Tecnologia Social e Meio Ambiente

análise de abordagem macroteórica e das dimensões de sustentabilidade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/td.v17i00.8661878

Palavras-chave:

Tecnologia, Preservação ambiental, Abordagem sistêmica, Sustentabilidade

Resumo

Os problemas ambientais se articulam com questões econômicas, culturais, sociais e políticas. A Tecnologia Social (TS) incorpora elementos culturais e tenta equilibrar a geração de renda e emprego à preservação ambiental e justiça social. O presente estudo teve como objetivo identificar (i) quais macroteorias têm sido utilizadas em pesquisas sobre TS com questões ambientais e (ii) uma análise a partir da matriz dupla para sustentabilidades. Foi realizado um levantamento de dissertações e teses no período de 2000 a 2019. Foram identificados12 trabalhos. Os resultados indicam que o marxismo foi a macroteoria mais usada. Observou-se ainda, que as TS possuem sustentabilidade econômica, cultural, ambiental e política por atenderem a questões de renda, alimentação, água, preservação ambiental e cultural. Assim, infere-se que as TS, a partir da avaliação da matriz de dupla entrada, podem responder às questões essenciais ao desenvolvimento humano aliado à preservação ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Luís Matos dos Santos, Universidade Salgado de Oliveira

Graduando em Ciências Biológicas pela Universidade Salgado de Oliveira. Participante do Laboratório de Divulgação Científica e Ensino de Ciências do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca - CEFET-RJ.

Marcelo Borges Rocha, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca

Doutor em Ciências Biológicas (Zoologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professor pesquisador no Programa de Pós Graduação em Ciência, Tecnologia e Educação do Universidad Salgado de Oliveira (CEFET/RJ) e líder do grupo de pesquisa LABDEC/CEFET-RJ.

Referências

Alves, E. C. (2019). Tecnologia social na escola: alimentação saudável e uso do fogão solar. São Cristóvão, SE, Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática), Universidade Federal de Sergipe. 78p.

Batista, M. H. M. (2018). O impacto da tecnologia social no consumo de famílias do semiárido. Recife, PE, Dissertação (Mestrado em Consumo, Cotidiano e Desenvolvimento Social), Departamento de Ciências Domésticas, Universidade Federal Rural de Pernambuco. 83p.

Coelho, A. L. P. (2011). Tecnologia social e extensão universitária: análise da organização do trabalho da ARPA em Manaus. Manaus, Dissertação (Mestrado em Serviço Social e Sustentabilidade na Amazônia), Instituto de Ciências Humanas e Letras, Universidade Federal do Amazonas. 198f.

Dagnino, R. P. (2008). Um debate sobre a Tecnociência: neutralidade da ciência e determinismo tecnológico. Unicamp: Campinas.

Dagnino, R. P. (Org.). (2010). Tecnologia social: ferramenta para construir outra sociedade. 2 ed. Campinas, SP: Komedi.

Dagnino, R. P. (2014). Tecnologia Social: contribuições conceituais e metodológicas. Campina Grande: EDUEPB.

Dias, G. F. (2004). Educação Ambiental: princípios e práticas. 9 ed. São Paulo: Gaia.

Esteves, A. M. (2017). Permacultura e Educação Ambiental: uma experiência em uma Escola Rural do Distrito Federal. Planaltina, DF, Dissertação (Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural), Faculdade UnB de Planaltina, Universidade de Brasília. 98f.

Feenberg, A. (2009). Cinco paradoxos da tecnologia e da política de desenvolvimento. In: Otterloo, A., Albuquerque, L. C., Thomas, H. E., Dowbor, L., Franco, D., Feemberg, A., Bocayuva, P. C. C. Tecnologias Sociais: Caminhos para a sustentabilidade. Brasília, DF: Rede de Tecnologia social.

Fernandes Neto, J. A. S. (2010). Modelo Urubici de governança: uma tecnologia social a serviço do desenvolvimento sustentável local. Florianópolis, SC, Tese (Doutorado em Engenharia Ambiental), Centro Tecnológico, Universidade Federal de Santa Catarina. 235f.

Franzoni, G. B. (2015). Inovação Social e Tecnologia Social: o caso da cadeia curta de agricultores familiares e a alimentação escolar em Porto Alegre, RS. Porto Alegre, RS, Dissertação (Mestrado em Administração), Escola de Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 146f.

