Banner Portal
Autoria na web 2.0 no contexto da educação e a ética dos hackers
PDF

Palavras-chave

Autoria. Colaboração. Ética dos hackers. Web 2.0.

Como Citar

SOUZA, Marcia Izabel Fugisawa; SILVA, Luciana Oliveira; ARAÚJO, Izabel Cristina. Autoria na web 2.0 no contexto da educação e a ética dos hackers. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 12, p. 154–173, 2010. DOI: 10.20396/etd.v12i0.1208. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/1208. Acesso em: 19 maio. 2024.

Resumo

Este artigo discute a importância do exercício da autoria em ambiente virtual da Web 2.0, considerando que se trata de fundamento essencial à aprendizagem no professor e no aluno. Autoria na Web 2.0 é apresentada como estratégia pedagógica para ambientes de aprendizagem virtuais, que se utilizam principalmente de ferramentas como blog, wiki e redes sociais. Embora não sejam determinantes essas tecnologias digitais são condicionantes para que a aprendizagem e a autoria ocorram. Autoria na Web 2.0, além do estabelecimento de novos aparatos tecnológicos, requer novos modos de produção, nos quais prevaleça a postura ética dos hackers, favorecendo a participação, a colaboração, a liberdade e o compartilhamento.

https://doi.org/10.20396/etd.v12i0.1208
PDF

Referências

ANTONIO, I. Autoria e cultura na pós-modernidade. Ci. Inf., Brasília, DF, v. 27, n. 2, p. 189-172, maio/ago. 1998.

BRANT, J. O lugar da educação no confronto entre colaboração e competição. In: PRETTO, N. L.; SILVEIRA, S. A. (Org.). Além das redes de colaboração: internet, diversidade cultural e tecnologias no poder. Salvador: EDUFBA, 2008. p. 69-74.

DEMO, P. Educação hoje: ―novas‖ tecnologias, pressões e oportunidades. São Paulo: Atlas, 2009. 137 p.

DEMO, P. Habilidades do século XXI. Boletim Técnico do Senac, Rio de Janeiro, v. 34, n. 2, p. 4-15, maio/ago. 2008a.

DEMO, P. Metodologia para quem quer aprender. São Paulo: Atlas, 2008b. 131 p.

DEMO, P. Outra universidade. 2010. Disponível em: http://www2.ufscar.br/uploads/outrauniversidade.doc. Acesso em: 7 set. 2010.

DEMO, P. Trabalho: sentido da vida! Boletim Técnico do Senac, Rio de Janeiro, v. 32, n. 1, p. 5-17, jan./abr. 2006.

FOUCAULT, M. O que é um autor? 3. ed. Lisboa: Vega, 1992.

FREITAS, M. T. A. Vygotsky e Bakhtin: psicologia e educação: um intertexto. São Paulo: Ática, 1994. 168 p.

HIMANEN, P. A ética dos hackers e o espírito da era da informação. Rio de Janeiro: Campus, 2001. 200 p.

LEMOS, A. Cibercultura: tecnologia e vida social na cultura contemporânea. 5. ed. Porto Alegre: Sulina, 2010. 295 p.

MORAN, J. M. Perspectivas (virtuais) para a educação. Cadernos Adenauer, Rio de Janeiro, v. 4, n. 6, p. 31-45, 2003.

PRETTO, N. L. O professor como ativista... e hacker. 2010. Disponível em: http://softwarelivre.org/fislcolab/blog/o-professor-como-ativista...-e-hacker. Acesso em: 11 out. 2010.

PRIMO, A. Fases do desenvolvimento tecnológico e suas implicações nas formas de ser, conhecer, comunicar e produzir em sociedade. In: PRETTO, N. L.; SILVEIRA, S. A. de (Org.). Além das redes de colaboração: internet, diversidade cultural e tecnologias no poder. Salvador: EDUFBA, 2008. p. 51-68.

A ETD - Educação Temática Digital utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.