Banner Portal
Agricultura urbana e segurança alimentar: estudo no município de Santa Maria – RS
PDF

Palavras-chave

agricultura urbana
pobreza
segurança alimentar

Como Citar

PESSOA, C. C.; SOUZA, M. de; SCHUCH, I. Agricultura urbana e segurança alimentar: estudo no município de Santa Maria – RS. Segurança Alimentar e Nutricional, Campinas, SP, v. 13, n. 1, p. 23–37, 2006. DOI: 10.20396/san.v13i1.1842. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/1842. Acesso em: 1 mar. 2024.

Resumo

No contexto da nova relação do rural e urbano, a agricultura urbana ganha importância em função de aspectos a ela ligados, tais como a crescente urbanização, a pobreza, problemas de abastecimento e valores fora de mercado. Todavia, os estudos existentes no Brasil sobre a temática ainda são escassos. O objetivo principal deste trabalho é apresentar os resultados de uma investigação sobre a contribuição da agricultura urbana na melhoria da renda e da alimentação de famílias pobres. Para tal, foram entrevistadas, inicialmente, 38 e, posteriormente, 20 famílias, em cinco bairros do município de Santa Maria-RS. Os resultados revelam que a atividade não cumpre necessariamente o papel de provedora de renda adicional, mas conduz a uma economia expressiva, pois certos alimentos deixam de ser comprados. A produção obtida oferece nutrientes importantes, ficando ausentes os alimentos mais ricos em minerais, os quais não são produzidos pelas famílias. A atividade pode ser considerada um modo de produção fora de mercado ou uma economia de subsistência e cumpre papel relevante na complementação da alimentação, fornecendo produtos frescos e relativamente livres de contaminantes industriais, o que contribui para a segurança alimentar e nutricional das famílias.
https://doi.org/10.20396/san.v13i1.1842
PDF

Referências

. Altieri MA et. al. The greening of the “barrios”: urban agriculture for food security in Cuba. Netherlands. Agriculture and Human Values 1999; 16 : 131-40.

. Avilla CJ & Veenhuisen R. Aspectos econômicos da agricultura urbana [editorial]. In: La Revista Agricultura Urbana 2002 Ago.7. Disponível: http:/www.ipes.org/aguila.Acesso em: 5 de jan. 2004.

. Blanchemanche S., Marie CL, Mouriaux F., Peskine E. Multifonctionnalité de l’agriculture et status d’activité. Paris-France. Economie Rurale. 2000 nov.–déc.; 260:41-51.

. Camarano AA & Abramovay R. Êxodo rural, envelhecimento e masculinização no Brasil: panorama dos últimos 50 anos. Rio de Janeiro. IPEA; 1999. 23p. Texto para discussão n. 621.

. COAG. Comitê de Agricultura. La agricultura urbana y periurbana. Organización de las Naciones Unidas para la Agricultura y la Alimentación – FAO. Roma: 25-29 jan. 1999. 60p.

. Costa Beber C. Santa Maria, 200 anos: história da economia do município. Edição Comemorativa do Centenário da CACISM. Santa Maria: Cacism, 1998. 315p.

. Dietary Reference Intakes – DRIs [ S. I.: s. n.], 2002. Disponível: http://www.nap.edu. Acesso em: 15 fev. 2006.

. Drakakis-Smith D, Bowyer-Bower T, Tevera D. Urban poverty and urban agriculture: an overview of the linkages in Harare. Habitat International. Great Britain. v.19, n.2, p. 183-93. 1995.

. FAO. Select issues: urban agriculture: an oxymoron? In: The state of food and agriculture. Rome: FAO;1996. 29p.

. Fleury A. & Donadieu P. De l’agriculture péri-urbaine à l’agriculture urbaine. Le Revue Courrier de l’environnement. Paris, France, n.31, août. 1997. Disponível em: < http:/www.inra.fr/dpenv/fleure31.htm>. Acesso em: 6 dez. 2003.

. Frère N, Ludovico RMR, Martins PF da S. Agricultura urbana em Belém – Pará. In: Congresso Brasileiro de Economia e Sociologia Rural, 37, Anais... Foz do Iguaçu – PR. SOBER; 1999. p. 1-10.

. Galeazzi MAM, Bonvino H, Lourenço FA, Vianna R. Inquérito de consumo familiar de alimentos: metodologia para identificação de famílias de risco alimentar. Cadernos de Debate. Campinas, v. IV. p.32-46. 1996.

. IBGE. Censo Demográfico 2000. Disponível em: <http://www.ibge.org.br>. Acesso em 4 jan. 2004.

. ILSI Brasil – International Life Sciences Institute do Brasil. SBAN – Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição. Usos e Aplicações das “Dietary Reference Intakes”. São Paulo, nov. 2001. Disponível em . Acesso em: 20 mar. 2005.

. Luna NM de M. Técnica dietética: pesos e medidas em alimentos. Editora Fundação Universidade Federal do Mato Grosso. Cuiabá, 1995.

. Mattar FN. Pesquisa de marketing. São Paulo: Atlas. 1997, 4. ed. 273p.

. Maxwell D, Levin C, Csete J. Does urban agriculture help prevent malnutrition? Evidence from Kampala. Food Police, Great Britain, v.23, n.5, p. 411-24. 1998.

. National Research Council/Food and Nutrition Board. Recommended dietary allowances. 10a ed. Washington: National Academy Press, 1989. 284p.

. Nugent R. Agricultura urbana e periurbana: segurança alimentar e nutrição. Texto inicial para discussão na conferência eletrônica promovida pela FAO, ETC, RUAF. 21 ago.-30 set. 2000. 7p.

. Organización Mundial De La Salud. Necesidades de energía y de proteínas. Genebra: FAO/OMS/ONU, 1985. 220p. (Série de Informes Técnicos n. 724).

. Pereira MT. Agricultura urbana e periurbana. Revista Qualidade de Vida, São Paulo, Ano 2, n.11, p.1-4, abr. 2000.

. Philippi ST, Szarfarc SC, Latterza AR. Virtual Nutri [programa de computador]. Versão 1.0 for windows. São Paulo: Departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP). 1996.

. Projeto Institucional de Extensão: Núcleo da UFSM em Apoio à Rede de Solidariedade. Universidade Federal de Santa Maria. Pró- Reitoria de Extensão. Santa Maria. Abril de 2003.

. Rocha S. Renda e pobreza: os impactos do Plano Real. Rio de Janeiro: IPEA. Texto para Discussão. n. 439, 1996.

. Sachs I. Inclusão social pelo trabalho decente: oportunidades, obstáculos, políticas públicas. Estudos Avançados, São Paulo, v.18, n.51, p.23-49. 2004.

. UNDP (United Nations Development Programme). Urban agriculture: food, jobs and sustainable cities. Publication Series for Habitat II. Volume One. New York, 1996. 300 p.

. Yunus M. O banqueiro dos pobres. Editora Ática. 2000. 343p.

. Zaluar A. A máquina e a revolta: as organizações populares e o significado da pobreza. 2.ed. São Paulo: Editora Brasiliense; 1994. p. 265.

. Zeeuw H de, Gundel S, Waibel H. La integración de la Agricultura en las políticas urbanas. La Revista Agricultura Urbana. v.1, jul. 2000. Disponível em:< http:/www.ipes.org/aguila>. Acesso em: 21 out. 2003.

A revista Segurança Alimentar e Nutricional utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.