Banner Portal
Estado nutricional e hábitos alimentares de universitários
PDF

Palavras-chave

Estado Nutricional. Consumo Alimentar. Ingestão Dietética. IMC. Estudantes Universitários.

Como Citar

LOUREIRO, Marina Paraluppi. Estado nutricional e hábitos alimentares de universitários. Segurança Alimentar e Nutricional, Campinas, SP, v. 23, n. 2, p. 955–972, 2016. DOI: 10.20396/san.v23i2.8647612. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8647612. Acesso em: 27 maio. 2024.

Resumo

É crescente o número de indivíduos portadores de sobrepeso e obesidade em inúmeros países, notadamente naqueles em desenvolvimento. Aliado a esse fato, ocorre a prevalência das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), associadas, frequentemente, aos maus hábitos alimentares e ao estilo de vida contemporâneo. Em virtude da escassez de revisões bibliográficas que abordem especificamente o estado nutricional e os hábitos alimentares de universitários e suas consequências, o presente artigo objetivou revisar pesquisas nacionais e internacionais que expusessem a problemática em questão, utilizando como ferramenta a Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da Universidade de São Paulo, o Google Acadêmico e as bases de dados Scielo, Web of Science, Science Direct, Pub Med e Portal de Periódicos da Capes. Foram selecionados e analisados 27 estudos publicados entre 2002 e 2016, predominantemente de caráter transversal. Em relação aos estudos nacionais, optou-se por discutir, de uma forma mais detalhada, pelo menos um de cada região do país, tendo assim um melhor panorama dos fatos apontados no Brasil. Concluiu-se que a alimentação dos universitários apresentou-se inadequada, em virtude do expressivo consumo de alimentos processados e ultraprocessados e da decrescente ingestão de alimentos in natura, o que pode ocasionar diversos problemas de saúde.
https://doi.org/10.20396/san.v23i2.8647612
PDF

Referências

Peltzer K, Pengpid S, Samuels TA, Ozcan NK, Mantilla C, Rahamefy OH, et al. Prevalence of overweight/obesity and its associated factors among university students from 22 countries. Int. J. Environ. Res. Public Health. 2014;11:7425-7441.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009: antropometria e estado nutricional de crianças, adolescentes e adultos no Brasil. Rio de Janeiro; 2010.

Rodriguez-Amaya DB, Kimura M, Amaya-Farfan J. Fontes brasileiras de carotenóides: tabela brasileira de composição de carotenóides em alimentos. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, Secretaria de Biodiversidade e Floresta; 2008.

Monteiro CA. Nutrition and health: the issue is not food, nor nutrients, so much as processing. Public Health Nutr. 2009;12:729-731.

Eisenstein E. Adolescência: definições, conceitos e critérios. Adolesc. Saúde. 2005;2:6-7.

Jacobson MS. Nutrição na adolescência. Anais Nestlé. 1998;55:24-33.

Moreno-Goméz C, Romanguera-Bosch D, Tauler-Riera P, Bennasar-Veny M, Pericas-Beltran J, Martinez-Andreu S, et al. Clustering of lifestyle factors in Spanish university students: the relationships between smoking alcohol consumption, physical activity and diet quality. Public Health Nutr. 2012;15:2131-2139.

Vieira VCR, Priore SE, Ribeiro SMR, Franceschini SCC, Almeida LP. Perfil socioeconômico, nutricional e de saúde de adolescentes recém-ingressos em uma universidade pública brasileira. Rev. Nutr. 2002;15:273-282.

Greaney ML, Less FD, White AA, Dayton SF, Riebe D, Blissmer B, et al. College students’ barriers and enablers for healthful weight management: a qualitative study. J. Nutr. Educ. Behav. 2009;41:281-286.

Deliens T, Clarys P, Bourdeaudhuij I, Deforche B. Determinats of eating behavior in university students: a qualitative study using focus group discussion. BMC Public Health. 2014;14:1-12.

