Agricultura urbana e segurança alimentar: estudo no município de Santa Maria – RS

Autores

  • Cristiane Cardoso Pessoa Universidade Federal de Santa Maria
  • Marcelino de Souza Universidade Federal de Santa Maria
  • Ilaine Schuch Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.20396/san.v13i1.1842

Palavras-chave:

agricultura urbana, pobreza, segurança alimentar

Resumo

No contexto da nova relação do rural e urbano, a agricultura urbana ganha importância em função de aspectos a ela ligados, tais como a crescente urbanização, a pobreza, problemas de abastecimento e valores fora de mercado. Todavia, os estudos existentes no Brasil sobre a temática ainda são escassos. O objetivo principal deste trabalho é apresentar os resultados de uma investigação sobre a contribuição da agricultura urbana na melhoria da renda e da alimentação de famílias pobres. Para tal, foram entrevistadas, inicialmente, 38 e, posteriormente, 20 famílias, em cinco bairros do município de Santa Maria-RS. Os resultados revelam que a atividade não cumpre necessariamente o papel de provedora de renda adicional, mas conduz a uma economia expressiva, pois certos alimentos deixam de ser comprados. A produção obtida oferece nutrientes importantes, ficando ausentes os alimentos mais ricos em minerais, os quais não são produzidos pelas famílias. A atividade pode ser considerada um modo de produção fora de mercado ou uma economia de subsistência e cumpre papel relevante na complementação da alimentação, fornecendo produtos frescos e relativamente livres de contaminantes industriais, o que contribui para a segurança alimentar e nutricional das famílias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiane Cardoso Pessoa, Universidade Federal de Santa Maria

Professora Substituta do Departamento de Educação Agrícola e Extensão Rural e mestranda do Curso de Pós-Graduação em Extensão Rural da Universidade Federal de Santa Maria

Marcelino de Souza, Universidade Federal de Santa Maria

Professor Adjunto do Departamento de Educação Agrícola e Extensão Rural da Universidade Federal de Santa Maria

Ilaine Schuch, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professora Assistente do Departamento de Medicina Social da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Referências

. Altieri MA et. al. The greening of the “barrios”: urban agriculture for food security in Cuba. Netherlands. Agriculture and Human Values 1999; 16 : 131-40.

. Avilla CJ & Veenhuisen R. Aspectos econômicos da agricultura urbana [editorial]. In: La Revista Agricultura Urbana 2002 Ago.7. Disponível: http:/www.ipes.org/aguila.Acesso em: 5 de jan. 2004.

. Blanchemanche S., Marie CL, Mouriaux F., Peskine E. Multifonctionnalité de l’agriculture et status d’activité. Paris-France. Economie Rurale. 2000 nov.–déc.; 260:41-51.

. Camarano AA & Abramovay R. Êxodo rural, envelhecimento e masculinização no Brasil: panorama dos últimos 50 anos. Rio de Janeiro. IPEA; 1999. 23p. Texto para discussão n. 621.

. COAG. Comitê de Agricultura. La agricultura urbana y periurbana. Organización de las Naciones Unidas para la Agricultura y la Alimentación – FAO. Roma: 25-29 jan. 1999. 60p.

. Costa Beber C. Santa Maria, 200 anos: história da economia do município. Edição Comemorativa do Centenário da CACISM. Santa Maria: Cacism, 1998. 315p.

. Dietary Reference Intakes – DRIs [ S. I.: s. n.], 2002. Disponível: http://www.nap.edu. Acesso em: 15 fev. 2006.

. Drakakis-Smith D, Bowyer-Bower T, Tevera D. Urban poverty and urban agriculture: an overview of the linkages in Harare. Habitat International. Great Britain. v.19, n.2, p. 183-93. 1995.

. FAO. Select issues: urban agriculture: an oxymoron? In: The state of food and agriculture. Rome: FAO;1996. 29p.

. Fleury A. & Donadieu P. De l’agriculture péri-urbaine à l’agriculture urbaine. Le Revue Courrier de l’environnement. Paris, France, n.31, août. 1997. Disponível em: < http:/www.inra.fr/dpenv/fleure31.htm>. Acesso em: 6 dez. 2003.

