Aprendizagem Colaborativa e Web 2.0: proposta de modelo de organização de conteúdos interativos

Autores

  • Tércia Zavaglia Torres Embrapa Informática Agropecuária
  • Sérgio Ferreira do Amaral Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v12i0.1203

Palavras-chave:

Aprendizagem colaborativa. Web 2.0. Produção de conteúdos interativos. Modelos. Tecnologias de informação e comunicação. Educação.

Resumo

As ferramentas tecnológicas da Web 2.0 favorecem a aprendizagem, gerando a possibilidade de melhoria do desempenho dos alunos. Entretanto, para que este objetivo seja alcançado, deve haver uma convergência entre diversos fatores que permeiam as práticas educacionais. Alinhar o modelo de aprendizagem ao projeto pedagógico e formar os professores para usarem as ferramentas tecnológicas, em especial as de autoria, são alguns dos fatores que favorecem o uso das TIC no espaço educativo. Com base em uma revisão da literatura, discutem-se estes aspectos e apresenta-se uma proposta de modelo conceitual de organização de conteúdos, baseado nas concepções de aprendizagem colaborativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tércia Zavaglia Torres, Embrapa Informática Agropecuária

Graduada em Administração e Doutora em Educação pela Universidade Federal de São Carlos. Analisa da Embrapa Informática Agropecuária. Professora da Universidade Paulista e Faculdade de Paulínia, SP.

Sérgio Ferreira do Amaral, Universidade Estadual de Campinas

Professor Livre-Docente da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Doutor em Engenharia Elétrica e Mestre em Engenharia Mecânica pela Unicamp.

Referências

AIRES, J. A.; ERN, E. Os softwares educativos são interativos. Informática na Educação: Teoria e Prática, v. 5, n. 1, p. 79-87, maio 2002.

ALMEIDA, M. E. B. Tecnologias na educação, formação de educadores e recursividade entre teoria e prática: trajetória do Programa de Pós-Graduação em Educação e Currículo. Revista E-Curriculum, São Paulo, v. 1, n. 1, dez.-jul, 2005-2006. Disponível em: http://redalyc.uaemex.mx/redalyc/html/766/76610118/76610118.html. Acesso em: 18 jun. 2010.

ALVAREZ, A.; DEL RIO, P. Educação e desenvolvimento: a teoria de Vygotsky e a zona de desenvolvimento próximo. In: COLL, S. C.; PALACIOS, J.; MARCHESI, A. (Org.). Desenvolvimento psicológico e educação: psicologia da educação escolar. Porto Alegre: ArtMed, 1996. v. 2, p. 79-103.

ARESTA, M.; MOREIRA, A.; PEDRO, L. Comunicação e colaboração em contexto educativo: o trabalho colaborativo no Mestrado em Multimédia em Educação. In: CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE TIC NA EDUCAÇÃO, 6., Braga, Portugal, 2009. Anais... Braga: Universidade do Minho, 2009. Disponível em: http://maresta.files.wordpress.com/2009/05/challenges091.pdf. Acesso em: 13 jul. 2010.

BENKLER, Y. The wealth of networks: how social production transforms markets and freedom. New York: Yale University Press, 2006.

BIELSCHOWSKY, C. E. Tecnologia da informação e comunicação das escolas públicas brasileiras: o programa Proinfo Integrado. Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 5, n. 1, dez. 2009. Disponível em: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/materiais/0000012852.pdf. Acesso em: 24 out. 2010.

COLL, C. TICs y práticas educativas: realidades y expectativas. Madrid: Fundación Santillana, 2007. 22 p.

COSTA, F. C.; VERENGUER, R. C. G.; PENA JIMENEZ, M. D. Docência universitária e educação a distância: desafios para a gestão universitária. In: COLÓQUIO SOBRE GESTÃO UNIVERSITÁRIA NA AMÉRICA DO SUL, 9., Florianópolis, 2009. Anais... Florianópolis: UFSC, 2009. p. 21-34. CD ROM.

CROOK, C.; HARRISON, C. Web 2.0 technologies for learning at key stages 3 and 4: summary report. Coventry, UK: Becta, 2008. 46 p. Disponível em: http://research.becta.org.uk/upload-dir/downloads/page_documents/research/web2_ks34_summary.pdf. Acesso em: 25 out. 2010.

DAMIANI, M. F. Entendendo o trabalho colaborativo em educação e revelando seus benefícios. Educar, Curitiba, n. 31, p. 213-230, 2008.

DEMO, P. Educação hoje: ―novas‖ tecnologias, pressões e oportunidades. São Paulo, SP: Atlas, 2009. 137 p.

FERREIRA, M. C. A.; SILVA, B. D. Docência online: uma tessitura pedagógica/comunicacional. In: CONGRESSO INTERNACIONAL GALEGO-PORTUGUÊS DE PSICOPEDAGOGIA, 10., Braga, Portugal, 2009. Actas do X Congresso Internacional Galego-Português de Psicopedagogia. Braga: Universidade do Minho, 2009. Disponível em:

http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/9970/1/DOC%C3%8ANCIA%20ONLINE%20-20UMA%20TESSITURA%20PEDAG%C3%93GICACOMUNICACIONAL.pdf. Acesso em: 4 jun. 2010.

HIGGINS, S. Interpreting the evidence base for the impact of digital technologies on learning. Coventry: Becta, 2009.

