Jogando com o narrador: estratégias narrativas na produção de textos em ambientes escolares informatizados

Autores

  • Maria Cristina Palma Mungioli Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v10i1.1014

Palavras-chave:

Narrativa. Estratégias narrativas. Pensamento narrativo. Dialogia. Aprendizagem em ambientes informatizados. Linguagem e cognição.

Resumo

Este relato apresenta a análise de algumas estratégias narrativas empregadas por alunos de 5a. e 6a. séries do Ensino Fundamental na produção de textos em ambiente informatizado. O foco de atenção recai sobre as estratégias usadas pelo narrador na construção textual. As narrativas analisadas foram elaboradas por meio de um processador de textos e de imagens (Micromundos). A perspectiva de análise adotada considera tanto as pesquisas acerca da narrativa, entendida como forma de compreensão, representação e criação da realidade quanto questões relativas à dialogia e à interação verbal. Abordam-se também alguns aspectos referentes ao uso do computador em ambiente escolar. Discutem-se algumas das transformações ocorridas com a chegada do computador na sala de aula no que diz respeito ao relacionamento aluno-aluno, aluno-computador, aluno-professor e aluno-conhecimento. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cristina Palma Mungioli, Universidade de São Paulo

Professora da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Doutora em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.

Referências

ADAM, J. - Le récit. Paris: Presses Universitaires de France, 1994. (Coleção Que sais-je?). BABIN, P.; KOULOUMDJIAN, M.-F. Os novos modos de compreender. São Paulo: Paulinas, 1989.

BAKHTIN, M. Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

BAKHTIN, M. (VOLOCHINOV). Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 2002.

BORGES, J. L. El jardin de senderos que se bifurcan. In: BORGES, J. L. Ficciones. Buenos Aires: Emecé Ed., 1993.

BRITTON, B. K.; PELLEGRINI, A D.(Org.). Narrative Thought and Narrative Language. New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates, Publishers, 1990

BROUGÈRE, G. Jogo e educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

BRUNER, J. A cultura da educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 2001.

BRUNER, J. Atos de significação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

BRUNER, J. Realidades mentais, mundos possíveis. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

CALVINO, I. Seis propostas para o próximo milênio. São Paulo: Cia. das Letras, 1990.

C NDIDO, A. et al. A personagem de ficção. São Paulo: Perspectiva, 1995.

CHAFE, W. Some things that narratives tell us about the mind. In: BRITTON, B.; PELLEGRINI, A. D. (Orgs.) Narrative Thought and Narrative Language. New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates, Publishers, 1990

CHARAUDEAU, P.;MAINGUENEAU, D. Dicionário de análise do discurso. São Paulo: Contexto, 2004.

CHARAUDEAU, P. Linguagem e discurso: modos de organização. São Paulo: Contexto, 2008.

ECO, U. Lector in Fabula. São Paulo: Perspectiva, 1986.

ECO, U. Seis Passeios pelos Bosques da Ficção. São Paulo: Cia. das Letras, 1997.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em Educação: Abordagens Qualitativas. São Paulo: E..P.U., 1986.

MUNGIOLI, M. C. P. Apontamentos para o estudo da narrativa. Comunicação e Educação, São Paulo, n. 23, jan./abr. 2002. p. 49-56.

MUNGIOLI, M. C. P. Narrativas e computador: criando mundos e experimentando realidades. Educação: Teoria e Prática, Rio Claro, SP, n. 25, v. 13, jul./dez. 2005, p. 65-78.

MUNGIOLI, M. C. P. Narrativas e computador: diálogos entre mundos reais e mundos possíveis. 2000. 165 p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2000.

OLSON, D. R.; TORRANCE, N. (Org.). Cultura Escrita e Oralidade. São Paulo: Ática,

OLSON, D. R. Thinking about narrative. In: BRITTON, B.; PELLEGRINI, A. D. (Orgs.). Narrative Thought and Narrative Language. New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates, Publishers, 1990.

SCHOFIELD, J. W. Computers and classroom culture. New York: Cambridge University Press, 1995.

TODOROV, T. Os gêneros do discurso. São Paulo: Martins Fontes, 1980.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

Downloads

Publicado

2009-02-04

Como Citar

Mungioli, M. C. P. (2009). Jogando com o narrador: estratégias narrativas na produção de textos em ambientes escolares informatizados. ETD - Educação Temática Digital, 10(1), 24–48. https://doi.org/10.20396/etd.v10i1.1014