Segurança alimentar e nutricional e controvérsias científicas

Autores

  • Elaine de Azevedo Universidade Federal do Espírito Santo

DOI:

https://doi.org/10.20396/san.v20i1supl.8634593

Palavras-chave:

Ciência. Controvérsias. Segurança alimentar e nutricional.

Resumo

Esta pesquisa conceitual tem o objetivo de estabelecer um diálogo entre o estudo sociológico das controvérsias e a área de pesquisa em Segurança Alimentar e Nutricional (SAN). Para cumprir esse objetivo foram mobilizados autores da Sociologia da Ciência e do Conhecimento Científico que abordam as controvérsias científicas ilustradas aqui com diferentes controvérsias na área de SAN. O estudo aponta a recorrente premissa de que mais ciência não é capaz de promover consensos científicos; destaca a importância da democratização e mobilização do consumidor e aponta estratégias que possam contribuir para estimular a participação e a inserção desse ator na arena de dissolução das controvérsias em SAN.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elaine de Azevedo, Universidade Federal do Espírito Santo

Doutora em Sociologia Política pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Departamento de Ciências Sociais. Centro de Ciências Humanas e Naturais (CCHN), Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Correspondência: Prédio administrativo do CCHN - Térreo (Primeiro Piso). Goiabeiras – Vitória, ES. CEP 29075-910. Tel. (27) 3019-8410.

Referências

Latour B. Ciência em Ação: como seguir cientistas e engenheiros sociedade afora. São Paulo: UNESP; 2000.

Pinch TJ. Scientific controversies. In: Jasanoff S. (Eds). International encyclopedia of the social and behavioral sciences. Amsterdam: Elsevier; 2002.

Irwin A. Sociology and the Environment. A critical introduction to society, nature and knowledge. London: Polity Press; 2001.

Callon M. The Sociology of an Actor-Network: The Case of the Electric Vehicle. In: Callon M, Law J, Ri A. (Eds). Mapping the Dynamics of Science and Technology. London: The Macmillan; 1986.

Martin B, Richards E. Scientific Knowledge, Controversy, and Public Decision-Making. In: Jasanoff S, Markle GE, Petersen JC, Pinch, T. (Eds.). Handbook of Science and Technology Studies. Newbury Park, California: Sage; 1995.

Nelkin D. Science controversies: the dynamics of public disputes in the United States. In: Jasanoff S, Markle GE, Peterson JE, Pinch T. (Eds.). Handbook of science and technology studies. Thousand Oaks/London/New Delhi: Sage; 1995.

Nelkin D. Science, technology, and political conflict: analyzing the issue. In: Nelkin D. (Ed.). Controversy: politics of technical decisions. Beverly Hills/London/New Delhi: Sage; 1984.

Dascal M. The study of controversies and the theory and history of science. Science in Context. 1998;11:147-154.

Azevedo E. Riscos e Controvérsias na construção do conceito de Alimento Saudável: o caso da soja. Rev Saúde Públ. 2011;45(4):781-8.

Understanding the health effects of soyfoods and unfair characterization of promotional efforts by the soyfood industry. Rev Saúde Públ. 2011;45(5).

Guivant JS. Governance of GMOs and the constraints for a definition of the public arena. In: Dasgupta S. (Ed.). Understanding the Global Environment. New Dehli: Pierce Education; 2009.

Guivant JS. Transgênicos e percepção pública da ciência no Brasil. Revista Ambiente & Sociedade. 2006;9(1):81-103.

Guivant JS, Macnaghten P. O mito do consenso: uma perspectiva comparativa sobre governança tecnológica. Revista Ambiente & Sociedade. 2011;14(2):89- 104.

Guivant JS. A teoria da sociedade de risco de Ulrich Beck: entre o diagnóstico e a profecia. Estudos Sociedade e Agricultura. 2001;16:95-112.

Spaargaren G. Political consumerism for sustainable consumption practices. Rethinking the commitments of citizen-consumers with environmental change. In: Santos MM, Vogt C, França JGE, Guivant JS. (Orgs.). Ciência, Tecnologia e Sociedade. Novos Modelos de Governança. Brasília: CGEE; 2005.

Jacobi P. Movimento ambientalista no Brasil. Representação social e complexidade da articulação de práticas coletivas. In: Ribeiro WC. (Org.). Patrimônio Ambiental Brasileiro. São Paulo: EDUSP; 2003.

Beck U. A reinvenção da política: rumo a uma teoria da modernização reflexiva. In: Beck U, Giddens A, Lash S. (Orgs). Modernização reflexiva. São Paulo: Editora da UNESP; 1997.

Collins HM, Pinch T. Golam. O que você deveria saber sobre ciência. São Paulo: Editora Unesp; 2003.

Guivant JS. A governança dos riscos e os desafios para a redefiniçao da arena pública no Brasil.: In: Santos MM, Vogt C, França JGE, Guivant JS. (Orgs). Ciência, Tecnologia e Sociedade. Novos Modelos de Governança. Brasília: CGEE; 2005.

Nestle M. Food Politics. Berkley, Los Angeles, London. University of California Press; 2002.

Hannigan JA. Environmental Sociology: a social constructionist perspective. London: Routlegde; 2006.

Downloads

Como Citar

AZEVEDO, E. de. Segurança alimentar e nutricional e controvérsias científicas. Segurança Alimentar e Nutricional, Campinas, SP, v. 20, n. 1supl, p. 147–155, 2015. DOI: 10.20396/san.v20i1supl.8634593. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8634593. Acesso em: 4 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigo de Segurança Alimentar e Nutricional