. Frère N, Ludovico RMR, Martins PF da S. Agricultura urbana em Belém – Pará. In: Congresso Brasileiro de Economia e Sociologia Rural, 37, Anais... Foz do Iguaçu – PR. SOBER; 1999. p. 1-10.

. Galeazzi MAM, Bonvino H, Lourenço FA, Vianna R. Inquérito de consumo familiar de alimentos: metodologia para identificação de famílias de risco alimentar. Cadernos de Debate. Campinas, v. IV. p.32-46. 1996.

. IBGE. Censo Demográfico 2000. Disponível em: <http://www.ibge.org.br>. Acesso em 4 jan. 2004.

. ILSI Brasil – International Life Sciences Institute do Brasil. SBAN – Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição. Usos e Aplicações das “Dietary Reference Intakes”. São Paulo, nov. 2001. Disponível em . Acesso em: 20 mar. 2005.

. Luna NM de M. Técnica dietética: pesos e medidas em alimentos. Editora Fundação Universidade Federal do Mato Grosso. Cuiabá, 1995.

. Mattar FN. Pesquisa de marketing. São Paulo: Atlas. 1997, 4. ed. 273p.

. Maxwell D, Levin C, Csete J. Does urban agriculture help prevent malnutrition? Evidence from Kampala. Food Police, Great Britain, v.23, n.5, p. 411-24. 1998.

. National Research Council/Food and Nutrition Board. Recommended dietary allowances. 10a ed. Washington: National Academy Press, 1989. 284p.

. Nugent R. Agricultura urbana e periurbana: segurança alimentar e nutrição. Texto inicial para discussão na conferência eletrônica promovida pela FAO, ETC, RUAF. 21 ago.-30 set. 2000. 7p.

. Organización Mundial De La Salud. Necesidades de energía y de proteínas. Genebra: FAO/OMS/ONU, 1985. 220p. (Série de Informes Técnicos n. 724).

. Pereira MT. Agricultura urbana e periurbana. Revista Qualidade de Vida, São Paulo, Ano 2, n.11, p.1-4, abr. 2000.

. Philippi ST, Szarfarc SC, Latterza AR. Virtual Nutri [programa de computador]. Versão 1.0 for windows. São Paulo: Departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP). 1996.

. Projeto Institucional de Extensão: Núcleo da UFSM em Apoio à Rede de Solidariedade. Universidade Federal de Santa Maria. Pró- Reitoria de Extensão. Santa Maria. Abril de 2003.

. Rocha S. Renda e pobreza: os impactos do Plano Real. Rio de Janeiro: IPEA. Texto para Discussão. n. 439, 1996.

. Sachs I. Inclusão social pelo trabalho decente: oportunidades, obstáculos, políticas públicas. Estudos Avançados, São Paulo, v.18, n.51, p.23-49. 2004.

. UNDP (United Nations Development Programme). Urban agriculture: food, jobs and sustainable cities. Publication Series for Habitat II. Volume One. New York, 1996. 300 p.

. Yunus M. O banqueiro dos pobres. Editora Ática. 2000. 343p.

. Zaluar A. A máquina e a revolta: as organizações populares e o significado da pobreza. 2.ed. São Paulo: Editora Brasiliense; 1994. p. 265.

. Zeeuw H de, Gundel S, Waibel H. La integración de la Agricultura en las políticas urbanas. La Revista Agricultura Urbana. v.1, jul. 2000. Disponível em:< http:/www.ipes.org/aguila>. Acesso em: 21 out. 2003.

Downloads

Publicado

2006-01-01

Como Citar

PESSOA, C. C.; SOUZA, M. de; SCHUCH, I. Agricultura urbana e segurança alimentar: estudo no município de Santa Maria – RS. Segurança Alimentar e Nutricional, Campinas, SP, v. 13, n. 1, p. 23–37, 2006. DOI: 10.20396/san.v13i1.1842. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/1842. Acesso em: 6 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigo de Segurança Alimentar e Nutricional