Educação profissional técnica e suas interfaces com a educação propedêutica de nível médio

Autores

  • Samara Cristina Silva Pereira Universidade Federal do Piauí
  • Guiomar de Oliveira Passos Universidade Federal do Piauí

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v14i1.1242

Palavras-chave:

Política educacional. Educação profissional integrada. Educação secundária.

Resumo

O trabalho versa sobre a conformação da educação profissional técnica no Brasil e sua interface com a educação propedêutica de nível médio, preparatória para o ensino superior (secundário/segundo grau/ensino médio). Examina seu espaço no quadro da educação brasileira, traçando em linhas gerais sua relação com a educação propedêutica, da década de 1930, quando da instituição do sistema educacional, aos dias atuais. Para tanto, procedeu-se a levantamento da legislação educacional, em geral, e relativa à educação profissional, bem como às análises dos estudiosos sobre elas. O exame evidencia que a educação profissional técnica assume diferentes formas e funções no quadro da educação nacional, nos diferentes períodos políticos, configurando-se ora como independente e distinta da educação propedêutica de nível médio, ora partilhando a função de preparação para continuidade dos estudos, ora assumindo uma e outra possibilidade. No contexto atual, a educação profissional técnica possui oferta diversificada, podendo assumir a forma integrada com a educação propedêutica de nível médio, contemplando funções de habilitação profissional e preparação para continuidade dos estudos, ou realizar-se em curso distinto, concomitante ou sequencialmente, com foco sobre a formação profissional técnica. Verifica-se a ausência de consenso acerca do delineamento da educação profissional técnica na legislação educacional brasileira, até dentro de um mesmo governo, havendo formatos que se repetem numa e noutra forma de gestão, o que dificulta a delimitação do espaço da educação profissional média no sistema educacional brasileiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samara Cristina Silva Pereira, Universidade Federal do Piauí

Assistente Social do Instituto Federal do Piauí. Especialista em Educação Profissional Integrada à Educação Básica na Modalidade de EJA e mestranda em Políticas Públicas pela UFPI.

Guiomar de Oliveira Passos, Universidade Federal do Piauí

Professora associada da Universidade Federal do Piauí. Docente do quadro permanente do Programa de Pós-Graduação em nível de Mestrado e Doutorado em Políticas Públicas da UFPI. Mestre em Educação pela Universidade Federal do Piauí. Doutora em Sociologia pela Universidade de Brasília.

Referências

BRASIL. Decreto n° 7.566, de 23 de setembro de 1909. Cria nas capitais dos estados da República Escolas de Aprendizes e Artífices, para ensino profissional primário gratuito. Presidência da República, 1909. Disponível em: portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf3/decreto_7566_1909.pdf. Acesso em: 09 set. 2010.

BRASIL. Decreto no 19.890, de 18 de Abril de 1931. Dispõe sobre a organização do ensino secundário. Disponível em: http://www2.camara.gov.br/legin/fed/decret/1930-1939/decreto-19890-18-abril-1931-504631-publicacaooriginal-83133-pe.html. Acesso em: 12 mar. 2011.

BRASIL. Decreto no 20.158, de 30 de Junho de 1931. Organiza o ensino comercial, regulamenta a profissão de contador e dá outras providências. Disponível em: http://www2.camara.gov.br/legin/fed/decret/1930-1939/decreto-20158-30-junho-1931-536778-publicacaooriginal-34450-pe.html. Acesso em: 12 mar. 2011.

BRASIL. Decreto no 21.241, de 4 de abril de 1932. Consolida as disposições sobre a organização do ensino secundário e dá outras providências. Senado Federal, 1932. Disponível em: http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaPublicacoes.action?id=32229&tipoDocumento=DEC&tipoTexto=PUB. Acesso em: 09 de set. 2010.

BRASIL. Constituição dos Estados Unidos do Brasil, de 10 de Novembro de 1937. Presidência da República. 1937. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil/Constituicao/Constitui%C3%A7ao37.htm. Acesso em: 14 nov. 2010.

BRASIL. Decreto-lei 4.073, de 30 de janeiro de 1942. Lei Orgânica do Ensino Industrial. Senado Federal, 1942a. Disponível em: http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaPublicacoes.action?id=38152&tipoDocumento=

DEL&tipoTexto=PUB. Acesso em: 22 nov. 2010.

