Ora-pro-nobis: saberes e novas oportunidades

Palavras-chave: Pereskia aculeata miller. Plantas alimentícias. Análise sensorial. Aceitabilidade.

Resumo

Ora-pró-nobis (Pereskia aculeata Miller), é uma hortaliça não convencional que possui importante qualidade quanto ao teor de proteínas, mas não está acrescida na alimentação das pessoas no dia a dia. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi elaborar e avaliar, sensorialmente, dez produtos à base de ora-pró-nobis, sendo cinco da área salgada (arroz, macarrão, frango, pão e polenta) e cinco da área doce (bolo de chocolate, brigadeiro, bolo tradicional, pudim e sorvete). A pesquisa foi realizada no Laboratório de processamento da Universidade Estadual de Goiás, Câmpus Jataí. A avaliação sensorial contou com a participação de 80 julgadores não-treinados, alunos da Universidade. Foram utilizados dois testes durante a pesquisa: escala hedônica (notas 1 a 9) e a aceitação das características do produto (cor, aroma, sabor e textura). Observou-se, na análise sensorial, através da escala hedônica e das características que as amostra 001, 002, 003, 005, A, B, C e D, foram mais aceita pelos julgadores, enquanto as amostras 004 e E, tiveram um índice de aceitabilidade menor. Contudo, dentre as dez amostras apenas a amostra 004, não atingiu o índice de aceitabilidade maior que 70%, o que leva a ser a única amostra inviável para comercialização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michelle Nogueira de Jesus, Universidade Estadual de Goiás
Discente do curso de Tecnologia de Alimentos da Universidade Estadual de Goiás - Campus de Jataí.
Juliana Teodora de Assis Reges, Universidade Estadual de Goiás
Docente da Universidade Estadual de Goiás- Campus de Jataí- GO. Coordenadora Adjunta de Pesquisa e Docente do curso de Tecnologia em Alimentos. Doutora em Agronomia pela Universidade Estadual Paulista.

Referências

PAS – Programa Alimentos Seguros. Banco de Alimentos e Colheita Urbana: Aproveitamento Integral dos Alimentos. Rio de Janeiro: SESC/DN; 2003.

Silva RS. Treinamento e Qualidade: um estudo do treinamento e capacitação dos colaboradores do Mcdonalds (Natal/RN) [monografia]. Natal: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; 2013.

Almeida MEF. Farinha de folhas de cactáceas do gênero Pereskia: caracterização nutricional e efeito sobre ratos wistar submetidos à dieta hipercalórica[tese]. Lavras: Universidade Federal de Lavras; 2012.

Martinevski CS, Oliveira VR, Rios AO, Flores SH, Venzke JG. Utilização de Bertalha (Anrederacordifolia (Ten.) Steenis) e Ora-Pro-Nobis (Pereskiaaculeata Mill.) na elaboração de pães. BrazilianJournalFoodandNutrition. 2013;24:255-370.

ABNT –Associação Brasileira de Normas Técnicas. Análise sensorial dos alimentos e bebidas: terminologia. São Paulo: ABNT; 1993.

Paula MC, OliveiraRB, FelipeDF, Magrine ICO, SARTOR CFP. Processamento de bolo com a planta Pereskiaaculeata Mill. (Ora-pro-nobis). Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais. 2016;18(2):167-174.

Oliveira DM, Marques D, Kwiatkowski A, Monteiro ARG, Clemente E. Sensory analysis and chemical characterization of cereal enriched with grape peel and seed flour. Acta Scientiarum Technology. 2013;35(3):427-431.

Rocha DRC, Pereira Júnior GA, Vieira G, PantojaL, Santos AS, Pinto NAVD.Macarrão adicionado de ora-pro-nobis (Pereskiaaculeata Miller) desidratado. Alimentos e Nutrição. 2008;19(4):459-465.

Queiroz CRAAQ, Ferreira L, Gomes LBP, Melo CMT,Andrade RR. Ora-pro-nobis em uso alimentar humano: percepção sensorial.Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável. 2015;10:01-05.

Girão LVC, Silva Filho JC, Pinto JEBP, Bertolucci SKV. Avaliação da Composição Bromatológica de Ora-pro-nobis. Lavras: Universidade Federal de Lavras; 1997.

Publicado
2019-04-23
Como Citar
Jesus, M. N. de, & Reges, J. T. de A. (2019). Ora-pro-nobis: saberes e novas oportunidades. Segurança Alimentar E Nutricional, 26, e019016. https://doi.org/10.20396/san.v26i0.8651536
Seção
Artigo de Segurança Alimentar e Nutricional