(In)Segurança alimentar e nutricional, autopercepção da saúde e uso de Agrotóxicos: o caso dos agricultores familiares de Ibiúna, São Paulo

Autores

  • Verônica Gronau Luz Universidade Federal de Alfenas
  • Carlos Eduardo Gomes Siqueira University of Massachusetts
  • Ehideé Isabel Gomez La-Rotta Universidade Estadual de Campinas
  • Isabella de Oliveira Campos Miquilin Universidade Estadual de Campinas
  • Heleno Rodrigues Correa Filho Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/san.v22i2.8642503

Palavras-chave:

Equipamento de proteção individual. Agricultura familiar.

Resumo

A utilização de agrotóxicos nas lavouras brasileiras aumentou junto à elevação média anual de 25,3% das notificações de intoxicações ocupacionais. O objetivo do estudo foi descrever aspectos sociodemográficos, de trabalho, saúde, uso de pesticidas e sua relação com a Segurança Alimentar e Nutricional em 107 domicílios de agricultores familiares em Ibiúna, SP.Foi aplicado questionário sobre a produção agrícola, uso de agrotóxicos, dados de trabalho, além da Escala Brasileira de Segurança Alimentar e Nutricional.Foram encontrados 46% de insegurança alimentar (leve ou moderada), baixa escolaridade (70,1%) e baixa renda (67,2% recebiam até um salário mínimo per capita). A população amostrada em Ibiúna apresentou 29,0% de autopercepção de saúde de regular a ruim. Os agricultores utilizavam 55 tipos diferentes de pesticidas, com grande proporção daqueles que contém na sua composição Paraquat, Glifosato e 2,4D. O uso de EPIs foi negado por 14,7% e 46,1% relataram uso parcial.Os agricultores de Ibiúna utilizavam grande quantidade de agrotóxicos, comprometendo a qualidade dos alimentos produzidos e a garantia da SAN. O “uso seguro” foi considerado impraticável em locais de redução da produção de Alimentos Básicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Verônica Gronau Luz, Universidade Federal de Alfenas

Universidade Federal de Alfenas, Faculdade de Nutrição, Alfenas, Minas Gerais, Brasil. Endereço: Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG), Faculdade de Nutrição. 

Carlos Eduardo Gomes Siqueira, University of Massachusetts

University of Massachusetts College of Public and Community Service, Boston, Massachusetts, EUA.

Ehideé Isabel Gomez La-Rotta, Universidade Estadual de Campinas

Universidade Estadual de Campinas- UNICAMP, Faculdade de Ciências Médicas.

Isabella de Oliveira Campos Miquilin, Universidade Estadual de Campinas

Universidade Estadual de Campinas- UNICAMP, Faculdade de Ciências Médicas.

Heleno Rodrigues Correa Filho, Universidade Estadual de Campinas

Universidade Estadual de Campinas- UNICAMP, Faculdade de Ciências Médicas.

Referências

Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura. La agricultura familiar en Brasil. Bol Agric Fam [Internet]. 2012 [Acesso em: 21 dez 2015:4-5. Disponível em: http://www.fao.org/docrep/019/as191s/as191s.pdf.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística . Censo agropecuário 2006 [Internet]. Rio de Janeiro: IBGE, 2006 [Acesso em: 21 dez 2015]. 284 p. Disponível em: http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/49/agro_2006_resultados_preliminares.pdf

BRASIL. Lei nº. 11.326, de 24 de Julho de 2006. Estabelece as diretrizes para a formulação da Política Nacional da Agricultura Familiar e Empreendimentos Familiares Rurais. Diário Oficial da União, Brasília, DF. 2006, p. 1-7.

BRASIL. Lei nº. 11.346, de 15 de setembro de 2006. Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional-SISAN. Diário Oficial da União, Brasilia, D.F 2006. p. 1-5.

Ministério Saúde . Política nacional de alimentação e nutrição [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2012 [Acesso em: 21 dez 2015]. p. 83. (Série B. Textos Básicos de Saúde). Disponível em: http://dab.saude.gov.br/portaldab/biblioteca.php?conteudo=publicacoes/pnan

Carneiro F, Pignati W, Rigotto R, et al. Um alerta sobre os impactos dos agrotóxicos na saúde. Rio de Janeiro: ABRASCO; 2012. 86 p. (Dossiê ABRASCO: Parte 1: Agrotóxicos, Segurança Alimentar e Nutricional e Saúde). Disponível em: http://www.abrasco.org.br/site/wp-content/uploads/2015/03/Dossie_Abrasco_01.pdf

Pignati WA, Machado JMH. O Agronegócio e seus Impactos na Saúde dos Trabalhadores e da População do Estado do Mato Grosso. In: Minayo-Gomes C, Machado JMH, Pena PGL, organizadores. Saúde do trabalhador na sociedade brasileira contemporânea. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz; 2011. p. 245-272.

