Banner Portal
A eficiência de pequenos agricultores em Goiânia para Segurança Alimentar: uma análise pelo método Data Envelopment Analysis
PDF

Palavras-chave

Agricultura família. Economia solidária. Goiânia/GO-Brasil. Análise envoltória de dados (DEA).

Como Citar

FERRAZ, D.; YAMANAKA, L.; SEVERINO, M. R.; FUCHIGAMI, H. Y.; REBELATTO, D. A. do N. A eficiência de pequenos agricultores em Goiânia para Segurança Alimentar: uma análise pelo método Data Envelopment Analysis. Segurança Alimentar e Nutricional, Campinas, SP, v. 26, p. e019013, 2019. DOI: 10.20396/san.v26i0.8654605. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8654605. Acesso em: 22 fev. 2024.

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a eficiência da oferta de alimentos com qualidade nutritiva e saudável para alunos de escolas públicas em Goiânia, a partir do oferecimento da agricultura familiar. A importância deste trabalho decorre da necessidade de alterar os hábitos alimentares de crianças e jovens, com base nos pressupostos da Segurança Alimentar. Além disso, comprovar empiricamente a eficiência dos pequenos agri-cultores é importante para encorajar projetos da Economia Solidária, estimulando a elevação da renda dos pequenos agricultores. O método utilizado foi o Data Envelopment Analysis (DEA), por meio do modelo de Variable Return of Scale (VRS) orientado ao output. A escolha deste modelo se justifica devido a necessidade de levar em conta a escala de produção e a meta de aumentar o número de escolas atendidas pela agricultura familiar. Os resultados mostram que os pequenos produtores são eficientes em atender as escolas públicas de Goiânia, sobretudo, para os produtos agrícolas (Vegetais, Legumes e Frutas). Por outro lado, produtos elaborados ou semi-industrializados (alimentos enlatados, farinha e sêmola, laticínios) não demonstraram eficiência. Os resultados deste estudo sugerem que as escolas públicas podem receber alimentos frescos e saudáveis, por meio de pequenos agricultores da própria região. Isto implica no fortalecimento da agricultura familiar e na oferta de um cardápio mais nutritivo e saudável no ambiente escolar.

https://doi.org/10.20396/san.v26i0.8654605
PDF

Referências

Hoffmann R. Brasil, 2013: mais segurança alimentar. Segur. Aliment. Nutr. 2014;21(2):422-436.

Singer P. Introdução à Economia Solidária. Editora Fundação Perseu Abramo: São Paulo; 2002.

Addor F. Desafio da Economia Solidária no Brasil: uma sistematização da literatura existente. SOLTEC/UFRJ: Rio de Janeiro; 2006.

Coelho AB, Aguiar DRD, Fernandes EA. Padrão de consumo de alimentos no Brasil. Rev. Econ. Sociol. Rural. 2009;47(2):335-362.

Rocha C. Developments in National Policies for Food and Nutrition Security in Brazil. Development Policy Review. 2009;27(1):51-66.

Hoffmann R. Determinantes da Insegurança Alimentar no Brasil: Análise dos Dados da PNAD de 2004. Segur. Aliment. Nutr. 2008;15(1):49-61.

Pizzani A, Rego WD. Vozes do Bolsa Família: autonomia, dinheiro e cidadania. Editora Unesp: São Paulo; 2013.

Hoffmann R. Elasticidades-renda das despesas e do consumo de alimentos no Brasil em 2002-2003. In: Silveira F et al. Gasto e consumo das famílias brasileiras contemporâneas. v. 2. Brasília: IPEA; 2007. p. 463-484.

Hoffmann R. Determinantes da insegurança alimentar no Brasil em 2004 e 2009. Segur. Aliment. Nutr. 2013;20(2):219-235.

Gaiger LIG. A Economia Solidária Diante do Modo de Produção Capitalista. Caderno CRH. 2003;39:181-211.

Oliveira FCR. Alimentos normais, light/diet e orgânicos: o consumo segundo as classes econômicas e suas elasticidades-renda [tese]. Piracicaba: Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, 2014.

Banerjee A, Duflo E, Goldberg N, Karlan D, Osei R, Pariente W, et al. A multifaceted program causes lasting progress for the very poor: Evidence from six countries. Science. 2015;348:6236.

Mariano EB, Rebelatto DAD. Transformation of wealth produced into quality of life: analysis of the social efficiency of nation-states with the DEA's triple index approach. Journal of the Operational Research Society. 2014;65(11): 1664-1681.

Charnes A, Cooper WW, Rhodes E. Measuring Efficiency of Decision-Making Units. European Journal of Operational Research. 1978;2(6):429-444.

Cooper WW, Seiford LM, Tone K. Introduction to data envelopment analysis and its uses: with DEA-solver software and references. Springer Science & Business Media: Berlim; 2006.

Cook WD, Zhu J. Data Envelopment Analysis – A Handbook on the Modeling of Internal Structures and Networks. International Series in Operations Research & Management Science. Springer Science & Business Media: New York; 2014.

Périco AE, Rebelatto DAN, Santana NB. Eficiência bancária: os maiores bancos são os mais eficientes? Uma análise por envoltória de dados. Gest. Prod. 2008;15(2):421-431.

Périco AE, Santana NB, Rebelatto DAN. Eficiência dos aeroportos internacionais brasileiros: uma análise envoltória de dados com bootstrap. Gestão & Produção. 2017;24:370-381.

Camioto FDC, Mariano EB, Rebelatto DAD. Efficiency in Brazil's industrial sectors in terms of energy and sustainable development. Environmental Science & Policy. 2014;37:50-60.

Ferraz D, Moralles HF, Campoli JS, Oliveira FCR, Rebelatto DAN. Economic Complexity and Human Development: DEA performance measurement in Asia and Latin America. Gestão & Produção. 2018;25(4):839-853. DOI https://dx.doi.org/10.1590/0104-530x3925-18

Mariano EB, Rebelatto DAD. Transformation of wealth produced into quality of life: analysis of the social efficiency of nation-states with the DEA's triple index approach. Journal of the Operational Research Society. 2014;65(11):1664-1681.

Camioto FC, Rebelatto DAN, Rocha RT. Análise da eficiência energética nos países do BRICS: um estudo envolvendo a Análise por Envoltória de Dados. Gestão & Produção. 2016;23:192-203.

Dhungana BR, Nuthall PL, Nartea GV. Measuring the economic inefficiency of Nepalese rice farms using data envelopment analysis. Australian Journal of Agricultural and Resource Economics. 2004;48(2):347-369.

Mariano EB, Sobreiro VA, Rebelatto DAD. Human development and data envelopment analysis: A structured literature review. Omega-International Journal of Management Science. 2015;54:33-49.

Despotis D. A reassessment of the human development index via data envelopment analysis. Journal of the Operational Research Society. 2005;56(8):969-980.

Despotis D. Measuring human development via data envelopment analysis: the case of Asia and the Pacific. Omega. 2005;33(5):385-390.

A revista Segurança Alimentar e Nutricional utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.