Banner Portal
Diretrizes para o mapeamento geológico em disciplinas de graduação
PDF

Palavras-chave

Mapa geológico
Técnicas de mapeamento
Perfil geológico
Caminhamento de campo

Como Citar

HARTWIG, Marcos Eduardo; TONETE, Renan; SIMPLÍCIO, Fábio; RIBEIRO, José Carlos; MOREIRA, César Augusto; GROHMANN, Carlos Henrique. Diretrizes para o mapeamento geológico em disciplinas de graduação. Terrae Didatica, Campinas, SP, v. 19, n. 00, p. e023012, 2023. DOI: 10.20396/td.v19i00.8672766. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8672766. Acesso em: 21 abr. 2024.

Resumo

Introdução e Objetivo. O objetivo deste artigo é compilar os principais conhecimentos teóricos relacionados a disciplina ou atividades de mapeamento geológico, que exigem que os estudantes desenvolvam habilidades para integrar informações de diversas outras áreas do saber, bem como lidar com escalas de espaço e de tempo muito variadas. Metodologia. Uma vez que o referencial teórico se encontra fragmentado na literatura, este artigo pretende suprir esta lacuna. Resultados. São descritos a abordagem clássica de mapeamento geológico, conceitos de escala de mapeamento, aspectos de segurança em campo, algumas ferramentas tecnológicas atualmente disponíveis e orientações sobre a elaboração de relatório geológico, seguido de um estudo de caso em uma área didática em que ocorrem rochas metassedimentares com estratos inclinados. Conclusão. Espera-se que as informações apresentadas possam auxiliar professores e estudantes de graduação em Geologia envolvidos nesta disciplina/atividade.

https://doi.org/10.20396/td.v19i00.8672766
PDF

Referências

Airbus Defense and Space. (2019). WorldDEM™. Technical Product Specification. URL: https://bit.ly/3uiuEYl. Acesso 12.05.2023.

Andrade, W. S., & Carneiro, C. D. R. (2019). Ilustrar ou induzir? eis a questão...Os trabalhos de campo e seus papéis didáticos. Terræ Didatica, 15(Publ. Contínua), 1-8, e019050. doi: 10.20396/td.v15i0.8657610

Arcanjo, J.B.A. (2011). Fotogeologia: conceitos, métodos e aplicações. Salvador: CPRM.

Banco de Dados Geográficos do Exército – BDGEX. Banco de Dados Geográficos do Exército. URL: https://bdgex.eb.mil.br/bdgexapp. Acesso 12.05.2023.

Branner, J.C. (1919). Outlines of the geology of Brazil to accompany the geologic map of Brazil. GSA Bulletin, 30(1), 189–338. doi: 10.1130/GSAB-30-189

Compton, R.R. (1985). Geology in the Field. Chicago, IL: John Wiley and Sons.

Duque, T. (2020, 28 de Abril). Mapeamento digital: tecnologias para trabalho de campo. [Video]. YouTube. https://www.youtube.com/watch?v=y0hzs78as-c

Fanelli, M. G., Hartwig, M. E., & Melo, M. G. (2021). Geologia e modelagem geológica 3D da borda ocidental do Maciço Alcalino de Poços de Caldas. In: Barbosa et al. (Eds.). 50 Congresso Brasileiro de Geologia: Vol. 2 (pp. 851). UNB/SBG. https://50cbg.com/wp-content/uploads/2021/07/50%C2%BACBG_Anais-Volume-2.pdf

Feuchard, L. D., & Hartwig, M. E. (2019). Modelagem geológica 3D a partir de dados geológicos de campo utilizando o software LeapfrogGEO: experiências adquiridas na região de Itaoca, ES. In: Souza et al. (Eds.) 16º Simpósio de Geologia do Sudeste: Vol.1 (pp. 125). Unicamp/SBG. http://sbgeo.org.br/assets/admin/imgCk/files/Anais/ANAIS_RESUMOS_GEOSUDESTE_2019_SBG.pdf.

Fossen, H. (2019). Writing papers with an emphasis on structural geology and tectonics: advices and warnings. Brazilian Journal of Geology, 49(4), e20190109. doi: 10.1590/2317-4889201920190109

Gill, C. E., & Lynn, G. J. (2015). Keeping safe in the field: what, how and why? Geological Society London, Special Publications, 436(1), 9-20. doi: 10.1144/sp436.1

Hartwig, M.E., & Ribeiro, L.P. (2021) Gully evolution assessment from structure-from-motion, southeastern Brazil. Environ. Earth Sci., 80, 548. doi: 10.1007/s12665-021-09831-z

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2023, 12 de maio). Folhas Topográficas. https://www.ibge.gov.br/geociencias/cartas-e-mapas/folhas-topograficas/15809-folhas-da-carta-do-brasil.html?=&t=downloads

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) (2023, 12 de maio). Catálogo de Imagens. http://www.dgi.inpe.br/CDSR/

Johnson, C., Affolter, M. D., Inkenbrandt, P., & Mosher, C. (2017). An introduction to geology. Chapter 7, Geologic Time. Salt Lake Community College. URL: https://opengeology.org/textbook/. Acesso 12.05.2023.

