O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e o desafio da aquisição de alimentos regionais e saudáveis

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/san.v23i2.8647528

Palavras-chave:

Políticas Públicas. Segurança Alimentar e Nutricional. Desenvolvimento Sustentável. Agroecologia. Sociobiodiversidade.

Resumo

O artigo discute a aquisição de alimentos regionais para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) no contexto da promoção da segurança alimentar e nutricional (SAN). Explora-se o desenho institucional do programa e seus potenciais para fomentar o desenvolvimento local e sustentável, por meio da compra de gêneros alimentícios da agricultura familiar pelo setor público. Os termos alimentos regionais, preparações regionais e hábitos alimentares regionais possuem conceituação ambivalente na literatura científica e institucional, o que possibilita uma oferta de alimentos não saudáveis nos cardápios escolares. Destacou-se o processo de aquisição institucional de gêneros alimentícios dos agricultores familiares e os gargalos existentes, notadamente a falta de documentação por parte dos agricultores familiares, estrutura física e logística e normas sanitárias inadequadas à realidade da agroindústria familiar. A oferta de produtos da agricultura familiar deve ser pautada na produção de alimentos regionais e saudáveis, cujo mercado em vias de consolidação requer delineamento adequado por parte das entidades executoras do PNAE por meio de incentivos à regularização fundiária, acesso a assistência técnica agrícola, produção de base agroecológica e promoção da sociobiodiversidade. A análise da relação entre a promoção da sustentabilidade e a produção/aquisição de alimentos regionais demanda maior número de pesquisas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francini Xavier Rossetti, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo

Departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição, área de Segurança Alimentar e Nutricional

Marina Vieira da Silva, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo

Departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição, área de Segurança Alimentar e Nutricional

Lo Wai Yee Winnie, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo

Departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição, área de Segurança Alimentar e Nutricional

Referências

Brasil. Lei nº 11.346, de 15 de setembro de 2006. Cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – SISAN com vistas em assegurar o direito humano à alimentação adequada e dá outras providências. Diário Oficial da União. 15 set 2006.

Brasil. Lei nº 11.947, de 16 de junho de 2009. Dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar e do Programa Dinheiro Direto na Escola aos alunos da educação básica. Diário Oficial da União. 17 jun 2008.

Brasil. Resolução/CD/FNDE nº 26, de 17 de junho de 2013. Dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar aos alunos da educação básica no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE. Diário Oficial da União. 17 jun 2013.

Ministério do Desenvolvimento Agrário (BR). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Agropecuário 2006 – Agricultura Familiar, Primeiros Resultados. Rio de Janeiro; 2009.

Hoffmann R. A agricultura familiar produz 70% dos alimentos consumidos no Brasil? Segur. Aliment. Nutr. 2015;21(1):417-421.

Maluf RS, Burlandy L, Santarelli M, Schottz V, Speranza JS. Nutrition-sensitive agriculture and the promotion of food and nutrition sovereignty and security in Brazil. Ciênc. Saúde Coletiva. 2015;20(8):2303-2312.

Belik W, Souza LR. Algumas reflexões sobre os programas de alimentação escolar na América Latina. Planejamento e Políticas Públicas. 2009,33:103-122.

Triches RM, Schneider S. Alimentação escolar e agricultura familiar: reconectando o consumo à produção. Saúde Soc. 2010;19(4):933-945.

Belik W, Chaim NA. O programa nacional de alimentação escolar e a gestão municipal: eficiência administrativa, controle social e desenvolvimento local. Rev. Nutr. 2009;22(5):595-607.

Belik W, Domene SMÁ. Experiências de programas combinados de alimentação escolar e desenvolvimento local em São Paulo, Brasil. Agroalimentaria. 2012,18:57-72.

Saraiva EB, Silva APF, Sousa AA, Cerqueira GF, Chagas CMS, Toral N. Panorama da compra de alimentos da agricultura familiar para o Programa Nacional de Alimentação Escolar. Ciênc. Saúde Coletiva. 2013;18(4):927-935.

Triches RM, Schneider S. Reconstruindo o “elo perdido”: a reconexão da produção e do consumo de alimentos através do programa de alimentação escolar no município de Dois Irmãos (RS). Segur. Aliment. Nutr. 2010;17(1):1-15.

Chaves LG, Mendes PNR, Brito RR, Botelho RBA. O programa nacional de alimentação escolar como promotor de hábitos alimentares regionais. Rev. Nutr. 2009;22(6):857-866.

Paiva JB, Freitas MCS, Santos LAS. Hábitos alimentares regionais no Programa Nacional de Alimentação Escolar: um estudo qualitativo em um município do sertão da Bahia, Brasil. Rev. Nutr. 2012;25(2):191-202.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Alimentação e Nutrição. Brasília (DF); 2012.

Teo CRPA, Monteiro CA. Marco legal do Programa Nacional de Alimentação Escolar: uma releitura para alinhar propósitos e prática na aquisição de alimentos. Rev. Nutr. 2012;25(5):657-668.

Caldas EL, Nonato RS. Compras públicas e promoção do desenvolvimento local. Revista do Serviço Público. 2013;64(4):465-480.

Marques AA, Fernandes MGM, Leite IN, Viana RT, Gonçalves MCR, Carvalho AT. Reflexões de agricultores familiares sobre a dinâmica de fornecimento de seus produtos para a alimentação escolar: o caso de Araripe, Ceará. Saúde Soc. 2014;23(4):1329-1341.

Triches RM. Promoção do consumo alimentar sustentável no contexto da alimentação escolar. Trab. Educ. Saúde. 2015;13(3):757-771.

