Oficinas de sensibilização para conservação de sítios geológicos do Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais, Brasil

Autores

  • Úrsula Ruchkys Universidade Federal de Minas Gerais
  • Maria Márcia Magela Machado Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.20396/td.v8i1.8637424

Palavras-chave:

Quadrilátero Ferrífero. Patrimônio geológico. Geodiversidade. Geoconservação. Oficina de sensibilização.

Resumo

O projeto de implantação de sítios geológicos piloto no Geopark Quadrilátero Ferrífero, apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), envolveu oficinas de sensibilização para comunidades de entorno. Os objetivos foram: (a) introduzir conceitos sobre patrimônio geológico, geodiversidade e geoconservação, (b) difundir conhecimentos sobre o patrimônio geológico do Quadrilátero Ferrífero e (c) estimular o processo de participação comunitária no desenvolvimento territorial a partir do conceito de geopark. As oficinas foram realizadas nos sítios da Serra da Piedade, Serra do Caraça e Mina da Passagem e basearam-se no método da pesquisa-ação com atividades lúdicas para minimizar barreiras e facilitar a compreensão. Apesar da heterogeneidade do grupo participante, percebeu- -se o interesse unânime pelo, até então praticamente desconhecido, valor geoecológico dos sítios. Os participantes também perceberam o caráter conciliatório da proposta de geopark no que diz respeito à conservação e ao uso econômico do território.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Úrsula Ruchkys, Universidade Federal de Minas Gerais

Instituto de Geociências. Departamento de Cartografia, UFMG

Maria Márcia Magela Machado, Universidade Federal de Minas Gerais

Instituto de Geociências. Departamento de Cartografia, UFMG

Referências

Alkmim, F.F., Marshak, S. 1998. The Transamazonian orogeny in the Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais, Brazil: paleoproterozoic collision and collapse in the Souhtern São Francisco Craton region. Amsterdam: Precambrian Research. 90:29-58.

Brilha J. 2005. Património geológico e geoconservação: a conservação da natureza na sua vertente geológica. Braga: Palimage Editores. 2005. 190 p.

Cunha C.J., Suszczynski C.A. 1978. Cia. Minas da Passagem. Mariana, CMP, 3v.

Duarte B.P. 1991. Contribuição ao estudo da geologia do corpo de minério fundão do depósito aurífero de Passagem, Mariana, MG. Rio de Janeiro, Univ. Fed. Rio de Janeiro. 175p. (Dissert. Mestr.).

Dutra G.M., Rubbioli E.L., Horta, L.S. 2002. Gruta do Centenário, Pico do Inficionado (Serra da Caraça), MG: A maior e mais profunda caverna quartzítica do mundo. In: Schobbenhaus

C., Campos D.A., Queiroz E.T., Winge M., Berbert-Born M. Sítios geológicos e paleontológicos do Brasil, (Edit.).Sítios Geológicos e Paleontológicos do Brasil. DNPM/CPRM-Comissão Brasileira de SítiosGeológicos e Paleobiológicos (SIGEP), Brasília. 431-441. Disponível em: http://www.unb.br/ig/sigep/sitio020/sitio020.pdf

Gray M. 2004. Geodiversity. Valuing and conserving abiotic nature. Wiley, 412 p.

Machado M.M.M. 2009. Construindo a imagem geológica do Quadrilátero Ferrífero: conceitos e representações. Belo Horizonte, Univ. Fed. Minas Gerais. 238p. (Tese Dout. Geologia).

Mansur K.L. 2009. Projetos educacionais para a popularização das geociências e para a geoconservação. Geol. USP, Publ. Espec., vol.5, p.63-74.

Nascimento M.A.L., Ruchkys U.A., Mantesso-Neto V. 2008. Geodiversidade, Geoconservação e Geoturismo: trinômio importante para a proteção do patrimônio geológico. São Paulo: Sociedade Brasileira de Geologia, 84 p.

Orion N. 1998. Implementation of new teaching strategies in different learning environments

within the science education. In: D. Fernandes. org. 1998. Conferência internacional. Ensino secundário: projectar o futuro, políticas, currículos, práticas (pp. 125-139). Lisboa: Ministério da Educação.

Ruchkys U.A. 2007. Patrimônio geológico e geoconservação no Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais: potencial para a criação de um geoparque da UNESCO. Belo Horizonte, Univ. Fed. Minas Gerais. 211p. (Tese Dout. Geologia).

Ruchkys, U.A.; Renger,F.E.; Noce,C.M.; Machado, M.M.M. 2009. Serra da Piedade, Quadrilátero Ferrífero, MG; Da lenda do Sabarabuçu ao patrimônio histórico, geológico, paisagístico e religioso. In: Winge, M.; Schobbenhaus C., Berbert-Born M., Queiroz E.T., Campos D.A., Souza C.R.G., Fernandes A.C.S. (eds.) Sítios Geológicos e Paleontológicos do Brasil. (01/03/2007) URL:http://www.unb.br/ig/sigep/sitio129/sitio129.pdf

Sharples C. 2002. Concepts and Principles of Geoconservation. Published electronically on the Tasmanian Parks & Wildlife Service Website (Version 3).

Silva P.C. 2007. Inventariação do património geológico do concelho de Vieira do Minho e a sua utilização com fins didácticos. Minho:Univ. do Minho. (Dissert. Mestr.). URL: http://hdl.handle.net/1822/7109.Acesso 12.03.2012.

UNESCO 2004. Global Network of National Geoparks (assisted by UNESCO). Global Geoparks Network [GGN]. URL: http://www.globalgeopark.org/english/. Acesso 20.04.2010.

Downloads

Publicado

2015-06-29

Como Citar

RUCHKYS, Úrsula; MACHADO, M. M. M. Oficinas de sensibilização para conservação de sítios geológicos do Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais, Brasil. Terrae Didatica, Campinas, SP, v. 8, n. 1, p. 24–33, 2015. DOI: 10.20396/td.v8i1.8637424. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8637424. Acesso em: 24 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos