Banner Portal
Licenciaturas curtas e a formação docente no Sul do Mato Grosso Uno
PDF

Palavras-chave

História da educação matemática brasileira
Formação de professores
Legislação educacional
Licenciaturas curtas
Mato Grosso do Sul
Década de 1970

Como Citar

SILVA, Carla Regina Mariano da; GARNICA, Antonio Vicente Marafioti. Licenciaturas curtas e a formação docente no Sul do Mato Grosso Uno. Zetetike, Campinas, SP, v. 26, n. 2, p. 282–298, 2018. DOI: 10.20396/zet.v26i2.8649664. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/zetetike/article/view/8649664. Acesso em: 23 maio. 2024.

Resumo

Durante o desenvolvimento de um estudo histórico acerca da criação dos quatro primeiros cursos de formação de professores de Matemática no Sul do Mato Grosso – atual estado de Mato Grosso do Sul – surgiu a necessidade de compreender algumas das regulamentações educacionais vigentes à década de 1970, como a Lei de Diretrizes e Bases de 1971 e, particularmente, a Resolução CFE 30/74, no que elas se referem às chamadas Licenciaturas Curtas. Relatar este “desvio” de percurso, as compreensões por ele geradas, e apresentar uma síntese dessas legislações específicas, visando a contribuir com futuros estudos em História da Educação Matemática, são os objetivos deste artigo.

https://doi.org/10.20396/zet.v26i2.8649664
PDF

Referências

Baraldi, I. M. (2003). Retraços da Educação Matemática na Região de Bauru (SP): uma história em construção. Tese de Doutorado em Educação Matemática. Rio Claro: Univ Estadual Paulista. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/102158.

Bittar, M. (2009). Mato Grosso do Sul a construção de um estado: Regionalismo e divisionismo no Sul de Mato Grosso (2 volumes). Campo Grande: Editora UFMS.

Bolívar, A.; Domingos, J., & Fernandez, M. (2001). La investigación biográfico-narrativa em Educación: enfoque y metodologia. Madrid: La Muralha.

Lei nº 5.540, de 28 de novembro de 1968. (1968). Fixa normas de organização e funcionamento do ensino superior e sua articulação com a escola média, e dá outras providências. Retirado em 17 de fevereiro, 2018, de: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1960-1969/lei-5540-28-novembro-1968-359201-publicacaooriginal-1-pl.html.

Lei nº 5692, de 11 de agosto de 1971. (1971). Fixa as diretrizes e bases para o ensino de 1º e 2º graus, e dá outras providências. LDB. Brasília, Retirado em 28 de outubro, 2015, de: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l5692.htm.

Castro, A. D. (1974). A Licenciatura no Brasil. Revista de História, 50 (100), 627-652. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revhistoria/article/view/132649/128733.

Conselho Federal de Educação (CFE). (1974). Resolução nº 30, de 11 de julho de 1974. Fixa os mínimos de conteúdo e duração a observar na organização do curso de licenciatura em Ciências. CFE. Documenta, Brasília, (164): 509-11.

Conselho Federal de Educação (CFE).(1975). Resolução nº 37, de 26 de março de 1975. Dispõe sobre a implantação progressiva do curso de licenciatura em Ciências, a que se refere a Resolução nº 30/74. Alterado pela R. 05/1978. CFE. Diário Oficial, Brasília, 26 de março de 1975. Seção 1, pt. 1, p. 3.635.

Conselho Federal de Educação (CFE). (1978). Resolução nº 05, de 16 de junho de 1978. Adia o prazo estabelecido pela Resolução nº 37/75 e para a obrigatoriedade da conversão em Ciências nos moldes da Resolução nº 30/74. CFE. Documenta, Brasília, (211): 20.

Cunha, J.M.P. (2002). A migração no Centro-Oeste brasileiro no período 1970/96: o esgotamento de um processo de ocupação. Campinas: Núcleo de Estudos de População. Retirado em 17 de maio, 2018, de: http://www.nepo.unicamp.br/publicacoes/livros/migracao_centro2/migracao_centro2.pdf

Gonzales, K.G. (2017). As Licenciaturas Parceladas no Sul do Mato Grosso e no Mato Grosso do Sul. Relatório de Qualificação em Educação para a Ciência. Bauru: Univ Estadual Paulista.

Meihy, J. C. S. B., & Holanda, F. (2007). História Oral: como fazer, como pensar. São Paulo: Contexto.

Anônimo. (1984). Política Educacional: licenciatura em Ciências. Revista Brasileira de Ensino de Física, 4(1), 111-123.

Portelli, A. (1997). Tentando Aprender um Pouquinho: algumas reflexões sobre a ética na História Oral. Proj. História, São Paulo, (15), 13-49.

Pozzi, A. (2006). O processo de implantação do ensino superior na região do Pantanal de Mato Grosso do Sul - Corumbá: (1961-2002). Dissertação de Mestrado em Educação. Campo Grande: Universidade Católica Dom Bosco.

Rosa, J. P. (1993). As duas histórias da Universidade: 1966 – 1978. Campo Grande: UFMS.

Rosa, M. G. S. (1990). Memória da cultura e da educação em Mato Grosso do Sul. Campo Grande: UFMS.

Santos, V. M. P. (2014). As Transformações na Estrutura do Curso de Licenciatura em Matemática do Campus de Cuiabá da UFMT: da fundação da universidade até os primeiros anos do Século XXI. (pp. 535-544). Anais do II Encontro Nacional de Pesquisa em História da Educação Matemática. Bauru: SBHMat.

Silva, C.R.M. (2015). Uma, Nove ou Dez Narrativas sobre as Licenciaturas em Ciências e Matemática em Mato Grosso do Sul. Tese de Doutorado em Educação Matemática. Rio Claro: Univ Estadual Paulista.

Sucupira, N. (1964). Sobre o exame de suficiência e formação do professor polivalente para o ciclo ginasial. Documenta, (31), 107-111.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2018 Zetetike

Downloads

Não há dados estatísticos.