Centro Colaborador em Vigilância dos Acidentes de Trabalho. Acidentes de trabalho devido à intoxicação por agrotóxicos entre trabalhadores da agropecuária 2000-2011 [Internet]. Salvador: CCVISAT; 2012 [Acesso em: 27 nov 2013]. 6 p. Disponível em: http://www.contag.org.br/imagens/f1653boletim-agrotoxicos.pdf

Brown JC, Rausch L, Luz VG. Toward a spatial understanding of staple food and nonstaple food production in Brazil. Prof Geogr. 2014;66(2):249-59.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades: Ibiúna [Internet]. Brasília: IBGE; ©2014 [Acesso em: 21 dez 2015]. Disponível em: http://cidades.ibge.gov.br/xtras/uf.php?lang=&coduf=35&search=sao-paulo.

Ueno H. Deslocamento do cinturão verde de São Paulo no período de 1973 a 1980 [dissertação]. [Piracicaba]: Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo; 1985. 135 p.

Segall-Corrêa AM, Marin-Leon L. Segurança Alimentar no Brasil: Proposição e Usos da Escala Brasileira de Medida da Insegurança Alimentar (EBIA) de 2003 a 2009. Segur Aliment. Nutr, 2009;16(2):1-19.

Faria NMX, Rosa JAR, Facchini LA Intoxicações por agrotóxicos entre trabalhadores rurais de fruticultura, Bento Gonçalves, RS. Rev Saude Publica [Internet]. 2009 [Acesso em: 12 dez 2013];43(2):335-44. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102009005000014

Brito PF, Gomide M, Câmara VM. Agrotóxicos e saúde: realidade e desafios para mudança de práticas na agricultura. Physis: Rev Saúde Coletiva [Internet]. 2009 [Acesso em: 25 nov 2013];19(1):207-25. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-73312009000100011. Acesso em: DD MMM AAAA.

Jacobson LSV, Hacon S, Alvarenga L, et al. Comunidade pomerana e uso de agrotóxicos: uma realidade pouco conhecida. Cien Saude Colet [Internet]. 2009 [Acesso em: 25 nov 2013];14(6):2239-49. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232009000600033

Índice de /Trabalho_e_Rendimento/Pesquisa_Nacional_por_Amostra_de_Domicilios_anual/microdados [Internet]. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Microdados. Brasília: IBGE; 2008 [Acesso em: 21 dez 2015]. Disponível em: ftp://ftp.ibge.gov.br/Trabalho_e_Rendimento/Pesquisa_Nacional_por_Amostra_de_Domicilios_anual/microdados

Mattei LF. Impactos do Pronaf: análise de indicadores [Internet]. Brasilia: MDA/NEAD; 2005 [Acesso em: 03 set 2013]. 136 p. Disponível em: http://www.reformaagrariaemdados.org.br/sites/default/files/pageflip-4204229-74145-lt_Impactos_do_Pronaf_An-2889335.pdf

Magalhães AM, Silveira Neto R, Dias FM, et al. A experiência recente do PRONAF em Pernambuco: uma análise por meio de propensity score. Econ Apli [Internet]. 2006 [Acesso em: 20 set 2013];10(1):57-74. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-8050200600010000

Menegat RP, Fontana RT. Condições de trabalho do trabalhador rural e sua interface com o risco de adoecimento. Cienc Cuid Saude [Internet]. 2010 [Acesso em: 21 dez 2015];9(1):52-9. Disponível em: http://dx.doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v9i1.7810

Recena MCP, Caldas ED. Percepção de risco, atitudes e práticas no uso de agrotóxicos entre agricultores de Culturama, MS. Rev Saúde Pública [Internet]. 2008 [Acesso em: 02 out 2013]; 42(2):294-301. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102008000200015

Assayed M, Khalaf A, Salem H. Protective effects of garlic extract and vitamin C against in vivo cypermethrin-induced teratogenic effects in rat offspring. Food Chem Toxicol. 2010;48(11): 3153-58.

Kjærstad MB, Taxvig C, Nellemann C, et al. Endocrine disrupting effects in vitro of conazole antifungals used as pesticides and pharmaceuticals. Reprod Toxicol. 2010;30(4):573-82.

Taxvig C, Vinggaard A, Hass U, et al. Endocrine disrupting properties in vivo of widely used azole fungicides. Int J Androl. 2008;31(2):170-7.

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC N. 10º, de 22 de fevereiro de 2008 que estabelece a reavaliação toxicológica de 14 agrotóxicos. Brasilia: DOU de 28/02/2008; 2008.

Paganelli A, Gnazzo V, Acosta H, et al. Glyphosate-Based herbicides produce teratogenic effects on vertebrates by impairing retinoic acid signaling. Chem Res Toxicol. 2010;23(10):1586–95.

