Brasil, 2013: mais segurança alimentar

Autores

  • Rodolfo Hoffmann Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”

DOI:

https://doi.org/10.20396/san.v21i2.8634472

Palavras-chave:

Segurança alimentar. Modelos de lógite. Brasil.

Resumo

A divulgação, em 2014, dos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2013, incluindo a pesquisa suplementar sobre segurança alimentar, permite atualizar as informações sobre esse tema relevante e analisar a evolução da segurança alimentar no País, comparando esses dados com os obtidos nas PNADs de 2004 e 2009. É clara a tendência de redução da insegurança alimentar. O ajuste de modelos de lógite para os dados de 2013 leva a reafirmar que os determinantes fundamentais da segurança alimentar de um domicílio são a renda domiciliar per capita, a escolaridade, a disponibilidade de água encanada, luz elétrica e esgoto apropriado e a estabilidade da renda (o emprego com carteira é mais favorável à segurança alimentar do que o emprego sem carteira ou o trabalho por conta própria). Modelos de lógite estimados agregando os dados de 2009 e 2013 permitem constatar que há parcela da redução da insegurança alimentar associada a mudanças que não foram apropriadamente captadas pelas variáveis explanatórias consideradas. Uma dessas mudanças favoráveis provavelmente é a redução na desigualdade da distribuição da renda. São, ainda, analisadas as frequências das respostas à pergunta sobre a atitude adotada quando faltou alimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodolfo Hoffmann, Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”

Professor Sênior da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ), Universidade de São Paulo (USP), com apoio do CNPq. O autor agradece a Angela Kageyama e a Josimar Gonçalves de Jesus pela leitura crítica de uma versão preliminar do artigo.

Referências

Hoffmann R. Determinantes da insegurança alimentar no Brasil: análise dos dados da PNAD de 2004. Segur Aliment Nutr. 2008;15(1):49-61.

Hoffmann R. Determinantes da insegurança alimentar no Brasil em 2004 e 2009. Segur Aliment Nutr. 2013;20(2):219-35.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicilios: segurança alimentar 2013. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; 2014. 123 p.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicilios: segurança alimentar 2004/2009. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; 2010. 171 p.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicilios: segurança alimentar 2004. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; 2006. 127 p.

Segall-Corrêa AM, Marin-Leon L. A segurança alimentar no Brasil: proposição e usos da escala brasileira de medida da insegurança alimentar (EBIA) de 2003 a 2009. Segur Aliment Nutr. 2009;16(2):1-19.

Pérez-Escamilla R, Segall-Corrêa AM. Indicadores e medidas de insegurança alimentar. Rev Nutr. 2008;21 Supl;15-26.

Hoffmann R. Transferências de renda e desigualdade no Brasil (1995-2011). In: Campello T, Neri M,. editores. Programa Bolsa Família: uma década de inclusão e cidadania. Brasília: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada; 2013. p. 207-16.

Downloads

Como Citar

1.
Hoffmann R. Brasil, 2013: mais segurança alimentar. Segur. Aliment. Nutr. [Internet]. 27º de abril de 2015 [citado 19º de outubro de 2021];21(2):422-36. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8634472

Edição

Seção

Artigo de Segurança Alimentar e Nutricional

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>