Programas de transferência condicionada de renda e segurança alimentar e nutricional

Autores

  • Cíbele Pereira Kopruszynski Universidade Estadual de São Paulo
  • Vera Mariza Henriques de Miranda Costa Universidade Estadual de São Paulo.

DOI:

https://doi.org/10.20396/san.v23i0.8635618

Palavras-chave:

Programa Bolsa Família. Segurança Alimentar e Nutricional. Pré-escolares.

Resumo

O presente artigo tem como objetivos: a) periodizar a implantação de Programas de Transferência de Renda no Brasil (PTR), caracterizando-os a partir de seus objetivos e alcances potenciais sobre as condições alimentares e nutricionais da população; b) apresentar as contribuições do Programa Bolsa Família (PBF) – na categoria de PTR – para a melhoria das condições alimentares e nutricionais de seus beneficiados; c) destacar as potencialidades e as limitações das condicionalidades estabelecidas pelo PBF para a consecução de condições de Segurança Alimentar e Nutricional no Brasil e d) avaliar a necessidade de medidas complementares para a efetividade de impactos positivos do PBF sobre as condições de SAN da população. As informações foram levantadas em artigos, livros, documentos e relatórios oficiais e foram abordadas de uma perspectiva histórica. Pôde-se concluir que: 1) o PBF tem possibilitado resultados positivos, no combate à pobreza e desigualdade social, comparativamente aos PTR anteriores e 2) para a consecução de melhorias efetivas nas condições alimentares e nutricionais dos beneficiários do PBF faz-se necessário além do acompanhamento sistemático do cumprimento das condicionalidades, a implementação de políticas públicas multissetoriais que deem suporte às políticas de SAN.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cíbele Pereira Kopruszynski, Universidade Estadual de São Paulo

Programa de Pós-Graduação em Alimentos e Nutrição, Área de Concentração Ciências Nutricionais, Faculdade de Ciências Farmacêuticas, UNESP.

Vera Mariza Henriques de Miranda Costa, Universidade Estadual de São Paulo.

Programa de Pós-Graduação em Alimentos e Nutrição, Área de Concentração Ciências Nutricionais, Faculdade de Ciências Farmacêuticas, UNESP.

Referências

United Nations for Human Rights. Office of the righ commissioner. International Covenant on Economic, Social and Cultural Rights [internet] [acesso em 05 mai 2014]. Disponível em: http://www2.ohchr.org

L'Abbate S. As políticas de alimentação e nutrição no Brasil: I. período de 1940 a 1964, Rev. Nutr. 1988;1(2):87-138.

L'Abbate S. As políticas de alimentação e nutrição no Brasil: II. a partir dos anos setenta. Rev. Nutr. 1989;2(1):7-54.

Vasconcelos FAG. Combate à fome no Brasil: uma análise histórica de Vargas a Lula. Rev. Nutr. 2005;18(4):439-457.

Barros MSC, Tartaglia JC. A política de alimentação e nutrição no Brasil: breve histórico, avaliação e perspectivas. Alim. Nutr. 2003;14(1):109-121.

Pereira RA, Santos LMP. A dimensão da insegurança alimentar. Rev. Nutr. 2008;21(Supl.):7-13.

Vaitsman J, Andrade GRB, Farias LO. Proteção social no Brasil: o que mudou na assistência social após a Constituição de 1988. Ciênc. Saúde Coletiva. 2009;14(3):731-741.

Lavinas L, Manão D., Garcia EH, Bittar M, Bahia M, Bezerra RA. Combinando compensatório e redistributivo: o desafio das políticas sociais no Brasil. Rio de Janeiro: IPEA; 2000. (Texto para Discussão no 748).

Silva SPA. Trajetória Histórica da Segurança Alimentar e Nutricional na Agenda Política Nacional: Projetos, Descontinuidades e Consolidação. Rio de Janeiro: IPEA; 2014. (Texto para Discussão no 1.953)

Custódio MB, Furquim NR, Santos GMM, Cyrillo DC. Segurança alimentar e nutricional e a construção de sua política: uma visão histórica. Segur. Aliment. Nutr. 2011;18(1):1-10.

