Formação do professor de Matemática

uma discussão sobre o ensino de probabilidade

Palavras-chave: Ensino de probabilidade, Formação Inicial de Professores, Professor Reflexivo

Resumo

Este artigo tem o propósito de apresentar uma análise de conhecimentos de futuros professores de Matemática sobre o ensino da probabilidade, em particular sobre a aleatoriedade. Esta investigação envolveu um processo formativo no qual foi discutida a questão da independência de eventos a partir dos resultados apontados por Bryant & Nunes. Este processo contou com participação de 11 estudantes de Licenciatura em Matemática de um campus de uma universidade pública de Sergipe. Para a análise dos dados, relativamente aos conhecimentos do professor, foram consideradas categorias discutidas por Shulman. Quanto ao ensino da probabilidade, esta investigação baseou-se nos estudos de Gal e Batanero, Contrera & Diaz. Sobre a prática reflexiva de professores utilizou-se Zeichner. A análise mostrou que os futuros professores ampliaram a base de conhecimentos para a docência de probabilidade, sobretudo em relação ao reconhecimento da necessidade de superação da recência positiva e negativa para a compreensão da independência de eventos. Além disso, reconsideraram a posição contrária, demonstrada inicialmente, ao seu ensino a partir dos anos iniciais. Destaca-se, assim, a importância de ações formativas para propiciar aos participantes a vivência de situações de aprendizagem que envolva conceitos de probabilidade, por meio de experimentações e reflexões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marta Élid Amorim, Universidade Federal de Sergipe

Pós-doutoranda e doutora pela Universidade Anhanguera de São Paulo e professora da Universidade Federal de Sergipe, Brasil.

Ruy Cesar Pietropaolo, Universidade Anhanguera de São Paulo

Doutor em Educação Matemática pela PUC-SP e coordenador do Programa de Pós-graduação em Educação Matemática da Universidade Anhanguera de São Paulo, Brasil.

Angelica da Fontoura Garcia Silva, Universidade Anhanguera de São Paulo

Doutora em Educação Matemática pela PUC-SP. Professora do Programa de Pós-graduação em Educação Matemática da Universidade Anhanguera de São Paulo, Brasil.

Referências

Batanero, C., Contreras, J.M., & Díaz, C. (2011). Experiencias y sugerencias para la formación probabilística de los profesores. Paradigma, 32 (2), 1-21. Disponível em: https://www.ugr.es/~batanero/pages/ARTICULOS/Paradigmanuevo.pdf.

Bogdan, R., & Biklen, S. (1999). Investigação qualitativa em educação. Uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora.

Bryant, P., & Nunes, T. (2012). Children’s Understanding of Probability: a literature review. London: Nuffield Foundation. Disponível em:

http://www.nuffieldfoundation.org/sites/default/files/files/Nuffield_CuP_FULL_REPORTv_FINAL.pdf

Bryant, P., Nunes, T., Evans, D., Gottardis, L., & Terlektsi, M. E. (2012). Teaching primary school children about probability. Oxford: Teacher Handbook.

Cobb, P., Confrey, J., Disessa, A., Lehrer, R., & Schauble. L. (2003). Design experiments in educational research. Educational Researcher, 32 (1), 9-13.

Gal, I. (2005). Towards “Probability Literacy” for all citizens: Building blocks and instructional dilemmas. In: Graham A. Jones (Ed.) Exploring probability in school: Challenges for teaching and learning. Kluwer Academic Publishers, 43-70.

Godino, J. D., Batanero, C., & Cañizares, M. J. Azar y Probabilidad. España: Editorial Síntesis.

Lopes, C. E. (2008). O ensino da estatística e da probabilidade na educação básica e a formação dos professores. Cad. CEDES, 28 (74), 57-73.

Lopes, C. E. (2010). A educação estatística no currículo de matemática: um ensaio teórico. Anais da 33ª Reunião Anual da ANPED (pp. 1-15), 2010. Caxambu: Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação. Retirado em 02 de outubro, 2019, de: http://33reuniao.anped.org.br/33encontro/app/webroot/files/file/Trabalhos%20em%20PDF/GT19-6836--Int.pdf

Australian Curriculum Assessment and Reporting Authority (ACARA). (2010). Australian Curriculum: Mathematics. Sidney.

Ministério da Educação (MEC). (2018). Base Nacional Comum Curricular – Educação é a Base: Ensino Fundamental. Brasília.

Ministerio de Educación, Cultura y Deporte (MECD). (2014). Real Decreto 126/2014, de 28 de febrero, por el que se establece el currículo básico de la Educación Primaria (Royal Decree establishing the minimum content for primary education). Madrid.

Ministry of Education (ME). (2007). The New Zealand curriculum. Wellington: Learning Media.

National Council of Teachers of Mathematics (NCTM). (2000). Principles and standards for school mathematics. Reston.

Nunes, T., Bryant, P., Evans, D., & Barros, R. (2011). Children’s Understanding of Probability and Risk. Oxford: University of Oxford.

Piaget, J., & Inhelder, B. (1975). The Origin of idea of Chance in Children. New York: Norton.

Santos, J. A. F. L. (2010). O movimento do pensamento probabilístico mediado pelo processo de comunicação com alunos do 7º ano do ensino fundamental. Dissertação de Mestrado em Educação. Itatiba: Universidade São Francisco.

Santos, J. A. F. L. (2015). A produção de significações sobre combinatória e probabilidade numa sala de aula do 6º ano do ensino fundamental a partir de uma prática problematizadora. Tese de Doutorado em Educação. Itatiba: Universidade São Francisco.

Shulman, L. S. (1986). Those who understand: Knowledge growth in teaching. Education Researcher, 15 (2), 4-14.

Shulman, L. S. (1987). Knowledge and teaching: Foundations of the new reform. Harvard Educational Review, 57, 1-21.

Zeichner, K. M. (1993). A formação reflexiva de professores: ideias e práticas. Lisboa: Educa-Professores.

Zeichner, K. M. (2003). Formando professores reflexivos para a educação centrada no aluno: possibilidades e contradições. In: Barbosa, R. L. L. (Org.) Formação de educadores: desafios e perspectivas (35-55). São Paulo: UNESP.

Publicado
2020-04-02
Como Citar
Amorim, M. Élid, Pietropaolo, R. C., & Silva, A. da F. G. (2020). Formação do professor de Matemática. Zetetike, 28, e020010. https://doi.org/10.20396/zet.v28i0.8657002
Seção
Dossiê Temático