Ciências da terra em cursos que habilitam ao magistério de ciências naturais para o ensino fundamental

  • Elias Profeta Ramos de Araujo Universidade Estadual de Campinas
  • Maria Cristina Motta de Toledo Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Formação de professores. Ciências naturais. Ensino de ciências da terra.

Resumo

A formação de professores de Ciências Naturais para o ensino fundamental da educação básica é realizada principalmente em cursos superiores de Licenciatura em Ciências Biológicas, mas o interesse primordial dos cursos é formar essencialmente professores de Biologia. Assim, as instituições de ensino superior que os mantêm elaboram e executam os projetos pedagógicos enfatizando disciplinas da área biológica e não dispensam às disciplinas de Ciências da Terra, notada­mente a Geologia, o devido valor como integrantes das Ciências Naturais. Em alguns casos, é possível que essa disciplina faça parte da grade curricular do curso apenas para cumprir orientações da legislação ou normatizações educacionais, sendo evidente a falta de investimentos, nesses cursos de formação de professores, em docentes especializados, atividades de campo e laboratórios relacionados às Ciências da Terra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elias Profeta Ramos de Araujo, Universidade Estadual de Campinas

Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Ensino e
História de Ciências da Terra, do Instituto de Geociências da
Unicamp, IG/Unicamp.

Maria Cristina Motta de Toledo, Universidade de São Paulo

Professora-Doutora Titular da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, EACH/USP

Referências

Bolacha E., Mateus A. 2008a. Evolução recente do Ensino Secundário em Portugal e suas implicações nos currículos de Geologia; a perspectiva da Associação Portuguesa de Geólogos. Lisboa: Revista Geonovas, (21):67-74.

Bolacha E., Mateus A. 2008b. Novos currículos de Geologia no Ensino Secundário português: contributos da Associação Portuguesa de Geólogos. Lisboa: Revista Geonovas, (21):75-86.

Brasil. 1996. Lei Federal no 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: Casa Civil. URL: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso 18 mai. 2013.

Brasil. 1997. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ciências Naturais. Brasília: MEC/SEF.

Brasil. 1998. Parâmetros Curriculares Nacionais: Terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental. Ciências Naturais. Brasília: MEC/SEF.

Brasil. 2001a. Parecer CNE/CES n° 1.301, de 6 de novembro de 2001. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Ciências Biológicas. Brasília: MEC/CNE. URL: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/2001/pces1301_01.

pdf. Acesso 18.jun.2013.

Brasil. 2001b. Parecer CNE/CP no 28, de 2 de outubro de 2001. Dá nova redação ao Parecer CNE/CP 21/2001, que estabelece a duração e a carga horária dos cursos de Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de

licenciatura, de graduação plena. Brasília: MEC/CNE. URL: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/028.pdf. Acesso 15 abr. 2013.

Brasil. 2002. Resolução CNE/CES n° 7, de 11 de março de 2002. Estabelece as Diretrizes Curriculares para os cursos de Ciências Biológicas. Brasília: MEC/CNE.URL: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rces07_02.pdf. Acesso 15 abr. 2013.

Brasil. 2004. Lei Federal no 10.861, de 14 de abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES. Brasília: Casa Civil. URL: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/lei/l10.861.htm. Acesso 18

jun. 2013.

Brasil. 2006. Decreto Federal no 5.773, de 5 de maio de 2006. Dispõe sobre o exercício das funções de regulação, supervisão e avaliação de instituições de educação superior e cursos superiores de graduação e sequenciais no sistema federal de ensino. Brasília: Casa Civil. URL: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/Decreto/D5773.htm. Acesso 13 mai. 2013.

Brasil. 2010a. Indicadores de qualidade das IES. Brasília: MEC. URL: http://emec.mec.gov.br. Acesso 02 abr. 2013.

Brasil. 2010b. Parecer CFBio n° 1, de 20 de março de 2010. Propõe requisitos mínimos para o Biólogo atuar em pesquisa, projetos, análises, perícias, fiscalização, emissão de laudos, pareceres e outros serviços nas áreas de meio ambiente, saúde e biotecnologia.

Brasília: CFBio. URL: http://www.cfbio.gov.br/legislacao.php. Acesso 11 jun. 2013.

Magalhães Jr. C.A.O., Pietrocola M. 2010. Análise de propostas para a formação de Professores de Ciências do ensino fundamental. Florianópolis: UFSC, Alexandria, Rev. Educ. e Tecnol., 3(2):31-58.

Piranha J.M., Carneiro C.D.R. 2009. O módulo São José do Rio Preto do Projeto Geo-Escola, uma experiência educacional diferenciada. Rev. Bras. Geoc., 39(3):533-543. URL: http://www.rbg.sb-geo.org.br/index.php/rbg/article/view/1477/1169. Acesso 14.03.2011.

Santos S., Infante-Malachias M.H. 2008. Interdisciplinaridade e resolução de problemas: algumas questões para quem forma futuros professores de Ciências. Campinas: Educ. & Soc., 29(103):557-579.

São Paulo (Cidade). 2007. Orientações curriculares e proposição de expectativas de aprendizagem para o Ensino Fundamental II: Ciências Naturais. São Paulo: SME/DOT. URL: www.portaleducacao.prefeitura.sp.gov.br. Acesso 25 mai. 2013.

São Paulo (Estado). 2005. Indicação CEE no 53, de 14 de dezembro de 2005. Orientação ao Sistema Estadual de Ensino a respeito da qualificação necessária dos docentes para ministrar aulas das disciplinas do currículo da educação básica. São Paulo: SEE/CEE. URL: http://www.ceesp.sp.gov.br. Acesso 03 mai. 2013.

São Paulo (Estado). 2010. Indicação CEE no 103, de 30 de junho de 2010. Acréscimo à Indicação CEE no 53/2005, de 14 de dezembro de 2005. São Paulo: SEE/CEE. URL: http://www.ceesp.sp.gov.br. Acesso 03 mai. 2013.

Scliar C. 2009. Mineração e geodiversidade do planeta Terra: mineração nos planos curriculares nacionais do ensino fundamental e médio. São Paulo: Ed. Signus.

Silva H.C., Gonçalves P.W., Bacci D.L.C., Cunha C.A.L.S. 2009. Relações entre conteúdo e formas de conhecimentos e práticas pedagógicas em Geociências: imaginário de futuros professores numa disciplina de licenciatura. Curitiba: UFPR, Revista Educar, (34):53-73.

Toledo M.C.M. 2005. Geociências no Ensino Médio Brasileiro. Análise dos Parâmetros Curriculares Nacionais. São Paulo, Revista Geologia USP. Publ. Esp., 3:33-34.

Waldhelm M.C.V. 2007. Como aprendeu ciências na educação básica quem hoje produz ciência? Rio de Janeiro, PUC/RJ.(Tese Dout.).

Publicado
2015-06-23
Como Citar
Araujo, E. P. R. de, & Toledo, M. C. M. de. (2015). Ciências da terra em cursos que habilitam ao magistério de ciências naturais para o ensino fundamental. Terrae Didatica, 10(3), 319-330. https://doi.org/10.20396/td.v10i3.8637347

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)