Banner Portal
O curso de geologia da UFRJ perante as diretrizes curriculares nacionais: possíveis impactos no perfil do egresso
PDF

Palavras-chave

Grade curricular. Geociências. Geólogo.

Como Citar

RODRIGUES, A. G. O curso de geologia da UFRJ perante as diretrizes curriculares nacionais: possíveis impactos no perfil do egresso. Terrae Didatica, Campinas, SP, v. 14, n. 2, p. 147–156, 2018. DOI: 10.20396/td.v14i2.8651612. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8651612. Acesso em: 5 mar. 2024.

Resumo

O objetivo desse trabalho é analisar as mudanças ocorridas na grade curricular da Geologia da UFRJ frente as Diretrizes Curriculares Nacionais para identificar quais serão os possíveis impactos no perfil do egresso. Para isso foi realizada uma análise comparativa e qualitativa das grades curriculares e entrevistas com docentes. As mudanças curriculares consistiram: (1) na diminuição de horas teórico-práticas em disciplinas; (2) na inclusão de 420 horas de extensão; (3) na inclusão das disciplinas de Estágio Supervisionado e de Saúde e Segurança; (4) na inclusão de horas teóricas nas disciplinas Geologia de Campo. Dois impactos foram identificados: (1) melhor preparação para o mercado de trabalho, gerando geólogos mais autônomos e atentos as questões sociais e (2) prejuízo na formação básica conceitual de modo a dificultar a resolução de problemas geológicos complexos. Sugere-se acompanhamento semestral do processo de implementação para auxiliar na detecção de inconsistências e no planejamento das futuras revisões.

https://doi.org/10.20396/td.v14i2.8651612
PDF

Referências

Almeida, M.I., Pimenta, S.G. 2014. Estágios supervisionados na formação docente. São Paulo: Cortez. 160 p.

Assine, M.L. 1994. Repensando os cursos de graduação em Geologia. Cadernos IG-Unicamp, 4(1): 34–65.

Assis, J.F.P., Fantinel, L., Carneiro, C.D.R. 2008. Relato Final do VI Encontro do Fórum Nacional de Cursos de Geologia. Terrae Didatica, 4(1): 67–77. URL: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/download/8637495/5200. Acesso: 30.09.2017.

Barroso, E.V.; Barroso, J.A; Horta, A.E.D.G.; Carvalho, I.S. 2008. 2008: Retrospectiva dos 50 Anos da Geologia na UFRJ e Olhar Crítico para o Futuro. Anuário Inst. Geoc. UFRJ, 31(1): 9–23.

Becker, F. 2012. Educação e construção do conhecimento: revista e ampliada. 2o ed. Porto Alegre: Penso. 200p.

BRASIL. 1957. Decreto no 40.783, de 18 de janeiro de 1957. Institui a Campanha de Formação de Geólogos. Diário Oficial da União - Seção 1 - 19/1/1957. URL: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1950-1959/decreto-40783-18-janeiro-1957-379597-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso: 30.09.2017.

BRASIL. 1996. Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União - 20/12/1996. URL: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm. Acesso: 30.09.2017.

BRASIL. 2012. Parecer CNE/CES 387/2012. Proposta de Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Geologia e em Engenharia Geológica, bacharelados. Diário Oficial da União de 3/7/2014, Seção 1. URL: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=12277-pces387-12-pdf&category_slug=janeiro-2013-pdf&Itemid=30192. Acesso: 30.09.2017.

BRASIL. 2014. Lei Federal n.o 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União - Seção 1 - Edição Extra - 26/6/2014. URL: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2014/lei-13005-25-junho-2014-778970-publicacaooriginal-144468-pl.html. Acesso: 30.09.2017.

BRASIL. 2015. Resolução no 1, de 6 de Janeiro de 2015. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação na área da Geologia, abrangendo os cursos de bacharelado em Geologia e em Engenharia Geológica e dá outras providências. URL: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=16871-res-cne-ces-001-06012015&category_slug=janeiro-2015-pdf&Itemid=30192. Acesso: 30.09.2017.

Carneiro, C.D.R. 2005a. Relato final do I Encontro do Fórum Nacional de Cursos de Geologia. Terrae Didatica, 1(1): 70–73. URL: https://www.ige.unicamp.br/terraedidatica/v4/pdf-v4/pdf-v4-art7bis.pdf. Acesso: 30.09.2017.

