Uma genealogia das políticas para acreche no Brasil: Estado e infância de 1899-1920

Autores

  • Débora Teixeira de Mello Universidade Estadual de Campinas

Palavras-chave:

Infância. Creche. Políticas públicas. Educação infantil.

Resumo

Com este estudo, buscamos investigar a constituição de uma política nacional no Brasil para a criança pequena, a partir da criação da instituição creche. O estudo abrange o final do século XIX – do ano de 1899, com a criação do Instituto de Proteção à Infância (IPAI) no Rio de Janeiro – até o início do século XX, quando ações do Estado são direcionadas na busca da preservação da infância brasileira, passando a ter uma legislação específica para esse fim. A propagação dos saberes científicos como a Puericultura, a Pediatria e a Pedagogia elegeu a criança como objeto de estudo e intervenção. Celebrar a infância passou a ser o ideal de uma nação civilizada, e a creche passa a ser difundida como instituição de preservação da pequena infância. Nesse contexto, analisa-se, em primeiro lugar, a campanha em favor da assistência à infância, que se converteu em pauta para os diversos atores sociais (médicos, juristas, filantropos, representantes da Igreja e políticos) reunidos em torno da mesma causa quando o crescente interesse pela criança colocou em debate a capacidade do Estado em responder efetivamente ao problema da infância; em segundo lugar, analisam-se os modelos assistenciais de natureza diversa implementados no país para responder à causa da infância; e, em terceiro lugar, analisam-se as políticas públicas direcionadas à pequena infância a partir da origem da instituição creche no Brasil, com ênfase no discurso médico-higienista e sua influência na consolidação dessas políticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Débora Teixeira de Mello, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS (1990), Mestrado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1998) e Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP (2008). Atualmente é professora adjunta da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). 

Downloads

Publicado

2009-02-04

Como Citar

Mello, D. T. de. (2009). Uma genealogia das políticas para acreche no Brasil: Estado e infância de 1899-1920. ETD - Educação Temática Digital, 10(1), 255–255. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/1032