Discursos sobre a leitura na contemporaneidade: entre o texto-papel e o texto-tela

Autores

  • Fernanda Correa Silveira Galli Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

Discurso. Leitura. (Hiper)texto

Resumo

Ancorada na perspectiva teórica da Análise do Discurso, na interface com a Filosofia e as Ciências Sociais, meu propósito, neste artigo, é pensar a circulação dos discursos sobre a leitura na internet. O corpus analisado se constitui de alguns excertos de relatos escritos por alunos de três cursos de graduação do Ensino Superior (Ciências Biológicas, Matemática, Pedagogia), os quais colocam em evidência a produção de discursividades sobre a leitura do texto-papel para o texto-tela, bem como a relação do sujeito-aluno-leitor com as “novas” tecnologias digitais no mundo contemporâneo e globalizado.

Abstract

Anchored in the theoretical perspective of Discourse Analysis at the interface with the Philosophy and Social Sciences, my purpose in this paper is to focus on discourses about reading on the internet. The corpus is composed of excerpts of stories written by students of three undergraduate courses (Biological Sciences, Mathematics, Education), which emphasize the production of discourses about reading the text-paper to text-screen as well as the relation of subject-student-reader with the “new” digital technologies in contemporary globalized world.

Keywords: discourse; reading; (hyper)text

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Correa Silveira Galli, Universidade de São Paulo

Graduada em Letras pela UNESP/Assis (1997), mestre em Letras - Filologia e Linguística Portuguesa pela UNESP/Assis (2002), doutora em Linguística Aplicada pelo IEL/UNICAMP (2008) com estágio-sanduíche na FPCE (Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação) da Universidade de Lisboa (2007) e pós-doutora em Ciência da Informação e Comunicação pela FFCLRP/USP (2012). Atualmente, é pesquisadora e professora no Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos do IBILCE/UNESP e bolsista PNPD/CAPES.

Referências

AMARANTE, M. de F. S. (2005) Discurso Pedagógico em um Contexto de Ensino/Aprendizagem de Inglês a Distância: Condições de Produção e Materialidade Lingüística. Letras: Revista da Faculdade de Letras. PUC-Campinas, SP: Centro de Linguagem e Comunicação. Volume 241, número 1, p.9-27.

_____. (2008) Transposição didática e leitura interpretativa no ciberespaço: uma nova ordem do discurso pedagógico?. (no prelo).

AUGÉ, M. (1994) Não-lugares: introdução a uma antropologia da supermodernidade. Trad. Maria L.

Pereira. Campinas: Papirus.

BAUMAN, Z. (1999) Globalização: as consequências humanas. Trad. Marcos Penchel. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

BRUNO, F. (2006). Dispositivos de vigilância no ciberespaço: duplos digitais e identidades simuladas.

Revista Fronteiras – Estudos Midiáticos, São Leopoldo/RS, v. VIII, p.152-159.

CORACINI, M. J. (2003) A escamoteação da heterogeneidade. In: CORACINI, M. J. & BERTOLDO, E. S. (orgs.). O desejo da teoria e a contingência da prática: discursos sobre/na sala de aula (língua materna e língua estrangeira). Campinas: Mercado de Letras. p.251-268.

DERRIDA, J. (2001). Papel-máquina. Trad. Evandro Nascimento. São Paulo: Estação Liberdade, 2004.

DELEUZE, G. (1968) Diferença e repetição. Trad. Luiz Orlandi, Roberto Machado. 2 ed. Rio de Janeiro: Graal, 2006.

_____. (1990) Conversações. Trad. Peter P. Pelbart. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1992.

_____. (1996) O mistério de Ariana. Trad. Edmundo Cordeiro. 2 ed. Lisboa: Veja Passagens, 2005.

FOUCAULT, M. (1971) A ordem do discurso. Trad. Laura Fraga de Almeida Sampaio. 9 ed. São Paulo: Edições Loyola, 2003.

_____. (1979) Microfísica do poder. 20 ed. Rio de Janeiro: Edições Graal, 2004.

_____. (1984) A ética do cuidado de si como prática da liberdade. In: Ética, sexualidade, política. Ditos e escritos V. Trad. Elisa Monteiro e Inês A. D. Barbosa. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004. p.264-287.

GREGOLIN, M. R. (2003) O acontecimento discursivo na mídia: metáfora de uma breve história do tempo. In: GREGOLIN, M. R. (org.). Discurso e mídia: a cultura do espetáculo. São Carlos: Claraluz. p.95-110.

HOUAISS, A.; VILLAR, M. S. (2001) Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva.

LEMOS, A. (2004) Cibercultura: tecnologia e vida social na cultura contemporânea. Porto Alegre, RS: Sulina.

LÉVY, P. (1996) O que é o virtual?. Trad. Paulo Neves. 3 ed. São Paulo: Ed. 34.

_____. (2004) Uma perspectiva vitalista sobre a cibercultura. In: LEMOS, A. Cibercultura: tecnologia e vida social na cultura contemporânea. Porto Alegre, RS: Sulina, 2004. p.11-13.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA (MEC). Programa Nacional de Informática na Educação (PROINFO). Disponível em: <http://www.proinfo.mec.gov.br/> PÊCHEUX, M. (1975). Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Campinas: Ed. da UNICAMP, 1997.

ROMÃO, L. M. S.; BENDETTI, C. R. (2008) A navegação do sujeito no discurso jornalístico impresso e eletrônico. In: Verso & Reverso, v. 49, p.1-12.

SILVA, J. M. (2005) Apresentação - Vazio e comunicação na era “pós-tudo”. In: LIPOVETSKY, G.

A era do vazio: ensaios sobre o individualismo contemporâneo. Trad. Therezinha Monteiro Deutsch. Barueri, SP: Manole. p.ix-xiv.

SOARES, D. (1997) A globalização numa perspectiva sociocibernética. In: Revista Contracampo - n.1.

Disponível em: <http://www.compuland.com.br/delfim/cc2.htm>. Acesso em 03 abr. 2007.

TRIVINHO, E. R. (2004) Comunicação, glocal e cibercultura: bunkerização da existência no imaginário mediático contemporâneo. In: XIII Encontro Nacional da COMPÓS. Disponível em: <http://www.comunica.unisinos.br/tics/textos/2004/2004_et.pdf>. Acesso em 21 jul.2008.

WERTHEIM, M. Uma história do espaço: de Dante à internet. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

Downloads

Publicado

2016-04-29

Como Citar

GALLI, F. C. S. Discursos sobre a leitura na contemporaneidade: entre o texto-papel e o texto-tela. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, SP, v. 51, n. 1, p. 175–192, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/tla/article/view/8645417. Acesso em: 27 jan. 2021.

Edição

Seção

Artigos