Desenvolvimento e montagem de VANT de asa fixa de baixo custo para suprir a demanda de ensino e pesquisa nas áreas de Geociências

  • Leonardo Renner Departamento de Geodésia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Av. Bento Gonçalves, 9.500, CEP 91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil https://orcid.org/0000-0002-9280-1408
  • Tatiana Silva Programa de Pós-graduação em Geociências, Departamento de Geodésia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Av. Bento Gonçalves, 9.500, CEP 91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil https://orcid.org/0000-0002-7234-0042
  • Cláudio Wilson Mendes Júnior Programa de Pós-graduação em Geociências, Departamento de Geodésia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Av. Bento Gonçalves, 9.500, CEP 91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil https://orcid.org/0000-0003-1745-348X
  • Rodrigo Felipe Wiebbelling Graduando do Curso de Ciências da Computação, Instituto de Informática, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Av. Bento Gonçalves, 9.500, CEP 91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil https://orcid.org/0000-0001-9207-9497
  • Gabriel Augusto Breda Graduando do Curso de Geografia - Bacharelado, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Av. Bento Gonçalves, 9.500, CEP 91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil https://orcid.org/0000-0003-1547-1473
Palavras-chave: Veículos Aéreos Não Tripulados (VANT), Plataforma de asa fixa, Skywalker X8, Pixhawk

Resumo

Este trabalho apresenta a montagem e o desenvolvimento de uma plataforma (VANT) de asa fixa, modelo Skywalker X8 de baixo custo destinada à Instituições de ensino e pesquisa. A utilização destas plataformas para uso civil tem ganhado destaque na última década, devido à crescente demanda por dados de mapeamento, monitoramento, imageamento, inspeção, entre outros, impulsionados por países como o Brasil e o Canadá. Este trabalho sugere algumas modificações estruturais que demonstraram um aperfeiçoamento significativo no desempenho desta plataforma, além da diminuição do seu custo. A seleção do tipo de motor elétrico, hélice, bateria, canal de comunicação e telemetria e a controladora de voo, seguiu um estudo técnico voltado para aumentar o leque de possíveis áreas de obtenção de dados nas Geociências. O resultado foi o desenvolvimento de um VANT em torno de U$4.070,00, tendo um custo inferior ao oferecido no mercado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Renner, Departamento de Geodésia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Av. Bento Gonçalves, 9.500, CEP 91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
Geólogo, mestre e doutor em geoquímica pela UFRGS, docente da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, lotato no Instituto de Geociências no Departamento de Geodésia.
Tatiana Silva, Programa de Pós-graduação em Geociências, Departamento de Geodésia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Av. Bento Gonçalves, 9.500, CEP 91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
Professora associada do Departamento de Geodésia, do Instituto de Geociências da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Possui graduação em Oceanologia, com habilitação em Gerenciamento Ambiental e em Recursos Naturais Renováveis (1999), mestrado (2002) e doutorado (2008) em Oceanografia Física, Química e Geológica pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG). É professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Sensoriamento Remoto (UFRGS), e professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Gerenciamento Costeiro (FURG) . No ensino de graduação, ministra as disciplinas de Sistemas de Informação Geográfica e Processamento Digital de Imagens. É coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Sensoriamento Remoto e representante da UFRGS no Conselho Consultivo do Parque Nacional da Lagoa do Peixe. Tem experiência na área de Oceanografia, com ênfase em Gerenciamento Costeiro. Atua fortemente em temas relacionados à aplicação de sistemas de informação geográfica (SIG) e sensoriamento remoto na gestão e planejamento ambiental, principalmente em zonas costeiras. Seus interesses de pesquisa incluem particularmente: avaliação de impactos das mudanças da cobertura e uso do solo sobre os processos ecológicos e riscos ambientais, modelagem espacial em SIG, novos métodos de detecção de mudança com base em sensoriamento remoto, e gestão baseada em ecossistema para o planejamento ambiental. Atualmente, faz parte da equipe de coordenação técnica do Zoneamento Ecológico-Econômico do Rio Grande do Sul (ZEE-RS), sob execução do consórcio Codex Remote / Acquaplan / GITEC Brasil / GITEC GmbH, através do projeto de extensão "Análise Integrada e Capacitação na Aquisição e Estruturação de Dados Geográficos&quot
Cláudio Wilson Mendes Júnior, Programa de Pós-graduação em Geociências, Departamento de Geodésia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Av. Bento Gonçalves, 9.500, CEP 91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
Professor adjunto do Departamento de Geodésia do Instituto de Geociências (IGEO) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), desde maio de 2014. Foi professor do Instituto de Oceanografia da Universidade Federal do Rio Grande (FURG), no período 2013-2014. Fez pós-doutorado em 2011-2013, vinculado ao Programa de Pós-graduação em Geografia da FURG. Doutor em Ciências pelo Programa de Pós-graduação em Geociências do IGEO-UFRGS (2011). Por essa universidade, foi titulado Bacharel em Geografia em 1997 e Mestre em Sensoriamento Remoto em 2002, no Centro Estadual de Pesquisas em Sensoriamento Remoto e Meteorologia (CEPSRM). Pesquisador do Laboratório de Modelagem Ricardo Ayup Zouain (LabModel) do IGEO-UFRGS. É também pesquisador associado ao Laboratório de Monitoramento da Criosfera (LaCrio/FURG), integrante do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) da Criosfera. Tem formação em Geociências, com ênfase em Geoprocessamento, atuando nas seguintes áreas: Cartografia, Sensoriamento Remoto, Sistemas de Informação Geográfica (SIG), Fotogrametria, Fotointerpretação, Topografia e Sistemas de Navegação Global por Satélites (GNSS).
Rodrigo Felipe Wiebbelling, Graduando do Curso de Ciências da Computação, Instituto de Informática, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Av. Bento Gonçalves, 9.500, CEP 91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
Graduando do Curso de Ciências da Computação
Gabriel Augusto Breda, Graduando do Curso de Geografia - Bacharelado, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Av. Bento Gonçalves, 9.500, CEP 91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
Graduando do Curso de Geografia

