veterinária dentro do conceito “One Health” em comunidades menos favorecidas. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, São Paulo, 2019.

SAMPAIO, Fátima Cruz. Laboratório do cotidiano: ensinando física em um curso de magistério. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.

SANTOS, Janaina Luiza. Visão dos Docentes e Discentes de Enfermagem sobre o Processo de Morte e Morrer e a Finitude da Vida: desenvolvimento de uma Pesquisa Ação. Tese de doutorado, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2013.

SILVA, Maria Urbana da. Avaliação formativa e reflexão pedagógica de um grupo de professores de ensino fundamental II: pesquisa-ação. Tese (doutorado) - Universidade Estadual paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, 2008.

SILVEIRA, Selene Maria Penaforte. A gestão para a inclusão: uma pesquisa-ação colaborativa no meio escolar. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira Fortaleza-CE, 2009.

SOARES, Leandro Queiroz, FERREIRA, Mário César. Pesquisa participante como opção metodológica para investigação de práticas de assédio moral no trabalho. Rev. Psicol., Organ.Trab., Florianópolis, v. 6, n. 2, p. 85-109, dez. 2006.

SOUSA, Iomara Barros. A formação continuada de professores de Geografia em geotecnologias aplicadas à Cartografia: experiência de pesquisa-ação pedagógica (PAPE) no Ensino Fundamental. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Rio Claro, 2018.

SOUSA, Nilza Coqueiro Pires de. Pesquisa-ação de formação continuada em Educação física no âmbito da dança: as possíveis implicações no repensar e na transformação da prática pedagógica de Educação física, Arte e Pedagogia Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro, 2016.

SOUZA, Antônio Escandiel. Cultura e ensino da leitura em língua estrangeira na escola pública: uma prática reflexiva com base na pesquisa-ação. Tese de doutorado. Universidade Federal de Rio Grande do Sul, Rio Grande do Sul, 2009.

SOUZA, Márcia. Maria de. Construindo a inclusão da temática educação sexual no projeto político pedagógico de um colégio público de Goiânia-Goiás na perspectiva da pesquisa-ação. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde)- Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde, Convênio Rede Centro-Oeste, UnB, UFG, UFMS, Goiânia, 2007.

STEFANINI, Jaqueline Rodrigues. Pesquisa-ação e práticas restaurativas para a prevenção da violência escolar: percepções dos professores. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, 2019.

TAMANINI, Alba Regina Loredo Gama. Contemplando a ressemantização da interação na sala de aula de inglês como língua estrangeira: uma pesquisa-ação. Tese (doutorado) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Departamento de Letras, 2013.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da pesquisa-ação. São Paulo: Cortez, 2011.

TOLEDO, Renata Ferraz de. Educação, saúde e meio ambiente: uma pesquisa-ação no Distrito de Iauaretê do Município de São Gabriel da Cachoeira / AM. Tese (Doutorado)–Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública, São Paulo, 2006.

VAN ACKER, Maria Teresa Vianna. A reflexão e a prática docente: Considerações a partir de uma pesquisa-ação. Tese (Doutorado) – Faculdade de Educação. Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

Downloads

Publicado

2022-06-21

Como Citar

Xavier Silva, F., & Piumbato Innocentini Hayashi, M. C. . (2022). Os critérios de cientificidade na pesquisa-ação: uma metassíntese qualitativa (1998-2019). Filosofia E Educação, 14(1), 362–386. https://doi.org/10.20396/rfe.v14i1.8666527