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA): relatório de atividades de 2010. gerência geral de toxicologia [Internet]. Brasilia: ANVISA; 2011 [Acesso em: 21 dez 2015]. 26 p. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/wps/wcm/connect/55b8fb80495486cdaecbff4ed75891ae/Relat%C3%B3rio+PARA+2010+-+Vers%C3%A3o+Final.pdf?MOD=AJPERES

BRASIL. Lei 11.105 de 24 de Março de 2005. Regulamenta os incisos II, IV e V do § 1o do art 225 da Constituição Federal, estabelece normas de segurança e mecanismos de fiscalização de atividades que envolvam organismos geneticamente modificados - OGM e seus derivados. Brasilia. 2005.

BRASIL. Lei n° 12.873 de 24 de outubro de 2013. Autoriza a Companhia Nacional de Abastecimento a utilizar o Regime Diferenciado de Contratações Públicas - RDC, instituído pela Lei no 12.462, de 4 de agosto de 2011, para a contratação de todas as ações relacionadas à reforma, modernização, ampliação ou construção de unidades armazenadoras próprias destinadas às atividades de guarda e conservação de produtos agropecuários em ambiente natural [...]. Brasília, 2013.

Waichman AV, Eve E, Nina NCS. Do farmers understand the information displayed on pesticide product labels?: a key question to reduce pesticides exposure and risk of poisoning in the Brazilian Amazon. Crop Protec. 2007;26(4):576-83.

Monquero P, Inácio E, Silva A. Levantamento de agrotóxicos e utilização de equipamento de proteção individual entre os agricultores da região de Araras. Arq Inst Biol [Internet]. 2009 [Acesso em: 21 dez 2015];76(1):135-39. Disponível em: http://www.biologico.sp.gov.br/docs/arq/v76_1/monquero.pdf

Savi EP, Sakae TM, Candemil R, et al. Sintomas associados à exposição aos agrotóxicos entre rizicultores em uma cidade no sul de Santa Catarina. Arq Catarin Med [Internet]. 2010 [Acesso em: 01 out 2013];39(1):17-23. Disponível em: http://www.acm.org.br/revista/pdf/artigos/780.pdf

Neves JSR. Exposição a agrotóxicos em comunidades agrícolas: Portugal e Brasil [dissertação]. [Aveiro]: Universidade de Aveiro; 2012. 91 f.

BRASIL. Lei 9.974, de 6 de junho de 2000. Altera a Lei no 7.802, de 11 de julho de 1989, que dispõe sobre a pesquisa, a experimentação, a produção, a embalagem e rotulagem, o transporte, o armazenamento, a comercialização, a propaganda comercial, a utilização, a importação, a exportação, o destino final dos resíduos e embalagens, o registro, a classificação, o controle, a inspeção e a fiscalização de agrotóxicos, seus componentes e afins, e dá outras providências. Brasilia 2000.

Nunes R. Agricultura familiar: custos de transação, forma organizacional e eficiência [tese]. [São Paulo]: Universidade de São Paulo; 2000. 160 f.

Wanderley MNB. A valorização da agricultura familiar e a reivindicação da ruralidade no Brasil. Desenvolv Meio Ambient. 2000;(2):29-37.

Barbosa M. Agroenergia, biodiversidade, segurança alimentar e direitos humanos. Conj Inter [Internet]. 2007 [Acesso em: 20 ago 2013];4(33):1-6. Disponível em: http://www.pucminas.br/imagedb/conjuntura/CNO_ARQ_NOTIC20070926161639.pdf

Guerrero ICO. (In)segurança alimentar no Assentamento Horto Vergel: Mogi Mirim, SP [dissertação]. [Campinas]: Universidade Estadual de Campinas; 2009. 89 f.

Portal do Agronegócio [Internet]. Avisite. Plano “Brasil Agroecológico” contará com R$ 9 bilhões. 17 out 2013 [Acesso em 15 maio 2015]; [cerca de 1 tela]. Disponível em: http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/plano-brasil-agroecologico-contara-com-r-9-bilhoes-98951.

Downloads

Publicado

2015-12-28

Como Citar

LUZ, V. G.; SIQUEIRA, C. E. G.; LA-ROTTA, E. I. G.; MIQUILIN, I. de O. C.; CORREA FILHO, H. R. (In)Segurança alimentar e nutricional, autopercepção da saúde e uso de Agrotóxicos: o caso dos agricultores familiares de Ibiúna, São Paulo. Segurança Alimentar e Nutricional, Campinas, SP, v. 22, n. 2, p. 729–741, 2015. DOI: 10.20396/san.v22i2.8642503. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8642503. Acesso em: 25 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigo de Segurança Alimentar e Nutricional

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)