Banner Portal
Algumas reflexões sobre a perspectiva educacional da etnomatemática
PDF

Palavras-chave

Etnomatemática
Currículo
Matemática

Como Citar

MONTEIRO, Alexandrina. Algumas reflexões sobre a perspectiva educacional da etnomatemática. Zetetike, Campinas, SP, v. 12, n. 2, p. 9–32, 2009. DOI: 10.20396/zet.v12i22.8646971. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/zetetike/article/view/8646971. Acesso em: 19 jun. 2024.

Resumo

O discurso curricular vem sinalizando a necessidade de relacionar os saberes cotidiano e escolar, porém pouco se tem discutido sobre as características desses saberes. Nessa direção, no campo da educação matemática destacamos a proposta da Etnomatemática. Em geral, a mesma é entendida como uma metodologia de ensino ou como uma possibilidade mágica de relacionar conceitos cotidianos e escolares. Outro entendimento é de negação da Etnomatemática, sob a alegação de que, revendo conceitos cotidianos já conhecidos dos alunos, estes deixariam de ter acesso a conhecimentos escolares. Diante dessas diferentes perspectivas, nos propomos neste trabalho a assinalar alguns elementos que entendemos fundamentais para sua compreensão na perspectiva pedagógica. Partimos de discussões do campo da história e epistemologia das ciências e, à luz dessas considerações, inferimos que a Etnomatemática repousa numa concepção de ciência, de homem e de mundo contemporâneos, mostrando se como uma reação à fragmentação do conhecimento gerada pelo projeto da modernidade.
https://doi.org/10.20396/zet.v12i22.8646971
PDF

Referências

APPLE, Michael W. Conhecimento oficial. Rio de Janeiro: Petrópolis: Vozes,1997.

BALANDIER, George. Los espacios Y los tempos de la vida cotidiana. Debats, n.10, dez. 1984.

BOFF, Leonardo. A águia e a galinha. Petrópolis, RJ: Ed. Vozes, 1997.

CANDAU, Vera M. Reinventar a escola. 2. ed. São Paulo: Ed. Vozes, 2001.

CERTEAU, Michel. de. A Invenção do cotidiano: artes de fazer. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

CERTEAU, Michel. A cultura no plural. São Paulo: Papirus, 1995.

CHÂTELET, François. Uma história da razão. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1992.

D’AMBROSIO, Ubiratan. Etnomatemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.

D’AMBROSIO, Ubiratan. Educação para uma sociedade em transição. Campinas, SP: Papirus Editora 1999.

FERREIRA, Eduardo S. A matemática materna de algumas tribos indígenas brasileiras. Mimeo (s.d.).

FERREIRA, Eduardo S. A verdade na ciência. Apresentado no Encontro de Educação Indígena, 1993.

FERREIRA, Eduardo S. Etnomatemática – uma proposta metodológica. Série Reflexão em Educação Matemática, RJ: MEM/USU, 1997.

FREIRE, Paulo. Conscientização. São Paulo: Ed. Moraes, 1980.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. 13. ed. Petrópolis: Vozes, 1996.

GEORGEN, Pedro. L. A crítica da modernidade e a educação. Pro-Posições, v.7, n. 2 [20], julho 1996.

GINZBURG, Carlo. O queijo e os vermes: o cotidiano e as idéias de um moleiro perseguido pela inquisição. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

KNIJNIK, Gelsa. Exclusão e resistência: educação matemática e legitimidade cultural. Porto Alegre, RS: Artes Médicas, 1996.

LYOTARD, Jean-F. A condição pós-moderna. Lisboa: Gradiva, 1989.

MONTEIRO, Alexandrina; FIGUEIREDO, Luiz F. Etnomatemática numa perspectiva pedagógica no olhar do professor. Anais do VI Encontro Paulista de Educação Matemática – Fafica. Catanduva, 2001a.

MONTEIRO, Alexandrina; POMPEU Jr., Geraldo. A Matemática e os Temas Transversais. São Paulo: Ed. Moderna, 2001.b.

MORIN, Edgar. Ciência com consciência. Portugal: Publicações Europa América, 1990.

PESSIS-PASTERNAK, Guitta. Será preciso queimar Descartes? Lisboa: Relógio D’Água, 1993.

PRIGOGINE, Ilya; STENGERS, I. A nova aliança. Brasília: Editora UNB, 1997.

SANTOS, Boaventura de S. Para uma pedagogia do conflito. In: SILVIO, L.H. et al. (org.). Novos Mapas Culturais – Novas Perspectivas Educacionais. Porto Alegre: Ed. Sulina, 1996.

SANTOS, Boaventura de S. Um discurso sobre as Ciências. 11. ed. Porto Portugal: Ed Afrontamento, 1999.

SILVA, Tomaz Tadeu; MOREIRA, Antonio Flávio. Territórios contestados. Rio de Janeiro: Vozes, 2001.

SILVA, Tomaz Tadeu; MOREIRA, Antonio Flávio. Currículo, Cultura e Sociedade. 6. ed. São Paulo: Ed. Cortez. 2002.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2014 Zetetiké: Revista de Educação Matemática

Downloads

Não há dados estatísticos.