KUNZ, E. Educação física: ensino e mudanças. 2. ed. Ijuí: Unijuí, 2001.

MATTA, A. E. R. Projetos de autoria hipermídia em rede: ambiente mediador para o ensino- aprendizagem de História. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 25., 2002, Caxambu. Anais… Caxambu: Anped, 2002. p. 95-118.

MEDEIROS, L. L. Mídias na educação e co-autoria como estratégia pedagógica. Em Aberto, Brasília, DF, v. 22, n. 79, p. 139-150, jan. 2009.

NEVES, C. A pedagogia da autoria. Boletim Técnico do Senac, Rio de Janeiro, v. 31, n. 3, p. 19-27, set./dez. 2005. Disponível em: http://www.senac.br/BTS/313/boltec313b.html>. Acesso em: 26 out. 2010.

O'REILLY, T. What is Web 2.0: design patterns and business models for the next generation of software. [Sebastopol, CA]: O'Reilly, 2005. Disponível em: http://oreilly.com/web2/archive/what-is-web-20.html. Acesso em: 27 dez. 2010.

PATROCÍNIO, J. M. Hipervídeo. Revista Espcom, Belo Horizonte, Brasil, v. 1, n. 1, 2006. Disponível em: http://www.fafich.ufmg.br/~espcom/revista/numero1/ArtigoJanainaPatrocinio.html. Acesso

em: 4 jun. 2010.

PESCE, L.; J. PEÑA, M. D.; ALLEGRETTI, S. Mapas conceituais, wiki, blogs e aprendizagem colaborativa: fundamentos e aplicações, In: SIMPOSIUM IBEROAMERICANO EM EDUCACIÓN, CIBERNÉTICA Y INFORMÁTICA: SIECI, 6., Orlando, USA. Electronic proceedings... Orlando: International Institute of Informatics and Systemics, v. 2, 2009. p. 162-167. Disponível em: http://www.iiis.org/CDs2008/CD2009CSC/SIECI2009/PapersPdf/X908TI.pdf. Acesso em: 4 jun. 2010.

PRIMO, A. O aspecto relacional das interações na Web 2.0. E-Compós, Brasília, v. 9, p. 1-21, 2007. Disponível em: http://www6.ufrgs.br/limc/PDFs/web2.pdf. Acesso em: 25 jun. 2010.

PROTHEROE, N. Technology and student achievement. Principal-effective intervention - Research Report, v. 85, n. 2, p. 46-48, Nov./Dec. 2005. Disponível em: http://www.knowledge-media.com/synergy/content/821/pdf-naesp1745_technologyandstudentachievemen.pdf. Acesso em: 25 out. 2010.

REZENDE, F. As novas tecnologias na prática pedagógica sob a perspectiva construtivista. Ensaio – Pesquisa em Educação em Ciências, v. 2, n. 1, mar. 2002. Disponível em: http://www.portal.fae.ufmg.br/seer/index.php/ensaio/article/viewFile/13/45. Acesso em: 12 jul. 2010.

ROMANÍ, C. C. Aprendizaje colaborativo: nuevos modelos para usos educativos. In: ROMANÍ, C. C.; KUKLINSKI, H. P. Planeta Web 2.0: inteligencia colectiva o médios fast food. Barcelona: Universitat de Vic.; México, DF: Flacso, 2007.

ROMANÓ, R. S. Ambientes virtuais para a aprendizagem colaborativa no ensino fundamental. Athena: Revista Científica de Educação (Online), Curitiba, v. 2, n. 2, p. 73-88, 2004. Disponível em: http://www.nonio.uminho.pt/documentos/actas/actchal2003/05comunicacoes/Tema3/03Rosa

naRomano.pdf. Acesso em: 26 out. 2010.

SCHLEMMER, E.; SACCOL, A. Z.; GARRIDO, S. Um modelo sistêmico de avaliação de softwares para educação a distância como apoio à gestão da EAD. Revista de Gestão USP, São Paulo, v. 14, n. 1, n. 1, p. 77-91, jan./mar. 2007.

SILVA, M. Sala de aula interativa. 4. ed. Rio de Janeiro, RJ: Quartet, 2006.

UNDERWOOD, J. The impact of digital technology: a review of the evidence of the impact of digital technologies on formal education. Coventry, UK: Becta, 2009. 27p. Disponível em: http://publications.becta.org.uk/download.cfm?resID=41343. Acesso em: 26 out. 2010.

VERENGUER, R. C. G. Docência universitária e Moodle: construindo uma metodologia

para a mediação pedagógica. Disponível em: http://www.moodlemoot.com.br/eduead/file.php/1/moddata/forum/7/163/Docencia_Universi

taria_e_Moodle._-_Verenguer_Rita_C.G.doc. Acesso em: 26 out. 2010.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. 6. ed. São Paulo, SP: Martins Fontes, 1998.

WHEELER, S.; BOULOS, M. K. A cultura colaborativa e a criatividade destrutiva da web 2.0: aplicativos para o ensino da medicina. Revista Eletrônica de Com. Inf. Inov. Saúde, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 27-34, jan./jun. 2007.

Downloads

Publicado

2010-11-18

Como Citar

TORRES, T. Z.; AMARAL, S. F. do. Aprendizagem Colaborativa e Web 2.0: proposta de modelo de organização de conteúdos interativos. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 12, p. 49-72, 2010. DOI: 10.20396/etd.v12i0.1203. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/1203. Acesso em: 30 out. 2020.