Gil, A. C. (1999). Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas.

Guzmán Muñoz, C. M. (2015). Impactos socioeconômicos e ambientais da tecnologia social de produção agroecológica integrada e sustentável (PAIS) em unidades familiares no Distrito Federal. Brasília, DF, Dissertação (Mestrado em Agronegócios), Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Universidade de Brasília, 139 f.

Jesus, V. M. B., Costa, A. B. (2013). Tecnologia social: breve referencial teórico e experiências ilustrativas. In Costa, A. B., Bagattolli, C., Abreu, K. D. R., Ribeiro, M. M., Serafim, M. P., Dias, R. B., Dagnino, R. P. et al. (2013). Tecnologia Social e Políticas Públicas. São Paulo: Instituto Pólis, Brasília: Fundação Banco do Brasil.

Lakatos, E. M., & Marconi, M. A. (2003). Fundamentos de metodologia científica. 5 ed. São Paulo: Atlas.

Macêdo, J. L. (2014). Tecnologia social e desenvolvimento sustentável: o contexto de artesãos organizados em associações na região do Cariri. Fortaleza, CE, Dissertação (Mestrado em Administração e Controladoria), Departamento de Administração, Universidade Federal do Ceará. 211f.

Mello, M. A. A. V. (2009). Tecnologia Social e Desenvolvimento Local: estratégias de implementação do gerenciamento integrado de resíduos sólidos em Pernambuco. Recife, PE, Dissertação (Mestrado em Extensão Rural e Desenvolvimento Rural), Departamento de Educação, Universidade Federal Rural de Pernambuco. 126f.

Minayo, M. C. S. (2015). O desafio da pesquisa social. In: Minayo, M. C. S. (Org.), Deslandes, S. F., Gomes, R. (2015). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 34 ed. Petrópolis, RJ: Vozes.

Novaes, H. T., & Dias, R. B. (2010). Construção do marco analítico-conceitual da tecnologia social. In: Dagnino, R. Dias, R.B., Novaes, H.T., Thomas, H., Fressoli, M. Fonseca, R., Serafim, M. et al. (2010). Tecnologia social: ferramenta para construir outra sociedade. 2 ed. Campinas, SP: Komedi.

Philippi Jr. A. & Malheiros, T. F. (2014). Saúde Ambiental. In: Philippi Jr, A., Pelicioni, M. C. F, Souza, A.M.M., Pilon, A. F., Cuenca, A. M. B., Gil, A. C., Brunacci, A. et al. (2014). Educação Ambiental e Sustentabilidade. 2 ed. Barueri, SP: Manole.

Ramos, P. R. O. (2018). Montagem da paisagem do conhecimento: uma tecnologia social apropriada para as comunidades ribeirinhas amazônicas. Manaus, AM, Dissertação (Mestrado em Psicologia: Processos Psicossociais), Faculdade de Psicologia, Universidade Federal do Amazonas, 138f.

Ribeiro, D. C. (2013). Proposta de tecnologia social para redução do risco de eutrofização em açudes no semiárido. Fortaleza, CE, Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente), Departamento de Economia Agrícola, Universidade Federal do Ceará, 122f.

Sousa, M. U. (2018). Gestão de resíduos sólidos sob a ótica da Tecnologia Social: uma experiência em Campina Grande, PB. Campina Grande, PB, Dissertação (Mestrado em Ciências e Tecnologia Ambiental), Centro de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual da Paraíba, 197f.

Thomas, H. E. (2009). Tecnologias para inclusão social e políticas públicas na América Latina. In: Otterloo, A. [et.al.] Tecnologias Sociais: Caminhos para a sustentabilidade. Brasília/DF: Rede de Tecnologia social.

Triviños, A. N. S. (1987). Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas.

Varanda, A. P. M., & Bocayuva, P. C. C. (2009). Tecnologia Social, Autogestão e Economia Solidária. Rio de Janeiro: Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional, UFRJ.

Downloads

Publicado

2021-02-22

Como Citar

SANTOS, A. L. M. dos; ROCHA, M. B. Tecnologia Social e Meio Ambiente: análise de abordagem macroteórica e das dimensões de sustentabilidade. Terrae Didatica, Campinas, SP, v. 17, n. 00, p. e021007, 2021. DOI: 10.20396/td.v17i00.8661878. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8661878. Acesso em: 23 out. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)