Um pouco da Teoria das Situações Didáticas (TSD) de Guy Brousseau

  • Paulo Jorge Magalhães Teixeira Universidade Federal Fluminense
  • Claudio Cesar Manso Passos Universidade Veiga de Almeida
Palavras-chave: Conhecimento. Saber. Situações didáticas. Situação adidática. Engenharia didática.

Resumo

Este trabalho é um recorte parcial da Teoria das Situações Didáticas, de Guy Brousseau, e apresenta caracterizações acerca da utilização dessa teoria, quando sequências didáticas são preparadas para permitir a autonomia do educando na construção de seus saberes. Ela proporciona condições favoráveis ao professor para, entre outras tarefas, elaborar, aplicar, acompanhar e realizar análises, quando elabora uma sequência didática em que o aluno é convidado a construir saberes relativos a um conteúdo matemático, sem a interferência direta do professor nessa construção. O professor e o aluno firmam um contrato didático, pelo qual o aluno se compromete, tendo o professor como mediador, a se apropriar de saberes que o professor propõe ao aluno na execução das atividades propostas na sequência didática.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Jorge Magalhães Teixeira, Universidade Federal Fluminense
Licenciado e Bacharel em Matemática pela UFF-Universidade Federal Fluminense, Mestre em Matemática pela UFF, Engenheiro Eletricista-Eletrotécnica pela UFRJ-Universidade Federal do Rio de Janeiro, Doutorando em Educação Matemática na UNIBAN-Universidade Bandeirante de São Paulo
Claudio Cesar Manso Passos, Universidade Veiga de Almeida
Graduação em Pedagogia pela Sociedade Unificada de Ensino Superior Augusto Motta, Bacharel em Matemática pela UERJ, Licenciatura em Matemática pela UERJ, mestre em Educação matemática pela Universidade Santa Úrsula e Doutor em Educação Matemática pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atualmente é professor da Universidade Veiga de Almeida e professor assistente da Faculdade da Região dos Lagos. 

Referências

ARTIGUE, M. Engenharia Didática. In: BRUN, J. (Org.). Didática das matemáticas. Tradução de M. J. Figueiredo. Lisboa: Instituto Piaget, 1996. p. 193-217.

ARTIGUE, M. Ingénierie Didactique. Recherches em Didactique des Mathématiques, Grenoble, v. 9, n. 3, p. 281-308, 1988.

BROUSSEAU, G. Fondements et Méthodes de la Didactique des Mathématiques. Recherches em Didactique des Mathématiques, Grenoble, v. 7, n. 2, p. 33-116, 1986.

BROUSSEAU, G. Introdução ao estudo das situações didáticas: conteúdos e métodos de ensino. São Paulo: Ática, 2008.

BROUSSEAU, G. Les différents rôles du maître. Bulletin de l’ A.M.Q., Montréal, n. 23, p.14-24. 1988.

COLL, C. et al. O construtivismo na sala de aula. São Paulo: Ática, 2001.

DOUADY, R. Jeux de cadres et dialectique outil-object. Recherches em Didactique dês Mathématiques, Grenoble, v. 7, n. 2, p. 5-31, 1986.

Publicado
2014-04-16
Como Citar
Teixeira, P. J. M., & Passos, C. C. M. (2014). Um pouco da Teoria das Situações Didáticas (TSD) de Guy Brousseau. Zetetike, 21(1), 155-168. https://doi.org/10.20396/zet.v21i39.8646602
Seção
Artigo