Banner Portal
Modelagem matemática e educação ambiental
PDF

Palavras-chave

Educação matemática
Modelagem matemática
Educação ambiental
Prática escolar

Como Citar

FERREIRA, D. H. L.; WODEWOTZKI, M. L. L. Modelagem matemática e educação ambiental: uma experiência com alunos do ensino fundamental. Zetetike, Campinas, SP, v. 15, n. 2, p. 63–86, 2007. DOI: 10.20396/zet.v15i28.8647026. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/zetetike/article/view/8647026. Acesso em: 10 dez. 2023.

Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo compreender como ocorre a participação dos alunos em um ambiente onde eles se envolvam com os problemas da sua realidade, planejem e coletem informações pertinentes, construam modelos, façam previsões e validem os modelos construídos. Essa estratégia pedagógica, denominada Modelagem Matemática (BASSANEZI, 2002), tem sido amplamente utilizada em sala de aula, sobretudo nos trabalhos de Biembengut, 1997; Borba, Meneghetti e Hermini, 1999; De Corte e Verschaffel, 1997, entre outros, com resultados significativos. Contudo, quando da revisão bibliográfica, não encontramos trabalhos nessa perspectiva da Modelagem Matemática que buscassem compreender quais elementos sociais e pedagógicos se fazem presentes, quando os atores do processo - alunos e professores - atuam nesse ambiente. Essa tornou-se, pois, a nossa indagação no desenvolvimento do presente trabalho, que seguiu o percurso da abordagem qualitativa, com alunos do Ensino Fundamental de uma escola pública. A ação pedagógica envolveu os temas Água, Lixo, Energia Elétrica e Desmatamento, com a confecção de alguns modelos, dentre os quais, previsão do crescimento da população e do consumo de água. As questões ambientais possibilitaram aos alunos vislumbrar um campo rico de aplicações, permitindo integrar a experiência dos alunos com a Matemática, possibilitando e encorajando-os a questionar, a tomar decisões e, ao mesmo tempo, a conscientizar-se de alguns dos problemas ambientais mais próximos do seu dia-a-dia.
https://doi.org/10.20396/zet.v15i28.8647026
PDF

Referências

BASSANEZI, R. C. Modelagem Matemática. Dynamics, Blumenau, v. 2, n. 7, p. 55-83, abril/jun, 1994.

BASSANEZI, R. C. Ensino-aprendizagem com Modelagem Matemática: uma nova estratégia. São Paulo: Contexto, 2002. 389 p.

BLUM, W.; NISS, M. Aplied mathematical problem solving, modelling, applications, and links to other subjects - state, trends and issues in mathematics instruction. Educational Studies in Mathematics, Dordrecht, v. 22, n. 1, p. 37-68. 1991.

BIEMBENGUT, M. S. Qualidade no ensino de Matemática na engenharia: uma proposta metodológica e curricular. 1997. 305 f. Tese (Doutorado) - Curso de Engenharia de Produção e Sistemas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1997.

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em Educação Matemática: uma introdução à teoria e aos métodos. Tradução M. J. Alvarez , S. B. Santos e T. M. Baptista. Porto: Porto Editora, 1994. 336 p.

BORBA, M. C.; MENEGHETTI, R. C. G.; HERMINI, H. A. Estabelecendo critérios para avaliação do uso de Modelagem em sala de aula: estudo de um caso em um curso de Ciências Biológicas. In: BORBA, M. C. Calculadoras gráficas e Educação Matemática. Rio de Janeiro: Art Bureau, 1999. p. 95-113.

CALDEIRA, A. D.; MEYER, J. F. C. A. Educação matemática e ambiental: uma proposta de formação continuada - e de mudanças, Zetetiké, Campinas, v. 9, n. 15/16, p. 155-170, 2001.

CANDAU, V. M. Reinventar a escola. 2ª edição. Petrópolis: Vozes. 2000. 259 p.

D’AMBRÓSIO, U. Da realidade à ação: reflexões sobre educação e matemática. 2ª edição. São Paulo: Summus; Campinas: UNICAMP, 1986. 115 p.

DE CORTE, E.; VERSCHAFFEL, L. Teaching realistic mathematical modeling in the elementary school: A teaching experiment with fifth graders. Journal for research in mathematics education, vol. 28, n. 5, p. 577-601. 1997.

FERREIRA, D. H. L. O tratamento de questões ambientais: um trabalho com alunos do Ensino Fundamental e Médio. 2003. 278 f. Tese - Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2003.

HURT, P. D. Science education for the 21st Century. School Science and Mathematics, v. 100, n. 6, p. 282-287, out/2000.

MILES, M. B.; HUBERMAN, A. N. Qualitative data analysis: an expanded sourcebook. 2nd ed. Thousand Oaks: Sage, 1994. 338 p.

SKOVSMOSE, O. Reflective knowledge: its relation to the mathematical modelling process. Int. J. Math. Educ. Science Technol., London, v. 21, n. 5, p. 765-779, 1990.

SKOVSMOSE, O. Aporism and Critical Mathematics Education. For the Learning of Mathematics, Kingston, v. 20, n. 1, p. 2-8, mar. 2000.

SKOVSMOSE, O. Educação Matemática crítica. Campinas: Papirus, 2001. 160 p.

STEFFE, L. P.; THOMPSON, P. W. Teaching experiment methodology: Underlying Principles and Essential Elements. In LESH, R.; KELLY, A. E. (Ed.). Research design in mathematics and science education. Hillsdate, NJ: Erlbaum, 2000. p. 267-309.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2014 Zetetiké: Revista de Educação Matemática

Downloads

Não há dados estatísticos.