Gemologia: a ciência de mil cores

Palavras-chave: Gemas, Mineral, Mineralogia, Geologia

Resumo

A Gemologia é a ciência que estuda os materiais gemológicos, os quais variam entre esmeralda, ametista, turmalina, diamante, topázio, entre muitos outros. O Brasil produz grande parte destas variedades e, paradoxalmente, a gemologia científica brasileira ainda é embrionária. Atualmente, a tecnologia aprimorou técnicas de produção e tratamento da maioria desses minerais e estas novas substâncias invadiram o mercado de forma vertiginosa. Diante de uma série de eventos alarmantes presenciados pela autora, surgiu a iniciativa da divulgação de conceitos introdutórios sobre a Gemologia. A falta de conhecimento por parte do admirador e de profissionais da área pode acarretar desapontamentos e até prejuízos para ambas as partes. O objetivo é educar e ensinar essa ciência de forma conscienciosa, através da experiência e conhecimentos simples, que poderão proporcionar maior autonomia para todos os públicos e apresentar, para aqueles incansáveis admiradores das coisas belas, o encantador universo das mil cores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cassandra Terra, Universidade Federal de Ouro Preto, Departamento de Geologia

Instituto de Geociências, Mineralogia e Petrologia

Referências

Barbosa C.T. 2009. A cor do citrino: efeito de irradiação e tratamento térmico. Rio Claro: Inst. Geoc. UNESP. 77p. (Trabalho conclusão curso).
CBJO - Confédération Internationale de la Bijouterie, Joaillerie, Orfèvrerie, des Diamants, Perles et Pierres. Blue Books. URL: https://www.cibjo.org/introduction-to-the-blue-books/>. Acesso 15.06.2018.
FTC - FEDERAL TRADE COMMISSION. 2018. Guides for the Jewelry, Precious Metals, and Pewter Industries. URL: https://www.ftc.gov/public-statements/2018/07/statement-basis-purpose-final-revisions-jewelry-guides. Acesso 24.07.2018.
Gavrilenko, E. Gems inclusions. URL: . Acesso: 07.02.2020.
Grew E. S., Locock A. J., Mills S. J., Galuskina I. O., Galuskin E. V., Halenius U. 2013. Nomenclature of the garnet supergroup. American Mineralogist, 98: 785–811.
Henn U., Schultz-Güttler R. 2012. Review of some current coloured quartz varieties. The Journal of Gemmology, 33, (1-4): 29-43.
Henry D. J., Novák M., Hawthorne F. C., Ertl A., Dutrow B. L., Uher P., Pezzotta F. 2011. Nomenclature of the tourmaline-supergroup minerals. American Mineralogist, 96: 895–913.
IMA - International Mineralogical Association. List of Minerals - September 2019. URL: https://www.ima-mineralogy.org/Minlist.htm. Acesso 05.11.2019.
Klein C., Dutrow B. 2012. Manual of mineral science. 23. ed. John Wiley & Sons. 716p.
Nesse W. D. 2000. Introduction to mineralogy. Oxford University Press. New York. 451p.
Pasero M., Kampf A. R., Ferraris C., Pekov I. V., Rakovan J., White T. J. 2010. Nomenclature of the apatite supergroup minerals. European Journal of Mineralogy, 22: 163–179.
Schultz-Güttler R., Brusa L. 2006. As cores nas gemas. Diamond News, 6(24): 6-8.
Schumann W. 2013. Gemstones of the world. 5. ed. New York: Sterling. 418p.
Terra C.B. 2012. A origem do quartzo “green gold”: tratamento e ambiente geológico. São Paulo: Inst. Geoc. Universidade de São Paulo, USP. 132p. (Dissert. Mestrado)
Terra C.B., Schultz-Güttler R. 2017. As variações de cores do quartzo green gold. In. Anais do I Simpósio Nacional de Ourivesaria e Design de Joias e IV Seminário de Gemologia, Belo Horizonte, 157-172.
Publicado
2020-05-08
Como Citar
Terra, C. (2020). Gemologia: a ciência de mil cores. Terrae Didatica, 16, e020016. https://doi.org/10.20396/td.v16i0.8658362
Seção
Revisão