Carneiro, C.D.R. 2005b. Relato final do II Seminário Nacional sobre Cursos de Graduação em Geologia. Terrae Didatica, 1(1): 55–63. URL: https://www.ige.unicamp.br/terraedidatica/v1/pdf-v1/p055-063_carneiro.pdf. Acesso: 30.09.2017.

Carneiro, C.D.R. 2014. O Fórum Nacional de Cursos de Geologia e as Diretrizes Curriculares Nacionais : histórico e perspectivas. Terrae Didatica, 10: 191–203. URL: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8637316/5032. Acesso: 30.09.2017.

Carneiro, C.D.R., Assis, J.F.P. 2005. Relato final do II Encontro do Fórum Nacional de Cursos de Geologia. Terrae Didatica, 1(1): 74–83. URL: https://www.ige.unicamp.br/terraedidatica/v1/pdf-v1/p074-083_carneiro_assis.pdf. Acesso: 30.09.2017.

Carneiro, C.D.R., Assis, J.F.P. 2006. Relato final do IV Encontro do Fórum Nacional de Cursos de Geologia. Terrae Didatica, 2(1): 86–90. URL: https://www.ige.unicamp.br/terraedidatica/v2/pdf-v2/t_didatica_2006_v02n01_p086-090_carneiro_assis.pdf. Acesso: 30.09.2017.

Carneiro, C.D.R., Campanha, G.A. 1979. O ensino de campo em geologia. In: Curso de Especialização em Ensino Superior de Geociências, 1, Belém, 1979. Apostila...Belém: UBPa.

Carneiro, C.D.R., Menegat, R., Janasi, V.A. 2014. Implicações práticas das diretrizes curriculares de Geologia e Engenharia Geológica no Brasil. Com. Geol., 101(Especial III): 1215–1218.

Compiani, M., Carneiro, C.D.R. 1993. Os papéis didáticos das excursões geológicas. Ens. Cien. Tierra, 1(2): 90–98.

E-MEC. 2017. Tramitação eletrônica dos processos de regulamentação. URL: http://portal.mec.gov.br/e-mec-sp-257584288. Acesso: 19.09.2017.

Fantinel L., Janasi V.A., Assis J.F.P., Alecrim J.R., Almeida H.L., Compiani M., Conceição R., Duarte B.P., Fauth G., Fonseca V.P., Fortes P., Leite Júnior W.B., Mancini F., Menezes M.G., Silva C.H., Silva Filho W., Velloso E., Carneiro C.D.R. 2008a. Diretrizes Curriculares para os Cursos de Graduação em Geologia e Engenharia Geológica. Terrae Didatica, 4(1): 85–89. URL: https://www.ige.unicamp.br/terraedidatica/v4/pdf-v4/pdf-v4-art8.pdf%0A. Acesso: 28.09.2017.

Fantinel L., Janasi V.A., Assis J.F.P., Carneiro, C.D.R. 2008b. Relato Final do VII Encontro do Fórum Nacional de Cursos de Geologia. Terrae Didatica, 4(1): 81–84. URL: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8637497. Acesso: 30.09.2017.

Fortes, P.T.F.O. 1995. Mudanças no currículo do curso de graduação em geologia da Universidade de Brasília: um convite à reflexão. Cadernos IG/UNICAMP, 5(2): 3–21.

Gil, A.C. 2008. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas. 208 p.

Gil, A.C. 2015. Didática do Ensino Superior. São Paulo: Atlas. 283 p.

Júnior, A.F.B., Júnior, N.F. 2011. A utilização da técnica da entrevista em trabalhos científicos. Evidência, 7(7): 237–250.

Laville, C., Dionne, J. 1999. A construção do saber: Manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Porto Alegre: Artmed. 344p.

Maia, R.T. 2008. A importância da disciplina de metodologia científica no desenvolvimento de produções acadêmicas de qualidade no nível superior. Rev. Urutágua, (14): 1–8.

Mansur, K.L., Ponciano, L.C.M.O., De Castro, A.R.S.F. 2017. Contributions to a Brazilian code of conduct for fieldwork in geology: An approach based on geoconservation and geoethics. Anais da Acad. Bras. Cienc., 89(1): 431–444.