Brasil. Lei no 11.346, de 15 de setembro de 2006. Cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – SISAN com vistas em assegurar o direito humano à alimentação adequada e dá outras providências. Diário Oficial da União. 18 set 2006.

Medeiros M, Britto T, Soares F. Transferência de renda no Brasil. Novos Estud. – CEBRAP. 2007;79:5-21.

Brasil. Lei no 10.836, de 09 de janeiro de 2004. Cria o Programa Bolsa Família e dá outras providências. Diário Oficial da União. 12 jan 2004.

Brasil. Portaria no 551, de 09 de novembro de 2005. Regulamenta a gestão das condicionalidades do Programa Bolsa Família. Diário Oficial da União. 11 nov 2005.

Alves A. Avanços e desafios do programa bolsa família na perspectiva da determinação social em saúde. Acta Sci Med. 2012;5(2):53-64.

Ximenes DA, Agatte JP. A gestão das condicionalidades do programa bolsa família: uma experiência intersetorial e federativa. Inc. Soc. 2011;5(1):11-19.

Pai M, Mcculloch M, Gorman J.D, Pai N, Enanoria W, Kennedy G, Tharyan P, Colford Junior, JM. Systematic reviews and meta-analyses: an illustrated, step-by-step guide. Natl. Med. J. India. 2004;17(2):86-95.

Rocha S. O programa bolsa família: evolução e efeito sobre a pobreza. Econ. Soc. 2011;20(1):113-139. DOI http://dx.doi.org/10.1590/S0104-06182011000100005.

Silva MOS. A trajetória dos programas de transferência de renda e seus desafios atuais: articulação com políticas estruturantes e unificação. Rev. Pensar BH. 2006;abr-jun:27-30.

Roque DM, Ferreira, MAM. O que realmente importa em programas de transferência condicionada de renda? Abordagens em diferentes países. Saúde Soc. 2015;24(4):1193-1207.

Carvalho IMM. Algumas lições do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil. São Paulo Perspec. 2004;18(4):50-61. DOI http://dx.doi.org/10.1590/S0102-88392004000400007.

Santos LMP, Pasquim EM, Santos SMC. Programas de transferência de renda no Brasil: um estudo multidimensional da implementação do Bolsa Escola, Bolsa Alimentação e Cartão Alimentação. Ciênc. Saúde Coletiva. 2011;16(3):1821-1834.

Diniz MS, Assunção AA, Caiaffa WT, Abreu MNS. A prática do trabalho infantil entre os beneficiários do Programa Bolsa-Escola Belo Horizonte: um estudo sobre os determinantes sociodemográficos. Educ. Soc. 2012;33(118):149-169.

Graziano X. Políticas Sociais no Brasil: pequena história dos programas de transferência de renda [internet] [acesso em 07 nov 2014]. São Paulo: Instituto Fernando Henrique Cardoso; 2013. Disponível em: http://www.psdb.org.br

Tessarolo EM, Krohling A. A passagem do programa comunidade solidária para o programa Bolsa Família: continuidades e rupturas. CAOS – Revista Eletrônica de Ciências Sociais. 2011;16:74 -92.

Brasil. Lei no 10.689, de 13 de junho de 2003. Cria o Programa Nacional de Acesso à Alimentação – PNAA. Diário Oficial da União. 16 jun 2003.

Anschau FR, Matsuo T, Segall-Corrêa AM. Insegurança alimentar entre beneficiários de programas de transferência de renda. Rev. Nutr. 2012;25(2):177-189.

Trevisani JJD, Burlandy L, Jaime PC. Fluxos decisórios na formulação das condicionalidades de saúde do Programa Bolsa Família. Saúde Soc. 2012;21(2):492-509.

Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas – IBASE. Repercussões do PBF na segurança alimentar e nutricional das famílias beneficiárias. Rio de Janeiro: IBASE/FINEP; 2014.

Lima FEL, Rabito EI, Dias MRMG. Estado nutricional de população adulta beneficiária do Programa Bolsa Família no município de Curitiba, PR. Rev. Bras. Epidemiol. 2011;14(2):198-206.

Castro HCO, Walter MIMT, Santana CMB, Sephanou MC. Percepções sobre o programa bolsa família na sociedade brasileira. Opinião Pública. 2009;15(2):333-355.

