Trapacear a linguística aplicada com Pennycook e Makoni

transglobalizando norte e sul

Autores

Palavras-chave:

Linguística aplicada - Resenha, Pennycook e Makoni - Resenha

Resumo

Era uma noite fria de Curitiba em meados de outubro de 2019 quando um dos autores presentes entrou em uma sala de reunião para professores da nossa universidade e encontrou um colega que parecia estar irritado por algum motivo. Logo depois que eles começaram uma conversa, ela (a colega) revelou que o que a estava incomodando era o fato de que ela tinha acabado de descobrir sobre um novo livro intitulado Inovações e Desafios em Linguística Aplicada do Sul Global, que havia sido escrito por dois estudiosos do Norte Global - Alastair Pennycook e Sinfree Makoni.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clarissa Menezes Jordao, Universidade Federal do Paraná

Doutora em Letras - Língua Inglesa e Literaturas Inglesa e Norte-Americana pela USP. Professora de Língua Inglesa e Lingüística Aplicada na Universidade Federal do Paraná, onde coordena o Grupo de Pesquisa Identidade e Leitura da UFPR.

Eduardo Henrique Diniz de Figueiredo, Universidade Federal do Paraná

É professor de inglês na Universidade Federal do Paraná. Sua pesquisa se concentra no inglês como língua internacional, linguística aplicada crítica e ensino de idiomas.

Juliana Zeggio Martinez, Universidade Federal do Paraná

É professor de inglês em tempo integral com cargo de titular na Universidade Federal do Paraná, em Curitiba. É doutora em Linguística Aplicada pela Universidade de São Paulo com estágio de doutorado feito na Universidade da Colúmbia Britânica, em Vancouver, Canadá.

Referências

DELEUZE, Giles, and Félix Guattari. (2004). A Thousand Plateaus: Capitalism and Schizophrenia. London: Continuum, 2004.

DINIZ DE FIGUEIREDO, E. H.; MARTINEZ, J. (2019). The locus of enunciation as a way to confront epistemological racism and decolonize scholarly knowledge. Applied Linguistics, Advance article, p. 1-6.

DOUGLAS FIR GROUP. (2016). A transdisciplinary framework for SLA in a multilingual world. Modern Language Journal, v. 100, p. 19-47.

GROSFOGUEL, R. (2007). The epistemic decolonial turn: Beyond political-economy paradigms. Cultural Studies, v. 21, n0 2-3, p. 211-223.

KUMARAVADIVELU, B. (2006). Understanding language teaching: from method to postmethod. Mahwah, NJ: Lawrence Erlbaum Associates.

MAKONI, S; PENNYCOOK, A. (2006). Disinventing and Reconstituting Languages. Clevedon: Buffalo.

MENEZES DE SOUZA, L. M. (2019). Glocal languages, coloniality and globalization from below. In: GUILHERME, M.; MENEZES DE SOUZA, L. M. (Eds.). Glocal languages and critical intercultural awareness: The south answers back. New York: Routledge, p. 17-41.

MOITA LOPES, L. P. (2006). (Org.). Por uma linguística aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola Editorial.

PENNYCOOK, A. (2018). Posthumanist Applied Linguistics. London: Routledge, 2018.

SOUSA SANTOS, B. (2018). The end of the cognitive empire: the coming of age of epistemologies of the south. Durham, NC: Duke University Press.

Downloads

Publicado

2020-06-08

Como Citar

JORDAO, C. M.; FIGUEIREDO, E. H. D. de; MARTINEZ, J. Z. Trapacear a linguística aplicada com Pennycook e Makoni: transglobalizando norte e sul. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, SP, v. 59, n. 1, p. 834–843, 2020. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/tla/article/view/8658147. Acesso em: 3 out. 2022.

Edição

Seção

Resenhas