Menegat, R., Mizusaki, A.M.P., Remus, M., Lelarge, L.M.V., Dani, N. 2014. Inovação no paradigma curricular: os projetos temáticos em Geologia. Terrae Didatica, 10(3): 204–216. URL: https://www.ige.unicamp.br/terraedidatica/V10_3/PDF/TDv10-3-113.pdf. Acesso: 30.09.2017.

Menegat, R., Carneiro, C.D.R. 2014. Síntese das decisões do XIV Encontro do Fórum Nacional de Cursos de Geologia. Terrae Didatica, 10(3): 474–476. URL: https://www.ige.unicamp.br/terraedidatica/V10_3/PDF/carta salvador.pdf. Acesso: 30.09.2017.

Nascimento, G.S., Souza, M.E.S. 2014. Uma visão holística da educação: da fragmentação à totalidade. Interletras, 3(19): 1–11.

Nummer, A.R., Godoy, A.M., Lazzarotto, A., Carneiro, C.D.R., Schultz, C.L., Tubbs Filho, D., Guimarães, E.M., Althoff, F., Assis, J.F.P., Pinho, F.E.C., Sobreira, F., Carvalho, I.S., Sabadia, J.A.B., Fernandes Filho, L.A., Toledo, M.C.M., Fernandes, M.L.S., Costa, R.D., Machado, R., Menegat, R., Nadalin, R.J., Santos, R.A.A.; Vasconcelos, S.M.S., Marques, T.M., Souza, Z.S. 2005. Diretrizes curriculares para os cursos de graduação em Geologia e Engenharia Geológica.Terrae Didatica, 1(1): 64–69. URL: http://geo25.ige.unicamp.br/terraedidatica/v1/pdf-v1/p064-069_nummer_et_al.pdf. Acesso: 30.09.2017.

Oliveira, G.A.P. 2003. A concepção de egressos de um Curso de Pedagogia acerca da contribuição do trabalho de conclusão de curso. 2003. 129 p. Dissertação mestrado. Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP. URL: http://libdigi.unicamp.br/document/?code=vtls000298920. Acesso: 30.09.2017.

Pimenta, S.G., Anastasiou, L.G.C. 2014. Docência no Ensino Superior. São Paulo: Cortez. 280p.

Pimenta, S. G., Lima, M. S. L. 2012. Estágio e docência. São Paulo: Cortez. 296p.

PPC. 2017. Projeto pedagógico do curso de graduação em geologia. Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), 2017. 62p.

Ramalho, B.L., Nuñez, I.B., Gauthier, C. 2004. Formar o professor, profissionalizar o ensino: perspectivas e desafios. 2o ed. Porto Alegre: Sulina. 208p.

Rodrigues, A.L.L., Prata, M.S., Batalha, T.B.S., Costa, C.L.N.A., Neto, I.F.P. 2013. Contribuições da extensão universitária na sociedade. Cadernos de Grad. Cien. Hum. Soc., 1(16): 141–148.

Severino, A.J. 2014. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Cortez. 320p.

Sobreira, F. 2005. Relato final do I Seminário Nacional sobre Cursos de Graduação em Geologia: Salvador, maio de 2001. Terræ Didatica, 1(1): 51–54. URL: http://ppegeo.igc.usp.br/index.php/TED/article/view/8179/7457. Acesso: 30.09.2017.

Teixeira, L.G.P., Abreu, A.E.S. 2017. Conceitos básicos sobre segurança em trabalhos de campo para cursos de graduação em Geologia e Engenharia Geológica. Terrae Didatica, 323–331. URL: www.ige.unicamp.br/terraedidatica/v13_3/PDF13_3/TD-13-3_206-14.pdf. Acesso: 08.01.2018.

UNESCO. 2012. Desafios e perspectivas da educação superior brasileira para a próxima década 2011-2020. Brasília, 2012. Brasília: UNESCO, CNE, MEC. URL: http://unesdoc.unesco.org/images/0021/002189/218964POR.pdf. Acesso: 30.09.2017.

Terrae Didatica utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto, em que:

  • A publicação se reserva o direito de efetuar, nos originais, alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores;
  • Os originais não serão devolvidos aos autores;
  • Os autores mantêm os direitos totais sobre seus trabalhos publicados na Terrae Didatica, ficando sua reimpressão total ou parcial, depósito ou republicação sujeita à indicação de primeira publicação na revista, por meio da licença CC-BY;
  • Deve ser consignada a fonte de publicação original;
  • As opiniões emitidas pelos autores dos artigos são de sua exclusiva responsabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.