BRASIL. Decreto-lei no 4.119, 21 de fevereiro 1942. Disposições transitórias para execução da Lei Orgânica do Ensino Industrial. Senado Federal, 1942b. Disponível em: http://www6.senado.gov.br/legislacao/DetalhaDocumento.action?id=29647&titulo=DEL4119 de 21/02/1942 - DECRETO LEI. Acesso em: 22 nov. 2010.

BRASIL. Decreto-lei no 4.048, de 22 de janeiro de 1942. Cria o Serviço Nacional de Aprendizagem dos Industriários. Presidência da República, 1942c. Disponível em: https://legislacao.planalto.gov.br/LEGISLA/Legislacao.nsf/viwTodos/D992BD288E10D240032569FA00624192?OpenDocument&HIGHLIGHT=1. Acesso em: 14 de nov. de 2011.

BRASIL. Decreto-Lei no 4.244, de 9 de Abril de 1942. Lei orgânica do ensino secundário. Disponível em:http://www2.camara.gov.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei-4244-9-abril-1942-414155-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 12 jun. 2012.

BRASIL. Decreto no. 6.141, de 28 de dezembro de 1943. Lei Orgânica do Ensino Comercial. Presidência da República, 1943. Disponível em: https://legislacao.planalto.gov.br/LEGISLA/Legislacao.nsf/viwTodos/D1A9111F87C97DCB032569FA00641323?OpenDocument&HIGHLIGHT=1. Acesso em: 14 de nov. de 2011.

BRASIL. Decreto Lei no 8.530, de 02 de janeiro de 1946. Presidência da República. 1946a.

Disponível em: https://legislacao.planalto.gov.br/LEGISLA/Legislacao.nsf/viwTodos/9FBA44F0EBC4B975032569FA00660F8F?OpenDocument&HIGHLIGHT=1. Acesso em: 14 de nov. de 2011.

BRASIL. Decreto-Lei no 9.613, de 20 de Agosto de 1946. Lei Orgânica do Ensino Agrícola.

Presidência da República, 1946b. Disponível em:

http://www2.camara.gov.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei-9613-20-agosto-1946-

-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 16 de nov. de 2011.

BRASIL. Decreto-Lei no 8.621, de 10 de Janeiro de 1946. Dispõe sobre a criação do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial e dá outras providencias. Presidência da República, 1946c. Disponível em: http://www2.camara.gov.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei-8621-10-janeiro-1946-416555-norma-pe.html. Acesso em: 16 de nov. de 2011.

BRASIL. Decreto-Lei no 8.622, de 10 de Janeiro de 1946. Dispõe sobre a aprendizagem dos comerciários, estabelece deveres dos empregadores e dos trabalhadores menores relativamente a essa aprendizagem e dá outras providências. Presidência da República, 1946d. Disponível em: http://www2.camara.gov.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei-8622-10-janeiro-1946-416558-norma-pe.html. Acesso em: 16 de nov. de 2011.

BRASIL. Lei 1.821 de 12 de Março de 1953. Dispõe sobre o regime de equivalência entre diversos cursos de grau médio para efeito de matrícula no ciclo colegial e nos cursos superiores. 1953a. Disponível em: http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaNormas.action?numero=1821&tipo_norma=LEI&data=19530312&link=s. Acesso em: 07 nov. 2011.

BRASIL. Decreto no 34.330 de 21 de outubro de 1953. Regulamenta a Lei n° 1.821, de 12 de março de 1953. 1953b. Disponível em: http://www2.camara.gov.br/legin/fed/decret/1950-

/decreto-34330-21-outubro-1953-326101-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 07

nov. 2011.

BRASIL. Lei no 3.552, de 16 de fevereiro de 1959. Dispõe sobre a nova organização escolar e administrativa dos estabelecimentos de ensino industrial do Ministério da Educação e Cultura e dá outras providências. Presidência da República, 1959. Disponível em:

http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaPublicacoes.action?id=112416&tipoDocumento=LEI&tipoTexto=PUB. Acesso em: 06 out. 2010.

BRASIL. Lei no 4.024, de 20 de dezembro de 1961. Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Presidência da República, 1961. Disponível em: http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaPublicacoes.action?id=102346&tipoDocumento=LEI&tipoTexto=PUB. Acesso em: 10 jul. 2010.

