Banner Portal
Insegurança alimentar em comunidades quilombolas
PDF

Palavras-chave

Segurança alimentar
Nutrição
Populações vulneráveis
Quilombolas

Como Citar

MACIEL, Erika da Silva; SILVA, Bhárbara Karolline Rodrigues; SCHOTT, Eloise; KATO, Hellen Christina de Almeida; QUARESMA, Fernando Peixoto Rodrigues; FIGUEIREDO, Francisco Winter dos Santos; ADAMI, Fernando. Insegurança alimentar em comunidades quilombolas: um estudo transversal. Segurança Alimentar e Nutricional, Campinas, SP, v. 28, n. 00, p. e021017, 2021. DOI: 10.20396/san.v28i00.8658888. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8658888. Acesso em: 19 abr. 2024.

Resumo

Este estudo tem objetivo de analisar os fatores associados à insegurança alimentar e nutricional em comunidades quilombolas do estado do Tocantins, Região Norte do Brasil. Estudo de desenho transversal, realizado em 4 comunidades quilombolas do Norte do Brasil. Foram analisadas características socioeconômicas e demográficas por meio de um formulário semiestruturado e, o nível de insegurança alimentar foi mensurado pela Escala Brasileira de Insegurança Alimentar. Para analisar a aderência dos dados quantitativos à distribuição normal, utilizou-se o teste de Shapiro-Wilk. Para analisar a associação entre as características socioeconômicas e a prevalência de insegurança alimentar utilizou-se o teste de Qui-quadrado. Para estimar os fatores associados a insegurança alimentar, utilizou-se regressão de Poisson com variância robusta. O nível de significância adotado foi de 5%. Verificou-se uma prevalência de 71,2% (n=47) em situação de insegurança alimentar. Dos indivíduos que viviam em situação de insegurança alimentar, 15,79% (n=3) apresentavam alteração dos níveis de hemoglobina. Pode-se observar uma prevalência de insegurança alimentar de 71,2% e que ser mulher chefe de família aumenta as chances de insegurança alimentar e nutricional entre os quilombolas do estado do Tocantins.

https://doi.org/10.20396/san.v28i00.8658888
PDF

Referências

Silva EKPS, Medeiros DS, Martins PC, et al. Insegurança alimentar em comunidades rurais no Nordeste brasileiro: faz diferença ser quilombola? Cad Saúde Pública. 2017;33(4). DOI:10.1590/0102-311X00005716

Soares DA, Barreto SM. Sobrepeso e obesidade abdominal em adultos quilombolas, Bahia, Brasil. 2014;30(2):341-354. Cad. Saúde Pública. 2014;30(2):341-354.

Soares DA, Barreto SM. Indicadores nutricionais combinados e fatores associados em população Quilombola no Sudoeste da Bahia, Brasil. Cien Saude Colet. 2015;20(3):821-832. DOI: 10.1590/1413-81232015203.03922014

Volochko A, Batista LE. Saúde nos Quilombos. São Paulo: Instituto de Saúde; 2009.

PNUD. Política Nacional de Saúde da População Negra: uma questão de equidade. Doc. resultante. Brasília: PNUD; 2001.

Alves KPS, Jaime PC. A Política Nacional de alimentação e Nutrição e seu diálogo com a Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. Cien Saude Colet. 2014;19(11):4331-4340. DOI: 10.1590/1413-812320141911.08072014

Pinto AR, Borges JC, Novo MP, Pires PS. Quilombos do Brasil: Segurança Alimentar e Nutricional em Territórios Titulados. Cad Estud Desenvolv Soc em Debate. 2014;26(17):04-66.

Santos TG, Silveira JAC, Longo-Silva G, Ramires EKNM, Menezes RCE. Tendência e fatores associados à insegurança alimentar no Brasil: Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2004, 2009 e 2013. Cad Saude Publica. 2018;34(4):1-17. DOI: 10.1590/0102-311x00066917

FAO. O Estado da Segurança Alimentar e Nutricional no Brasil 2015. Agendas Converg [Internet]. 2015 [acesso em 2020 mar 20];44. Disponível em: http://www.sim.salvador.ba.gov.br

Voci SM, Slater B. Consistência interna da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar aplicada por entrevista telefônica e preenchida pelo entrevistado Internal. Nutrire. 2015;40(3):318-327.

Monego ET, Gondim R, Cordeiro MDM, Costa RM. (In)Segurança Alimentar de Comunidades Quilombolas do Tocantins. Segur Aliment Nutr. 2010;17(1):37-47.