Monteiro MRP, Andrade MLO, Zanirati VF, Silva RR. Hábito e consumo alimentar de estudantes do sexo feminino dos cursos de nutrição e enfermagem de uma universidade pública brasileira. Rev. APS. 2009; 12:271-277.

Duarte FM, Almeida SDS, Martins KA. Alimentação fora do domicílio de universitários de alguns cursos da área da saúde de uma instituição privada. O Mundo da Saúde. 2013;37:288-298.

Huang TTK, Harris KJ, Lee RE, Nazir N, Born W, Kaur H. Assessing overweight, obesity, diet and physical activity in college students. J. Am. Coll. Health. 2003;52:83-86.

Borges C, Lima Filho DO. Hábitos alimentares dos estudantes universitários: um estudo qualitativo. In: Anais do VII SemeAd – Seminários em Administração; 10-11 ago 2004; São Paulo. São Paulo: FEA-USP; 2004.

Alves HJ, Boog MCF. Comportamento alimentar em moradia estudantil: um espaço para a promoção de saúde. Rev. Saúde Pública. 2007;41:197-204.

Franca C, Colares V. Estudo comparativo de condutas de saúde entre universitários no início e no final do curso. Rev. Saúde Pública. 2008;42:420-427.

Brunt A, Rhee Y, Zhong L. Differences in dietary patterns among college students according to body mass index. J. Am. Coll. Health. 2008;56:629-634.

Marcondelli P, Da Costa THM, Schimtz BAS. Nível de atividade física e hábitos alimentares de universitários do 3o ao 5o semestres da área da saúde. Rev. Nutr. 2008;21:39-47.

Petribu MMV, Cabral PC, Arruda IKG. Estado Nutricional, consumo alimentar e risco cardiovascular: um estudo em universitários. Rev. Nutr. 2009;22:837-846.

Feitosa EPS, Dantas CAO, Andrade-Wartha ERS, Marcellini OS, Mendes-Netto RS. Hábitos alimentares de estudantes de uma universidade pública no nordeste, Brasil. Alim. Nutr. 2010;21:225-230.

Matias CT, Fiore EG. Mudanças no comportamento alimentar de estudantes do curso de nutrição em uma instituição particular de ensino superior. Nutrire. 2010;35:53-66.

Ansari WE, Stock C, Mikolajczyk RT. Relationships between food consumption and living arrangements among university students in four European countries – a crosssectional study. Nutr. J. 2012;11:1-7.

Maciel ES, Sonati JG, Modeneze DM, Vasconcelos JS, Vilarta R. Consumo alimentar, estado nutricional e nível de atividade física em comunidade universitária brasileira. Rev. Nutr. 2012;25:707-718.

Ramalho AA, Dalamaria T, Souza OF. Consumo regular de frutas e hortaliças por estudantes universitários em Rio Branco, Acre, Brasil: prevalência e fatores associados. Cad. Saúde Pública. 2012;28:1405-1413.

Burriel FC, Urrea RS, García CV, Tobarra MM, Meseguer MJG. Hábitos alimentarios y evaluación nutricional em uma población universitaria. Nutr. Hosp. 2013;28:438-446.

Gasparotto GS, Gasparotto LPR, De Salles MR, De Campos W. Fatores de risco cardiovascular em universitários: comparação entre sexos, períodos de graduação e áreas de estudo. Medicina. 2013;46:154-163.

Silva KM, Busnello MB. Hábitos alimentares em acadêmicos do curso de nutrição Ijuí: Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul; 2013. Trabalho de conclusão de curso.

Ferreira KM, Oliveira DS, Reggiolli MR. Qualidade dos alimentos consumidos por universitários de uma instituição de ensino superior de Mogi Guaçu/SP. Interciência & Sociedade. 2014;3:77-86.

Busato MA, Pedrolo C, Gallina LS, Rosa L. Ambiente e alimentação saudável: percepções e práticas de estudantes universitários. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde. 2015;36:75-84.

