Reconstruindo o “elo perdido”: a reconexão da produção e do consumo de alimentos através do Programa De Alimentação Escolar no município de Dois Irmãos (RS)

Autores

  • Rozane Márcia Triches Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Sergio Schneider Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.20396/san.v17i1.8634796

Palavras-chave:

Alimentação escolar. Segurança alimentar e nutricional. Saúde pública. Agricultura familiar. Desenvolvimento rural.

Resumo

Este artigo discute, a partir de um estudo de caso, como o Programa de Alimentação Escolar (PAE) foi utilizado para reconstruir as relações de produção e consumo. Seu objetivo consiste em refletir sobre uma experiência bem sucedida de construção de cadeias alimentares curtas no município de Dois Irmãos, Rio Grande do Sul/Brasil. A pesquisa foi realizada a partir de um estudo de caso que utilizou técnicas qualitativas de levantamento de dados por meio de entrevistas semiestruturadas (analisadas com o software NVivo 2.0), observação direta e dados secundários. O trabalho mostra como as políticas de atuação local podem constituirse em mecanismos de atendimento da demanda e apresentar-se como alternativas às falhas de mercados que afetam os pequenos agricultores familiares que ficam alijados do acesso às compras públicas em razão de regulamentações, processos licitatórios e exigências legais e sanitárias que obstaculizam sua formalização como fornecedores. Para tanto, destaca a importância da participação dos atores locais. A conclusão indica que o PAE pode ser considerado um instrumento efetivo de redesenho das políticas locais de abastecimento e apresenta efeitos positivos para consumidores e fornecedores, além de permitir que os atores da sociedade civil apropriem-se do próprio processo de execução das políticas públicas, via participação em Conselhos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rozane Márcia Triches, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutora em Desenvolvimento Rural – Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS - Rua Berlim, 240, Dois Irmãos, RS. CEP. 93950.000 – Tel./Fax: (51)35641277. 

Sergio Schneider, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professor do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural (PGDR) e membro do Programa de Pós-Graduação em Sociologia (PPGS) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Av. João Pessoa, 31, Porto Alegre, RS. 90040-000.

Referências

. Wang Y, Monteiro CA, Popkin BM. Trend of obesity and underweight in older children e adolescents in the USA, Brazil, China and Russia. Am J Clin Nutr. 2002; 75:971-7.

. França CG, Del Grossi ME, Marques VPMA. O censo agropecuário 2006 e a agricultura familiar no Brasil. Mimeo; 2006.

. Long N. From paradigm lost to paradigm regained? The case for an actor-oriented sociology of development. In: Long N, Long, A (ed.). Battlefields of knowledge: the interlocking of theory and practice in social research and development. London: Routledge; 1992.

. Long N. Sociología del desarrallo: una perspective centrada en el ator. Mexico: Colsan/Ciesas; 2007.

. Sonnino R, Marsden TK. Beyond the divide: Rethinking relations between alternative and conventional food networks in Europe. Journal of Economic Geography. 2006; 6:181-189.

. Callon M, Méadel C, Rabeharisoa V. The economy of qualities. Economy and Society. 2002; 31:194– 217.

. Goodman D. The quality „turn‟ and alternative food practices: reflections and agenda. Journal of Rural Studies. 2003;19:1-7.

. Morgan K. Greening the realm: sustainable food chains and the public plate. Regional Studies, 2007.

. Morgan K. School meals and sustainable food chains the role of creative public procurement. Cardiff: Cardiff University; 2004.

. Lang T, Heasman M. Food wars: the battle for minds, mouths and markets, London: Earthscan; 2004.

. Minayo MC. O desafio do conhecimento. Pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec; 1996.

. Schneider S. (org.). A diversidade da agricultura familiar. Porto Alegre: Editora da UFRGS; 2006.

. Guizzo BS, Krziminski CO, Oliveira DLLC. O software QSR NVivo 2.0 na análise qualitativa de dados: ferramenta para a pesquisa em ciências humanas e da saúde. Revista Gaúcha de Enfermagem. 2003; 24(1):53-60.

. Schneider S. Economia, sociedade e cultura em Dois Irmãos nos últimos 50 anos: como construímos o que somos e para onde vamos? In: Dreher M, Mugge E. (org.). Dois Irmãos: dos primórdios ao cinquentenário de emancipação 2009. São Leopoldo: Oikos; 2009.

. Schneider S. Agricultura familiar e industrialização: plutiatividade e descentralização industrial no Rio Grande do Sul. 2. ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS; 2004.

. Triches RM, Giugliani ERJ. Obesidade, práticas alimentares e conhecimentos de nutrição em escolares. Revista de Saúde Pública. 2005; 39:541- 547.

. Manual sobre Alimentação Escolar. Porto Alegre: Emater/RS-Ascar; Fetag; Prefeituras Municipais dos Vales dos Rios dos Sinos e Paranhana/Encosta da Serra; 2006, 58 p.

. Morgan K, Morley A. Relocalising the food chain: the role of creative public procurement. Cardiff: Cardiff University; 2002.

. Amin A, Cohendet P. Architectures of knowledge: firms, capabilities, and communities. New York: Oxford; 2004.

. Stuiver M, Leeuvis C, Ploeg JDV. The power of experience: farmer´s knowledge and sustainable innovations in agriculture. In: Ploeg JDV, Wiskerke JSC. Seeds of transition. Assen: Van Gorcumm; 2004.

. Goodwin M. Rural governance: a review of relevant literature. Wales: University of Wales; 2003.

. Giddens A. Social theory and modern sociology. Cambridge: Polity Press; 1987.

. Gestão eficiente da merenda escolar: histórias gostosas de ler e boas de copiar. ONG Ação Fome Zero, vol. 2; 2007.

. Weber M. Capitalismo e sociedade rural na Alemanha. In: Gerth HH, Mills CW (org.). Ensaios de Sociologia. Rio de Janeiro: Guanabara; 1982.

Downloads

Como Citar

1.
Triches RM, Schneider S. Reconstruindo o “elo perdido”: a reconexão da produção e do consumo de alimentos através do Programa De Alimentação Escolar no município de Dois Irmãos (RS). Segur. Aliment. Nutr. [Internet]. 9º de fevereiro de 2015 [citado 25º de outubro de 2021];17(1):1-15. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8634796

Edição

Seção

Artigo de Segurança Alimentar e Nutricional