Estratégias de segurança alimentar e nutricional nas zonas urbans em Moçambique

Autores

  • Filipe Chiambiro Zano Universidade Internacional Iberoamericana -Mexico

DOI:

https://doi.org/10.20396/san.v24i2.8648431

Palavras-chave:

Agricultura urbana e periurbana. Cidade de Nampula. Desnutrição. Segurança alimentar e nutricional

Resumo

O artigo insere-se no estudo das bases da alimentação das populações periurbanas da cidade de Nampula com intuíto de procurar a redução dos elevados indíces de desnutrição na província. Por se tratar de um estudo não experimental transacional, a base metodológica usada foi explicativa. Com base em questionário ah-doc em perguntas fechadas, 440 chefes de agregados familiares foram entrevistados para determinar seu consumo alimentar, caraterísticas socioeconómicas e demográficas e produção agrícola. Para tratamento estatístico, usou-se a Análise de Variância e técnica de regressão linear.múltipla. Os resultados mostraram que a população periurbana da cidade de Nampula tem caraterísticas rurais. Cerca de 57, 6% da população  é oriunda do campo, todavia, apenas 38,5% praticam agricultura onde, 20,5% são horticultores. O consumo alimentar é basicamente calórico com um aporte razoável de minerais (37%) obtido do consumo de hortaliças compradas localmente. O consumo de frutas pelos moradores periurbanos de Nampula  é pobre. Concluiu-se que agricultura agrícola urbana e periurbana na cidade de Nampula não é significativa. Houve evidências de que a terra tem influência na prática da agricultura consubstanciado pela falta de conhecimento tecnológico. Famílias de origem rural tendem a consumir mais hortaliças e menos frutas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Filipe Chiambiro Zano, Universidade Internacional Iberoamericana -Mexico

Mestre em Nutrição e Dietética e Doutorando em Projetos de Saúde e Nutrição

Referências

FAO, FIDA, & PMA. El estado de la inseguridad alimentaria en la mundo 2015. Cumpliemiento de los objetivos internacionales en 2015 en relación con el hambre: balances de los desiguales progresos [internet]. Roma, 2015. [acesso em 1 de nov de 2016]. Disponível em: .

Leão, M. O direito humano à alimentação e o sistema nacional de segurança alimentar e nutricional. ABRANDH, Brasília, 2013.

INE. Projecções anuais da população total, urbana e rural, dos distritos da província de Nampula 2007-240. [internet], 2010. Maputo. Instituto de Investigação Agrária de Moçambique [acesso em 11 de nov de 2016]. Disponível em

https://www.google.com/search?q=Projeccoes+do+crescimento+da+populacao+da+provincia+de+Nampula+2007-2040&ie=utf-8&oe=utf-8&client=firefox-b.

IDS2011. Inquérito Demográfico e de Saúde. INE, MISAU, 2013.

Bakker, N., Dubbeling, M., Gündel, S., Koschella, S., U., De Zeeuw, H. Growing cities, growing food. Urban Agriculture on policy Agenda. Germany, 2000.

Gil, A., C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6ª Ed. São Paulo, Brasil: Atlas S.A. Editora; 2008.

Amaro, A., Póvoa, A., & Macedo, L. Metodologia de Investigação em Educação: A arte de fazer questionários-Universidade do Porto, Faculdade de Ciências [internet], 2004/2005 [acesso em 11 de jul de 2015]. Disponível em: .

Cleveland, D. A., & Soleri, D. Food From Dryland Gardens-An Ecological, Nutritional, and Social Approach to Small Scale Households Food Production. [internet], 1991. Tucson, Arizona 85701, USA-Center For People, Food and Environment [acesso em 5 de jul de 2015]. Disponível em: http://www.goodreads.com/author/show/1984867.David_Arthur_Cleveland.

Hernandéz, C. R., Fernandéz, C., & Batista, P. Metodologia de la investigación. [internet]. Mexico, 2014 [acesso em 14 de nov de 2016]. Disponível em: <https://peregrinacultural.wordpress.com/2012/06/20/pensando-o-espaco-urbano-verde-uma-fazenda-no-telhado/. (s.f.)>.

Nolasco, C. L. A dimensão Ecológica da Agricultura Urbana no Município de Juiz de Fora/MG. Dissertação de Pós-Graduação em Ecologia Aplicada a Conservação e Manejo de Recursos Naturais, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2009.

De Souza, O. F. Desnutrição Infantil em dois municípios do Estado do Acre: prevalência e fatores associados [internet], 2009. Tese (Pos-Graduação em Saúde Pública)- Faculdade de Saúde Pública, São Paulo. [acesso em 24 de jul de 2015]. Disponível em: < www.google.com/search?q=Desnutrição+Infantil+em+dois+municípios+do+Acre&ie=utf-8&oe=utf-8&client=firefox>.

Cunguara, B., & Garrett, J. O Sector Agrário em Moçambique: Análise situacional, constrangimentos e oportunidades para o crescimento agrário-Análise de Políticas Agrárias. IFPRI: Maputo, 2011.

Gonçalves, S. C. Agricultura urbana num contexto de crise: Um estudo de caso na área Metropolitana do Porto. [internet], 2013. Tese (Mestrado)-Universidade do Porto, Faculdade de Letras, Porto [acesso

em 14 de nov de 2016]. Disponível em: https://www.google.com/search?q=Tecnicas+empregues+na+horticultura+urbana+e+periurbana&ie=utf-8&oe=utf-8&client=firefox-b.

Mougeot, L. J. Urban Agriculture: Definition, Presence, Potentials and Risks, and Policy Challenges. Ottawa, 1999.

Ruel, M. T., Minot, N., & Smith, L. Patterns and determinants of fruit and vegetable consumption in sub-Saharan Africa: a multicountry comparison. Background paper for the Joint FAO/WHO workshop on Fruit and Vegetables for Health, International Food Policy Institute, Kobe, 2004.

FAO. Cidades mais Verdes na África. Primeiro Relatório sobre Horticultura Urbana e Periurbana, FAO, Roma, 2013.

Downloads

Publicado

2017-12-24

Como Citar

1.
Zano FC. Estratégias de segurança alimentar e nutricional nas zonas urbans em Moçambique. Segur. Aliment. Nutr. [Internet]. 24º de dezembro de 2017 [citado 5º de dezembro de 2021];24(2):180-91. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8648431

Edição

Seção

Artigo de Nutrição em Saúde Pública