Faria NU, Rinaldi AEM, Abdala MC. Hábitos alimentares e sociabilidade no horário de almoço de estudantes universitários. Demetra: alimentação, nutrição e saúde. 2015; 10:539-554.

Leibovich YH. Avaliação do consumo alimentar de estudantes frequentadores do Restaurante Universitário da UnB [dissertação]. Brasília: Universidade de Brasília; 2015.

Rossetti FX. Consumo alimentar, estado nutricional e percepção de segurança alimentar e nutricional entre estudantes de uma universidade pública [dissertação]. Piracicaba: Universidade de São Paulo; 2015.

Tanton J, Dodd LJ, Woodfield L, Mabhala M. Eating behaviours of british university students: a cluster analysis on a neglected issue. Advances in Preventive Medicine. 2015;2015:18.

Perez PMP, Castro IRR, Franco AS, Bandoni DH, Wolkoff DB. Práticas alimentares de estudantes cotistas e não cotistas de uma universidade pública brasileira. Ciênc. Saúde Coletiva. 2016;21:531-542.

Tassitano RM, Martins CML, Cabral PC, Mota J, Tenório MCM, Silva GAP. Psychosocial factors and physical activity as predictors of fruit and vegetable intake in college students. Rev. Nutr. 2016;29:173-183.

Cardoso GA. Consumo alimentar e estilo de vida: um estudo longitudinal com estudantes universitários [tese]. Piracicaba: Universidade de São Paulo; 2016.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Pesquisa de orçamentos familiares 2008-2009: análise do consumo alimentar pessoal no Brasil. Rio de Janeiro; 2011.

Gaino NM. Estado nutricional e disponibilidade de nutrientes e carotenóides para a população brasileira [dissertação]. Piracicaba: Universidade de São Paulo; 2012.

Louzada MLC, Martins APB, Canella DS, Baraldi LG, Levy RB, Claro RM, et al. Alimentos ultraprocessados e perfil nutricional da dieta no Brasil. Rev. Saúde Pública. 2015;49:1-11.

Fernandes J, Arts J, Dimond E, Hirshberg S, Lofgren IE. Dietary factors are associated with coronary heart disease risk factors in college students. Nutr. Res. 2013;33:647-652.

Claro RM, Santos MAS, Oliveira TP, Pereira CA, Szwarcwald CL, Malta DC. Consumo de alimentos não saudáveis relacionados a doenças crônicas não transmissíveis no Brasil: Pesquisa Nacional de Saúde, 2013. Epidemiol. Serv. Saúde. 2015;24:257-265.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Vigitel Brasil 2014: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. Brasília (DF); 2015.

Jaime PC, Stopa SR, Oliveira TP, Vieira ML, Szwarcwald CL, Malta DC. Prevalência e distribuição sociodemográfica de marcadores de alimentação saudável, Pesquisa Nacional de Saúde, Brasil 2013. Epidemiol. Serv. Saúde. 2015;24:267-276.

Assis MAA, Nahas MV. Aspectos motivacionais em programas de mudança de comportamento alimentar. Rev. Nutr. 1999;12:33-41.

Pedraza DF. Padrões alimentares da teoria à prática – o caso do Brasil. Mneme – Revista Virtual de Humanidades. 2004;4:104-114.

Dutra GF, Kaufmann CC, Pretto ADB, Albernaz EP. Sedentary lifestyle and poor eating habits in childhood: a cohort study. Ciênc. Saúde Coletiva. 2016;21:1051-1059.

Verhoeven H. Determinants of fruit & vegetable and fat intake in university students: a cross-sectional explanatory study [dissertação]. Bruxelas: Vrije Universiteit Brussel; 2013.

Oliveira CS, Gordia AP, Quadros TMB, Campos W. Atividade física de universitários brasileiros: uma revisão de literatura. Rev. Aten. Saúde. 2014;12:71-77.

A revista Segurança Alimentar e Nutricional utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.