Perfil dos organizadores e sua visão sobre as feiras livres de Juiz de Fora, Minas Gerais

  • Nadine Piller Albino Marques Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Natália Ruza Ribeiro Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Brenda Xavier Martins Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Isabel Cristina Soares Campos Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Priscila Cintra Figueiredo Universidade Federal de Juiz de Fora https://orcid.org/0000-0001-8327-1153
  • Mirella Lima Binoti Universidade Federal de Juiz de Fora http://orcid.org/0000-0001-5274-8588
Palavras-chave: Segurança alimentar e nutricional, Feiras livres, Organizadores.

Resumo

As feiras livres são canais de comercialização de produtos oriundos, em sua maioria, da agricultura familiar e possuem estreita relação com a Segurança Alimentar e Nutricional. Foi realizado um estudo descritivo transversal, por meio de entrevistas com os organizadores das feiras livres da cidade de Juiz de Fora, avaliando variáveis socioeconômicas, demográficas e satisfação com o trabalho. Os dados foram tabulados e descritos por meio de frequências. Todos os participantes eram do gênero masculino com idade (média) de 55 anos (±9,2 anos), casados e residentes da cidade. A maioria cursou 1o a 3o grau do ensino médio; possui renda familiar média de mais de 5 salários; estão satisfeitos com a função que exercem e tempo de trabalho maior que 5 anos. Relataram a existência de apoio dos órgãos superiores; boa receptividade dos consumidores e feirantes; importância de sua função; dificuldades e respectivas melhorias. As feiras livres contam com uma equipe para sua organização e gestão que depende de apoio para o bom desenvolvimento dos projetos. Por meio do presente trabalho, percebe-se o quão importante é o acesso ao conhecimento, para que se possa promover as ações de Segurança Alimentar e Nutricional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nadine Piller Albino Marques, Universidade Federal de Juiz de Fora

Nutricionista, formada pela Universidade Federal de Juiz de Fora.

Natália Ruza Ribeiro, Universidade Federal de Juiz de Fora

Nutricionista, formada pela Universidade Federal de Juiz de Fora.

Brenda Xavier Martins, Universidade Federal de Juiz de Fora

Nutricionista, formada pela Universidade Federal de Juiz de Fora.

Isabel Cristina Soares Campos, Universidade Federal de Juiz de Fora
Nutricionista, formada pela Universidade Federal de Juiz de Fora.
Priscila Cintra Figueiredo, Universidade Federal de Juiz de Fora

Nutricionista, formada pela Universidade Federal de Juiz de Fora.

Mirella Lima Binoti, Universidade Federal de Juiz de Fora

Doutora em Ciência e Tecnologia de Alimentos pela Universidade Federal de Viçosa. Professora Adjunta do Departamento de Nutrição da Universidade Federal de Juiz de Fora.

Referências

Figueiredo NC, Freitas AML. Agricultura familiar: um estudo sobre a contribuição do Mercado Municipal de Montes Claros – MG para o trabalho e renda de pequenos produtores. Revista Espacios. 2016;37(01):14.

Mascarenhas G, Dolzani MCS. Feira livre: territorialidade popular e cultura na metrópole contemporânea. Revista Eletrônica Ateliê Geográfico. 2008;02(4):72-87.

Brasil. Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. A segurança alimentar e nutricional e o direito humano à alimentação adequada no Brasil: indicadores e monitoramento: da Constituição de 1988 aos dias atuais. Brasília: CONSEA; 2010.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia alimentar para a população brasileira. 2.ed. Brasília: Ministério da Saúde; 2014.

Grisa C, Schneider S. Políticas públicas de desenvolvimento rural no Brasil. Porto Alegre: UFRGS; 2015.

Azevedo MBA, Nunes EM. As feiras da agricultura familiar: um estudo na rede Xique Xique nos territórios Açu-Mossoró e Sertão do Apodi (RN). Revista GeoTemas. 2013;03(20):59-74.

Prefeitura de Juiz de Fora – MG. Secretaria de Agropecuária e Abastecimento [internet]. Juiz de Fora; 2017. [acesso em 2017 fev. 23]. Disponível em: https://www.pjf.mg.gov.br/secretarias/saa.

Lameirão A. Mercado de trabalho, desigualdade social e de gênero. In: Anais do Seminário de Pós-Graduação em Ciências Sociais, 2011; Vitória. Vitória: UFES; 2011. p. 1-15.

Hoffmann R. Distribuição de renda e crescimento econômico. Estudos Avançados. 2001;15(41):67-76.

Sousa FHMS, Bonfim RM. Oportunidades e desafios para a inserção de pequenos produtores em mercados modernos. In: Navarro Z, Campos SK. A pequena produção rural e as tendências do desenvolvimento agrário brasileiro: ganhar tempo é possível? Brasília: CGEE; 2013. p. 71-100.

Reis MC. Os impactos das mudanças na demanda por trabalho qualificado sobre o desemprego por nível de qualificação durante os anos noventa no Brasil. Revista Brasileira de Economia. 2006;60(03):297-319.

Leone ET, Maia AG, Baltar PE. Mudanças na composição das famílias e impactos sobre a redução da pobreza no Brasil. Revista Economia e Sociedade. 2010;19(1):59-77.

Brasil. Lei no 11346, de 15 de setembro de 2006. Cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN) com vistas em assegurar o direito humano à alimentação adequada e dá outras providências. Diário Oficial da União. 2006 set. 18.

Alves JN, Silva AH, Vizzoto AD, Leo RM. Gestão de pessoas: gestores e colaboradores rumo a um novo horizonte. Revista Interdisciplinar de ensino, pesquisa e extensão. 2013;01(1):1-14.

Bustamante PC, Durães PG. O impacto da feira livre do bairro Major Prates da cidade de Montes Claros na renda dos feirantes. Revista Desenvolvimento Social. 2015;14(01):106-128.

Gazolla M. Segurança alimentar e nutricional e agroindústrias familiares: políticas públicas e ações locais. Segur. Aliment. Nutr. 2014;21(2):527-540.

Novelli JMN. Estado, administração e burocracia pública no Brasil (1995 a 2009). Crítica e Sociedade: revista de cultura política. 2011;1(1):124-138.

Queiroz TAN, Azevedo FF. Circuitos da economia urbana: arranjos espaciais e dinâmica das feiras livres em Natal – RN. Revista Sociedade e Território. 2012,24(1):115-133.

Minas Gerais. Lei no 22.806, de 29 de dezembro de 2017. Dispõe sobre a Política Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável Pesans e organiza o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional Sisan no âmbito do Estado. Diário Oficial de Belo Horizonte. 2017 dez. 29.

Silva D, Castro JRB, Lopes KPS, Silva AO. Caracterização e análise da feira livre de Cruz das Almas – BA sob a ótica do planejamento e gestão municipal. Revista Caminhos da Geografia. 2014;15(49):1-13.

Publicado
2019-05-21
Como Citar
Marques, N. P. A., Ribeiro, N. R., Martins, B. X., Campos, I. C. S., Figueiredo, P. C., & Binoti, M. L. (2019). Perfil dos organizadores e sua visão sobre as feiras livres de Juiz de Fora, Minas Gerais. Segurança Alimentar E Nutricional, 26, e019017. https://doi.org/10.20396/san.v26i0.8651274
Seção
Artigo de Segurança Alimentar e Nutricional