Banner Portal
História e filosofia das geociências: relevância para o ensino e formação profissional
PDF

Palavras-chave

História das ciências. Filosofia das ciências. Ensino de geociências

Como Citar

FIGUEIRÔA, Silvia Fernanda de Mendonça. História e filosofia das geociências: relevância para o ensino e formação profissional. Terrae Didatica, Campinas, SP, v. 5, n. 1, p. 63–71, 2015. DOI: 10.20396/td.v5i1.8637503. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8637503. Acesso em: 25 jun. 2024.

Resumo

Este artigo aponta relações importantes entre a História, a Filosofia e a Educação em Geociências para a formação profissional de geocientistas e futuros professores. Parte de um breve levantamento das discussões acerca das relações entre os mencionados campos do conhecimento ao longo dos últimos 50 anos, salientando alguns papéis didáticos que a História e a Filosofia podem desempenhar. A seguir, usa um exemplo recente em Geologia para articular as reflexões de alguns trabalhos clássicos sobre as Ciências e as Geociências. Conclui reforçando a relevância das reflexões históricas e epistemológicas para aprimoramento da formação profissional e para a renovação de práticas educativas.

https://doi.org/10.20396/td.v5i1.8637503
PDF

Referências

Brice W.R., Figueirôa S.F.M. 2001. Charles Hartt, Louis Agassiz, and the controversy over Pleistocene glaciation in Brazil. History of Science, XXXIX:161-184.

Cohen B. 1993. A sense of history in science. Science & Education, 2(3):251-277.

Compiani M. 1993. O papel do método das múltiplas hipóteses de trabalho no ensino de Ciências. Enseñanza de las Ciencias de la Tierra, 1(extra):49-50.

Compiani M., Gonçalves P.W. 1996. Epistemologia e historia de la Geología como fuentes para la selección y organización del curriculum. Enseñanza de las Ciencias de la Tierra, 4(1):38-45.

Daston L., Galison P. 2007. Objectivity. New York: Zone Books. 501p.

Favera J.C.della, Medeiros M.A.M. 2007. Gestalt psychology and the recognition of complex sedimentary structures in geology. Rev. Bras. Geoc., 37(4):841-847.

Figueirôa S.F.M. 1989. Considerações sobre o papel da História da Geologia na formação dos geólogos. Rev. Bras. Geoc., 19(4):507-510.

Figueirôa, S.F.M., Lopes M.M. 1996. La historia de la geología y su potencial educativo: una reflexión desde América Latina. Enseñanza de las Ciencias de la Tierra, 4(1):71-76.

Gagliardi R. 1986. Los conceptos estructurales en el aprendizaje por investigación. Enseñanza de las Ciencias, 4(1):30-35.

Gagliardi R., Giordan A. 1986. La historia de las ciencias: una herramienta para la enseñanza. Enseñanza de las Ciencias, 4(3):253-258.

Guntau M., Kirschner E. 1984. The importance of the history of science for the university education of geologists. In: Int. Geological Congress, 27, Moscou, 1984. Abstracts..., v. VIII, p. 493-494.

Kuhn T.S. 1975. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Ed. Perspectiva. 250p. (edição original da Univ. Chicago Press, 1962).

Laudan R. 1982. Tensions in the concept of geology: natural history or natural philosophy? Earth Sciences History, New York, 1:7-13.

Maienschein J., Smith G. 2008. What difference does history of science make, anyway? Isis, 99:318-321.

Mathews M.M. 1995. História, filosofia e ensino de Ciências: a tendência atual de reaproximação. Cadernos Catarinenses de Ensino de Física, 12(3):164-214. Dezembro 1995. (trad. do original de 1992)

Obregón D. 1996. Ciencia e historia de las ciencias. In: J.J. Uribe, E. Quevedo. eds. 1996. Historia social de la ciencia en Colombia. Tomo X. Colômbia: Colciencias, p.543-56.

Paschoale C. 1984. Alice no País da Geologia e o que ela encontrou lá. In: Cong. Bras. Geologia, 33, Rio de Janeiro, 1984. Anais..., Rio de Janeiro: SBG. v. XI, p. 5242-5249.

Rudwick M. 1996. Geological travel and theoretical innovation: the role of ‘liminal’ experience. Social Studies of Science, XXVI:143-59.

Rudwick M. 2005. Geology & Genesis: a historical perspective on the interaction of two historical sciences. In: The Herbert Reynolds Lecture Series, Baylor Univ., Waco, Texas, USA URL: http://www.baylor.edu/reynolds_lecture_series/index.php?id=38914. Acesso 9.setembro.2008.

Ruse M. 2002. Darwin and atheism: a marriage made in heaven? In: The Herbert Reynolds Lecture Series, Baylor Univ., Waco, Texas, USA URL: http://www.baylor.edu/reynolds_lecture_series/index.php?id=38914. Acesso 9.setembro.2008.

Souza C.M.de. 2008. A presença do evolucionismo e do criacionismo em disciplinas do Ensino Médio: uma visão sob a ótica dos professores. Campinas: Instituto de Geociências, Unicamp. 162p. (Dissert. Mestrado).

Souza C.M.de, Figueirôa S.F.M. 2008. A História da Ciência como auxiliar na compreensão dos conflitos entre evolucionismo e criacionismo em disciplinas do ensino médio. In: Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia, 11, Niterói, 2008. Anais..., Niterói. Outubro 2008.

Terrae Didatica utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto, em que:

  • A publicação se reserva o direito de efetuar, nos originais, alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores;
  • Os originais não serão devolvidos aos autores;
  • Os autores mantêm os direitos totais sobre seus trabalhos publicados na Terrae Didatica, ficando sua reimpressão total ou parcial, depósito ou republicação sujeita à indicação de primeira publicação na revista, por meio da licença CC-BY;
  • Deve ser consignada a fonte de publicação original;
  • As opiniões emitidas pelos autores dos artigos são de sua exclusiva responsabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.