Referências

Chao, H.; cao, Y.; chen, Y. 2010. Autopilots for Small Unmanned Aerial Vehicles: A Survey. International Journal of Control, Automation, and Systems. 8(1):36-44. DOI 10.1007/s12555-010-0105-z.

Dagur, R.; singh, V.; grover, S.; sethi, N.; arora, B. B. 2018. Design of Flying Wing UAV and Effect of Winglets on its Performance. International Journal of Emerging Technology and Advanced Engineering. 8. 414-428.

Fpvflying. URL:. Acesso: 10.07.2018.

FPVmodel. URL:<https://www.fpvmodel.com>. Acesso: 09.07.2018.

Hamada, A.; sultan, A.; abdelrahman, M. 2018. Design, Build and Fly a Flying Wing. Athens Journal of Technology and Engineering. Vol. 5, Issue 3. 223-250.

Hobbyking. URL:<https://hobbyking.com>. Acesso: 17.07.2018.

Longhitano, G. A. 2010. VANTs para sensoriamento remoto: aplicabilidade na avaliação e monitoramento de impactos ambientais causados por acidentes com cargas perigosas. Dissertação de mestrado. Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. 148p.

Medeiros, A. F. 2007. Desenvolvimento de um veículo aéreo não tripulado para aplicação em agricultura de precisão. Dissertação de mestrado. Universidade Federal de Santa Maria. 122p.

Traub, L., W. 2016. Optimal Battery Weight Fraction for Maximum Aircraft Range and Endurance. Journal of Aircraft. 1-3. DOI 10.2514/1.C033416

Publicado
2020-02-02
Como Citar
Renner, L., Silva, T., Mendes Júnior, C. W., Wiebbelling, R. F., & Breda, G. A. (2020). Desenvolvimento e montagem de VANT de asa fixa de baixo custo para suprir a demanda de ensino e pesquisa nas áreas de Geociências. Terrae Didatica, 16, e020002. https://doi.org/10.20396/td.v16i0.8655049