Ribeiro G, Morais FMO, Pinho L. (In)Segurança alimentar de comunidade quilombola no norte de Minas Gerais. Ciência, Cuid e Saúde. 2015;14(3):1245. DOI: 10.4025/cienccuidsaude.v14i3.21845

Sousa LA, Medeiro DS, Lima GP, Santos LM. Insegurança Alimentar de Famílias Residentes numa Comunidade de Zona Rural de Vitória da Conquista – BA. Saúde.com. 2016;12(1):444-453. DOI: 10.22481/RSC.V12I1.316

Von Elm E, Altman DG, Egger M, Pocock SJ, Gøtzsche PC, Vandenbroucke JP. The strengthening the reporting of observational studies in epidemiology (STROBE) statement: Guidelines for reporting observational studies. Int J Surg. 2014;12(12):1495-1499. DOI: 10.1016/j.ijsu.2014.07.013

Bezerra VM, Medeiros DS, Gomes KO, et al. Inquérito de Saúde em Comunidades Quilombolas de Vitória da Conquista, Bahia, Brasil (Projeto COMQUISTA): aspectos metodológicos e análise descritiva. Cien Saude Colet. 2014;19(6):1835-1847. DOI: 10.1590/1413-81232014196.01992013

Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa – ABEP. Critério Brasil 2015 e atualização da distribuição de classes para 2016. Critério Classif Econômica Bras. 2016:1-6.

Sardinha LMV. Escala Brasileira de Insegurança Alimentar – EBIA: análise psicométrica de uma dimensão da Segurança Alimentar e Nutricional. Ministério do Desenvolv Soc e Combat à Fome [Internet]. 2014 [acesso em 2020 abr 15];1-15. Disponível em: https://aplicacoes.mds.gov.br/sagirmps/simulacao/estudos_tecnicos/pdf/73.pdf

Pozza L, Santos D. Proposta de versão curta da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar. Rev Saúde Pública. 2014;48(5):783-789. DOI: 10.1590/S0034-8910.2014048005195

Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA. Manual de Vigilância Sanitária sobre o transporte de material biológico [Internet]. 2015 [acesso em 2020 abr 15]. Disponível em: http://www.pncq.org.br/uploads/2015/notícias/Manual de Transporte de Material Biolo_gico.pdf

IBGE. Pesquisa Nacional de Amostragem Domiciliar: Segurança Alimentar [Internet]. 2014 [acesso em 2020 mar 15]. Disponível em: http://www.ibge.gov.br

Grossi PK, Oliveira SB, Bitencourt JV. Mulheres quilombolas e divisão sexual do trabalho na sociedade contemporânea. In: Anais do Encontro Internacional e Nacional de Política Social; Vitória; 2018. 2018;1(1):1-15.

Quaresma FRP, Silva Maciel E, Santos Figueiredo FW, Adami F. Factors associated with blood pressure disorders in Afro-descendant children and adolescents. BMC Pediatr. 2019;19(1):1-8. DOI: 10.1186/s12887-019-1626-0

Vinicius L, Sousa DA, Maciel S, et al. Descriptions of Perceived Quality of Life of Residents from a Quilombo in North Brazil. J. Hum. Growth Dev. 2018;28(2):9-15.

Vinicius L, Sousa DA, Maciel S, et al. Qualidade de vida e Síndrome Metabólica em comunidades Quilombolas brasileiras: estudo transversal. Journal of Human Growth and Development. 2018; 28(3):316-332.

FAO. Building resilience for peace and food security the state of food security and nutrition in the world 2017 [Internet]. 2017 [acesso em 2018 dez 13]. Disponível em: www.fao.org/publications.

Marin-Leon L, Francisco PMSB, Segall-Corrêa AM, Panigassi G. Bens de consumo e insegurança alimentar: diferenças de gênero, cor de pele autorreferida e condição socioeconômica. Rev Bras Epidemiol. 2011;14(3):398-410. DOI:10.1590/S1415-790X2011000300005

Trivellato PT, Morais DC, Lopes SO, Miguel ES, Franceschini SCC, Priore SE. Food and nutritional insecurity in families in the Brazilian rural environment: A systematic review. Cienc e Saude Coletiva. 2019;24(3):865-874. DOI:10.1590/1413-81232018243.05352017

Sibhatu KT, Qaim M. Rural food security, subsistence agriculture, and seasonality. PLoS One. 2017;12(10). doi:10.1371/journal.pone.0186406

Fávaro T, Ribas DLB, Zorzatto JR, Segall-Corrêa AM, Panigassi G. Segurança alimentar em famílias indígenas Teréna, Mato Grosso do Sul, Brasil. Cad Súde Pública. 2007;23(4):785-793. DOI:10.1590/S0102-311X2007000400006

Quaresma FRP, Silva Maciel E, Santos Figueiredo FW, Adami F. Factors associated with blood pressure disorders in Afro-descendant children and adolescents. BMC Pediatr. 2019;19(1):244. DOI:10.1186/s12887-019-1626-0

Santos VC, Boery EN, Pereira R, et al. Condições socioeconômicas e de saúde associadas à qualidade de vida de idosos quilombolas. Texto e Context Enferm. 2016;25(2):1-9. DOI:10.1590/0104-07072016001300015

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Segurança Alimentar e Nutricional

Downloads

Não há dados estatísticos.