Bezerra OMPA, Bonomo É, Silva CAM da, Correa MS, Souza AA de, Santos PCT, et al. Promoção da aquisição de produtos da agricultura familiar para a alimentação escolar em Territórios da Cidadania de Minas Gerais e Espírito Santo. Rev. Nutr. 2013;26(3):335-342.

Szinwelski NK, Teo CRPA, Gallina LS, Grahl G, Filippi C. Implicações do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) na renda e organização de agricultores familiares. Revista Brasileira de Políticas Públicas. 2015;5(2):220-239.

Calasans FVM, Santos SMC. Avaliação do Programa Nacional de Alimentação Escolar: desenvolvimento de um protocolo de indicadores. Segur. Aliment. Nutr. 2013;20(1):2440.

Diez-Garcia RW. Reflexos da globalização na cultura alimentar: considerações sobre as mudanças na alimentação urbana. Rev. Nutr. 2003;16(4):483-492.

Fabri RK, Proença RPC, Martinelli SS, Cavalli SB. Regional foods in Brazilian school meals. Brit. Food J. 2013;117(6):17061719.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia alimentar para a população brasileira. 2. ed. Brasília (DF); 2014.

Azevedo E, Pelicioni MCF. Promoção da Saúde, Sustentabilidade e Agroecologia: uma discussão intersetorial. Saúde Soc. 2011;20(3):715-729.

Wittman H, Blesh J. Food sovereignty and Fome Zero: connecting public food procurement programmes to sustainable rural development in Brazil. J. Agrar. Change. 2015; DOI http://dx.doi.org/10.1111/joac.12131.

Brasil. Lei nº 11.326, de 24 de julho de 2006. Estabelece as diretrizes para a formulação da Política Nacional da Agricultura Familiar e Empreendimentos Familiares Rurais. Diário Oficial da União. 24 jul 2006.

Hawkes C, Brazil BG, Castro IRR, Jaime PC. How to engage across sectors: lessons from agriculture and nutrition in the Brazilian School Feeding Program. Rev. Saúde Pública. 2016;50:47.

Carvalho AS, Oliveira e Silva D. Perspectivas de segurança alimentar e nutricional no Quilombo de Tijuaçu, Brasil: a produção da agricultura familiar para a alimentação escolar. Interface. 2014;18(50):521-532.

Bandeira LM, Chagas CMS, Gubert MB, Toral N, Monteiro RA. Análise dos pareceres conclusivos dos Conselhos de Alimentação Escolar sobre a execução do Programa Nacional de Alimentação Escolar. Rev. Nutr. 2013;26(3):343-351.

Camargo RAL, Baccarin JG, Silva DBP. O papel do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) no fortalecimento da agricultura familiar e promoção da segurança alimentar e nutricional. Temas de Administração Pública. 2013.

Sidaner E, Balaban D, Burlandy L. The Brazilian schoolfeeding programme: an example of an integrated programme in support of food and nutrition security. Public Health Nutr. 2012;16(6):989-994.

Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA. Inclusão Produtiva com Segurança Sanitária. RDC nº 49/2013 – norma comentada [internet]. [acesso em 01 jun 2015]. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br

Gazolla M. Segurança alimentar e nutricional e agroindústrias familiares: políticas públicas e ações locais. Segur. Aliment. Nutr. 2014;21(2):527-540.

Turpin ME. A Alimentação Escolar como Fator de Desenvolvimento Local por meio do Apoio aos Agricultores Familiares. Segur. Aliment. Nutr. 2009;16(2):20-42.

Soares P, Martinelli SS, Melgarejo L, Davó-Blanes MC, Cavalli SB. Potencialidades e dificuldades para o abastecimento da alimentação escolar mediante a aquisição de alimentos da agricultura familiar em um município brasileiro. Ciênc. Saúde Coletiva. 2015;20(6):1891-1900.

Souza-Esquerdo VF, Bergamasco SMPP. Análise sobre o acesso aos programas de políticas públicas da agricultura familiar nos municípios do circuito das frutas (SP). Rev. Econ. Sociol. Rural. 2014;52(Supl.1):205-222.

Sousa AA, Silva APF, Azevedo E, Ramos MO. Cardápios e sustentabilidade: ensaio sobre as diretrizes do Programa Nacional de Alimentação Escolar. Rev. Nutr. 2015;28(2):217-229.

Ministério do Desenvolvimento Agrário (BR). Secretaria da Agricultura Familiar. Instituto Via Pública Projeto Nutre SP: análise da inclusão da agricultura familiar na alimentação escolar no estado de São Paulo. Corá MAJ, Belik W (Orgs.). São Paulo: Instituto Via Pública; 2012.

Gabriel CG, Costa LCF, Calvo MCM, Vasconcelos FAG. Planejamento de cardápios para escolas públicas municipais: reflexão e ilustração desse processo em duas capitais brasileiras. Rev. Nutr. 2012; 25(3):363-372.

Amorim ALB, Rosso VV, Bandoni DH. Acquisition of family farm foods for school meals: Analysis of public procurements within rural family farming published by the cities of São Paulo state. Rev. Nutr. 2016;29(2):297-306.

Downloads

Publicado

2016-12-20

Como Citar

1.
Rossetti FX, Silva MV da, Winnie LWY. O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e o desafio da aquisição de alimentos regionais e saudáveis. Segur. Aliment. Nutr. [Internet]. 20º de dezembro de 2016 [citado 30º de novembro de 2021];23(2):912-23. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8647528

Edição

Seção

Artigo de Segurança Alimentar e Nutricional

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>