Kostov, I. (1961). The genesis of kyanite in quartz veins. International Geology Reviews, 3(8), 645-651. doi: 10.1080/00206816109473627

Lisle, R.J., Brabham, P., & Barnes, J. (2014). Mapeamento Geológico Básico: Guia Geológico de Campo. 5 ed. Trad. Sirtori, K., Amon, T., Menegat, R. Porto Alegre: Bookman.

Loczy, L., & Ladeira, E. A. (1976). Geologia estrutural e introdução à geotectônica. São Paulo: Blücher-CNPq.

Maltman, A. (1990). Geological maps: an introduction. Buckingham, UK: Open University Press.

McClay, K. (1987). The mapping of geological structures. Geological Society of London handbook. West Sussex, UK: John Wiley & Sons.

Marjoribanks, R. W. (1997). Geological methods in mineral exploration and mining (1st ed.). London: Chapman & Hall.

Medeiros, V.C., & Rosa-Costa, L.T. (2020). Guia de Procedimentos Técnicos (Vol. 1). Cartografia Geológica. Brasília: CPRM.

Moseley, F. (1981). Methods in field geology. New York: W. H. Freeman & Co Ltd.

Nadalin, R. J. (Ed.) (2016). Tópicos especiais em cartografia geológica. 2 ed. Curitiba: Ed. UFPR.

Nepomuceno, R., A., Silva, D. R., Pires, G. L. C., Trouw, R. A. J., Araújo, M. C. N., & Mafia, M. (2021). Meso to Neoproterozoic polyphase rifting and tectonic inversion: The example of the São João del Rei region at the southern border of the São Francisco Craton, Brazil. Journal of South American Earth Sciences, 109(103294). doi: 10.1016/j.jsames.2021.103294.

Nummer, A. R., Souza, L. B. De, Marujo, M. P., Almeida, S., Silva, F. J. Da, & Reis, R. S. Dos. (2015). Georientação: uma proposta de disciplina esportiva e de introdução ao mapeamento geológico. Terræ Didatica, 7(2), 93-103. doi: 10.20396/td.v7i2.8637432.

Passchier, C. W., Myers, J. S., & Kröner, A. (1993). Geologia de campo de terrenos gnáissicos de alto grau. (M, Figueiredo, Trad.). São Paulo: Ed. USP.

Quaglio, F., Grohmann, C., & Fairchild, T. (2015). Como fazer relatórios em geociências. Terræ Didatica, 10(2), 105-120. doi: 10.20396/td.v10i2.8637369.

Ribeiro, A., Teixeira, W., Dussin, I. A., Ávila, C. A., & Nascimento, D. (2013). U-Pb LA-ICP-MS detrital zircon ages of the São João del Rei and Carandaí basins: new evidence of intermittent Proterozoic rifting in the São Francisco paleocontinent. Gondwana Research, 24(2), 713-726. doi: https://doi.org/10.1016/j.gr.2012.12.016

Ribeiro, A., Trouw, R. A. J., Andreis, R. R., Paciullo, F. V. P., & Valença, J. G. (1995). Evolução das bacias proterozóicas e o termo-tectonismo brasiliano na margem sul do cráton do São Francisco. Revista Brasileira de Geociências, 25(4), 235-248.

Rodrígues, M. P., Yélamos, J. G., & Robles, J. G. (2004). Geología Práctica: introducción al reconocimiento de materiales y análisis de mapas. Madrid: Prentice Hall.

Santos, M. C. S. R. (1990). Manual de fundamentos cartográficos e diretrizes gerais para elaboração de mapas geológicos, geomorfológicos e geotécnicos. São Paulo: IPT. (Publ. 1773).

Serviço Geológico do Brasil - CPRM (2023, 12 de maio). Nossos Endereços. https://www.cprm.gov.br/publique/Sobre/Nossos-Enderecos-23

Soares P. C., & Fiori A. P. (1976). Lógica e Sistemática na Análise e Interpretação de Fotografias Aéreas em Geologia. Notícia Geomorfológica, 16(32), 71-104.

Sturkell, E., Jakobsson, M., & Gyllencreutz, R. (2008). How True are Geological Maps? An Exercise in Geological Mapping, Journal of Geoscience Education, 56(4), 297-301. doi: 10.5408/1089-9995-56.4.297.

Tucker, M. E. (2014). Rochas Sedimentares: guia geológico de campo (4ª Ed.). (R. Menegat, Trad.). Porto Alegre: Bookman.

Ulbrich, H. H. G. J., Vlach, S.R.F., & Janasi, V.A. (2001). O mapeamento faciológico em rochas ígneas plutônicas. Revista Brasileira de Geociências, 31(2), 163-172.

Winchester, S. (2004). O mapa que mudou o mundo. Trad. Suyan M. Orsbon. Rio de Janeiro: Editora Nacional.

Vergara, M. L. L. (1978). Manual de fotogeología (2.ed.). Madrid: Junta de Energia Nuclear.

Viana, C. D. (2021). Fotogrametria digital multi-escala para aquisição de dados estruturais São Paulo, Universidade de São Paulo. (Tese Dout.).

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Terrae Didatica

Downloads

Não há dados estatísticos.