Marinho E, Linhares F, Campelo G. Os programas de transferência de renda do governo impactam a pobreza no Brasil? RBE. 2011;65(3):267-288.

Burlandy L, Bocca C, Mattos RA. Mediações entre conceitos, conhecimentos e políticas de alimentação, nutrição e segurança alimentar e nutricional. Rev. Nutr. 2012;25(1):9-20.

Cabral CS, Lopes AG, Lopes JM, Vianna RPT. Segurança alimentar, renda e Programa Bolsa Família: estudo de coorte em municípios do interior da Paraíba, Brasil, 2005-2011. Cad. Saúde Pública. 2014;30(2):393-402.

Nunes TS, Cruz JMG, Pinho LD. Avaliação da segurança alimentar e nutricional de famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família. Nutrire. 2014,39(2):233-242. DOI http://dx.doi.org/10.4322/nutrire.2014.022.

Oliveira LJC, Correia MB, Nascimento GG, Goettems ML, Tarquínio SBC, Torriani DD, Demarco FF. Iniquidades em saúde bucal: escolares beneficiários do bolsa família são mais vulneráveis? Rev. Saúde Pública. 2013;47(6):1039-47. DOI http://dx.doi.org/10.1590/S0034-910.2013047004688.

Burlandy L, Magalhães R. Dura realidade brasileira: famílias vulneráveis a tudo. Democracia Viva. 2008;39:8-11.

Cavalcante VA. Análise crítica do Programa Bolsa Família: vantagens e desvantagens [internet]. Fortaleza: Universidade Estadual do Ceará, 2012 [acesso em 02 setembro 2013]. Disponível em http://pt.scribd.com/doc

Cruz MJV, Pessali HF. Dar o peixe e ensinar a pescar: racionalidade limitada e políticas de combate à pobreza. Econ. Soc. 2011;20(1):141-166.

Soares S, Sátyro N. O Programa Bolsa Família: desenho institucional e possibilidades futuras. Brasília (DF): IPEA; 2009.

Saldanha LF, Lagares ÉB, Fonseca PC, Anastácio LR. Estado nutricional de crianças beneficiárias do Programa Bolsa Família acompanhadas pelo Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional no Estado de Minas Gerais. Rev. Med. Minas Gerais. 2014;24(4):478-485.

Vega JB, Taddei JAAC, Poblacion AP. Características sociodemográficas e nutricionais de crianças brasileiras menores de 2 anos beneficiárias de programas de transferência condicionada de renda em 2006. Ciênc. saúde coletiva. 2014;19(3):931-942.

Lima FE, Fisberg RM, Uchimura KY, Pichete T. Programa Bolsa Família: qualidade da dieta de população adulta no município de Curitiba, PR. Rev. Bras. Epidemiol. 2013;16(1):58-67.

Lavinas L. Gasto social no Brasil: programas de transferência de renda versus investimento social. Cienc. saúde coletiva. 2007;12(6):1463-1476.

Hoffmann R. Determinantes da insegurança alimentar no Brasil: análise dos dados da PNAD de 2004. Segur. Aliment. Nutr. 2008;15(1):49-61.

Hofmann R. Determinantes da insegurança alimentar no Brasil em 2004 e 2009. Segur. Aliment. Nutr. 2013;20(2):219-235.

Hofmann R. Brasil, 2013: mais segurança alimentar. Segur. Aliment. Nutr. 2014;21(2):422-436.

Segall-Corrêa AM. Insegurança alimentar a partir da percepção das pessoas. Estud. Av. [internet]. 2007 [acesso em 2016 ago 23];60:143-154. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/eav/article/view/1024

Santos CRB, Magalhães R. Pobreza e Política Social: a implementação de programas complementares do Programa Bolsa Família. Ciênc. Saúde Coletiva. 2012;17(5):1215-1224.

Downloads

Publicado

2016-12-21

Como Citar

1.
Kopruszynski CP, Costa VMH de M. Programas de transferência condicionada de renda e segurança alimentar e nutricional. Segur. Aliment. Nutr. [Internet]. 21º de dezembro de 2016 [citado 29º de novembro de 2021];23:996-1007. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8635618

Edição

Seção

Artigo Número Especial