Banner Portal
As traduções de bates: dois naturalistas no rio Amazonas
Remoto

Palavras-chave

Relatos de viagem. História da tradução no Brasil. Coleção brasiliana. Coleção reconquista do Brasil. Ética da igualdade. Ética da diferença. Identidade

Como Citar

RODRIGUES, C. C. As traduções de bates: dois naturalistas no rio Amazonas. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, SP, v. 50, n. 2, p. 281–300, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/tla/article/view/8645311. Acesso em: 5 dez. 2023.

Resumo

Neste trabalho analisam-se duas traduções do relato da viagem do naturalista Henry Walter Bates pela Amazônia, uma publicada em 1944 na Coleção Brasiliana feita pelo naturalista Candido de Mello-Leitão, outra editada em 1979 na Coleção Reconquista do Brasil, assinada por Regina Regis Junqueira. O objetivo do artigo é problematizar a demarcação de limites nítidos entre uma ética da diferença e uma ética da igualdade, pois, em ambos os textos, tanto ocorre um movimento no sentido de preservar a alteridade do texto e do autor, quanto no de domesticar o texto. A análise busca também evidenciar que cada tradução, realizada a partir de diferentes projetos editoriais e tradutórios, acaba por suscitar diferentes imagens do naturalista e dos lugares por ele visitados

ABSTRACT

Two translations of the travel writing by the naturalist Henry Walter Bates in the Amazon are analyzed in this work: one published in 1944 in the Brasiliana Collection by the naturalist Candido de Mello-Leitão, and another edited in 1979 in the Reconquista do Brasil Collection, signed by Regina Regis Junqueira. The purpose of this study is to examine the delimitation of clear boundaries between an ethics of difference and an ethics of equality, since the two texts present a movement that both preserves the otherness of the text and the author and domesticates the text. The analysis also aims to evidence that each translation, carried out from different editorial and translational projects, ultimately projects different images of naturalist and the places visited by him.

Keywords: travel writing, translation history in Brazil, brasiliana collection, reconquista do Brasil collection, ethics of equality, ethics of difference, identity

Remoto

Referências

BATES, Henry Walter. (1863) The Naturalist on the River Amazons: a record of adventures, habits of animals, sketches of Brazilian and Indian life, and aspects of nature under the equator during eleven years of travel. London: John Murray. Disponível em: http://books.google.com.br/books?id=k2Dr_-zbu00C&printsec=frontcover&dq= the+naturalist+on++the+river+amazons&hl=pt-BR&ei=QX1JTviEDpStgQey waHXBQ&sa=X&oi=book_result&ct=result&resnum=2&ved=0CC4Q6AEwAQ #v=onepage&q&f=false. Acesso em: 25 abr. 2011.

_____. (1864) 2nd ed. London: John Murray. Disponível em: http://books.google.com/bo oks?id=EwEMAAAAMAAJ&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_ge_su mmary_r&cad=0#v=onepage&q&f=false. Acesso em: 25 abr. 2011.

_____. (2000) The Project Gutenberg Etext. Disponível em: http://www.gutenberg.org/ ebooks/2440. Acesso em: 25 abr. 2011.

_____. (1944) O naturalista no Rio Amazonas. Tradução de Candido de Mello-Leitão. São Paulo: Companhia Editora Nacional. 2 v. (Coleção Brasiliana).

_____. (1979) Um naturalista no Rio Amazonas. Tradução de Regina Regis Junqueira. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: EDUSP. (Coleção Reconquista do Brasil).

CARDOZO, Mauricio Mendonça. (2008) Tradução, apropriação e o desafio ético da relação. In: OLIVEIRA, Maria Clara Castellões de; LAGE, Verônica Lucy Coutinho (Org.). Literatura, crítica, cultura. Juiz de Fora: Editora da UFJF. p. 179-190. v. 1.

DARWIN, Charles. (1944) Comentário de Carlos Darwin. In: BATES, Henry Walter.

O naturalista no Rio Amazonas. Tradução de Candido de Mello-Leitão. São Paulo: Companhia Editora Nacional. p. 18-24.

DICIONÁRIO Eletrônico Houaiss da língua portuguesa 3.0. (2009) Rio de Janeiro: Objetiva.

FRANCO, José Luiz de Andrade; DRUMMOND, José Augusto. (2007) Cândido de Mello Leitão: as ciências biológicas e a valorização da natureza e da diversidade da vida. História, Ciências, Saúde-Manguinhos, v. 14, n. 4, Rio de Janeiro, out./ dez. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid =S0104-59702007000400009. Acesso em: 19 maio 2011.

HALLEWELL, Lawrence. (2005) O livro no Brasil: sua história. Tradução Maria da Penha Villalobos, Lólio Lourenço de Oliveira e Geraldo Gerson de Souza. 2 ed. rev. e ampl. São Paulo: Ed. da USP.

MELLO-LEITÃO, Candido de. (1944) Prefácio. In: BATES, Henry Walter. O naturalista no Rio Amazonas. Tradução de Candido de Mello-Leitão. São Paulo: Companhia Editora Nacional. p. 5-10.

MERRIAM Webster Dictionary. Disponível em: http://www.merriam-webster.com/ dictionary/. Acesso em: 28 abr. 2011.

OLIVEIRA, Maria Clara Castellões de. (2008) In: ______; LAGE, Verônica Lucy Coutinho (Org.). Literatura, crítica, cultura. Juiz de Fora: Editora da UFJF. p. 191-201. v. 1.

RODRIGUES, Cristina Carneiro. (2008) Traduções da Coleção Brasiliana: fontes primárias.

Tradução em Revista, v.5, p.1-17.

SIGRIST, Tomas. (2009) Guia de campo Avis Brasilis: avifauna brasileira. São Paulo: Avis brasilis.

STERRY, Paul (Ed.). (2009) The complete guide to birds of Britain and Europe. Basingstoke: AA Publishing.

VENUTI, Lawrence. The translator’s invisibility: a history of translation. London: Routledge, 1995.

WALLACE, Alfred Russel. (1939) Viagens pelo Amazonas e rio Negro. Tradução de Orlando Torres, prefácio e notas de Basílio de Magalhães. São Paulo: Companhia Editora Nacional. (Coleção Brasiliana).

O periódico Trabalhos em Linguística Aplicada utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto, em que:

  • A publicação se reserva o direito de efetuar, nos originais, alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores;
  • Os originais não serão devolvidos aos autores;
  • Os autores mantêm os direitos totais sobre seus trabalhos publicados na Trabalhos de Linguística Aplicada, ficando sua reimpressão total ou parcial, depósito ou republicação sujeita à indicação de primeira publicação na revista, por meio da licença CC-BY;
  • Deve ser consignada a fonte de publicação original;
  • As opiniões emitidas pelos autores dos artigos são de sua exclusiva responsabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.