BRASIL. Decreto no 62.937, de 2 de Julho de 1968. Dispõe sobre a instituição de grupo de trabalho para promover a reforma universitária e dá outras providências. Presidência da República, 1968. Disponível em: http://www2.camara.gov.br/legin/fed/decret/1960-1969/decreto-62937-2-julho-1968-404810-norma-pe.html. Acesso: 16 nov. de 2011.

BRASIL. Lei no 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa as Diretrizes e Bases para o ensino de 1° e 2o graus, e dá outras providências. Presidência da República, 1971. Disponível em: http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaPublicacoes.action?id=102368&tipoDocumento=LEI&tipoTexto=PUB. Acesso em: 20 out. 2010.

BRASIL. Lei no 6.545, de 30 de junho de 1978. Dispõe sobre a transformação das Escolas Técnicas Federais de Minas Gerais, do Paraná e Celso Suckow da Fonseca em Centros Federais de Educação Tecnológica e dá outras providências. Presidência da República, 1978. Disponível em: http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaPublicacoes.action?id=124749&tipoDocumento=LEI&tipoTexto=PUB. Acesso em: 09 set. 2010.

BRASIL. Lei no 7.044, de 18 de outubro de 1982. Altera dispositivos da Lei no 5.692, de 11 de agosto de 1971, referentes a profissionalização do ensino de 2o grau. Presidência da República, 1982. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L7044.htm. Acesso em: 05 jan. 2011.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Presidência da República, 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constitui%C3%A7ao.htm . Acesso em: 09 set. 2010.

BRASIL. Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Presidência da República, 2011. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em: 05 abr. 2011.

BRASIL. Decreto no 2.208, de 17 de abril de 1997. Regulamenta o § 2 o do art. 36 e os arts. 39 a 42 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Presidência da República, 1997. Disponível em: http://www2.camara.gov.br/legin/fed/decret/1997/decreto-2208-17-abril-1997-445067-norma-pe.html. Acesso em: jan. de 2011.

BRASIL. Parecer CNE/CEB no 16/1999, aprovado em 5 de outubro de 1999. Dispõe sobre as diretrizes curriculares nacionais para a Educação Profissional de Nível Técnico. 1999. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/1999/pceb016_99.pdf. Acesso em: 13 nov. 2010.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Educação Profissional: concepções, experiências, problemas e propostas (Anais). Brasília, 2003.

BRASIL. Decreto no 5.154, de 23 de julho de 2004. Regulamenta o § 2o do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional e dá outras providências. Presidência da República, 2004. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/Decreto/D5154.htm. Acesso

em: 10 jun. 2010.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Educação Profissional Técnica de Nível Médio Integrada ao Ensino Médio – Documento Base. Brasília, 2007.

BRASIL. Lei no 11.741, de 16 de julho de 2008. Altera dispositivos da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para redimensionar, institucionalizar e integrar as ações da educação profissional técnica de nível médio, da educação de jovens e adultos e da educação profissional e tecnológica. Presidência da República. 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Lei/L11741.htm. Acesso em: 09 out. 2010.

CASTRO, C. M. Educação técnica: a crônica de um casamento turbulento. In: BROCK, C.; SCHWARTZMAN, S. (Org.). Os desafios da educação no Brasil. Rio de Janeiro, RJ: Nova Fronteira, 2005, p. 153-180.

CASTRO, C. M. Educação brasileira: consertos e remendos. Rio de Janeiro, RJ: Rocco, 2007.

CUNHA, Luiz Antonio. Educação e desenvolvimento social no Brasil. 8. ed. Rio de Janeiro, RJ: Francisco Alves, 1980.

CUNHA, Luiz Antonio. Política educacional no Brasil: a profissionalização do ensino médio. Rio de Janeiro, RJ: Ed. Eldorado, 1977.

FRIGOTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise. Ensino médio integrado: concepção e contradições. São Paulo, SP: Cortez, 2005a.

FRIGOTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise. A política de educação profissional no governo Lula: um percurso histórico controvertido. Revista Educação e Sociedade, Campinas, v. 26, n. 92, p. 1087-1113, out. 2005b.

GHIRALDELLI JUNIOR, Paulo. História da educação brasileira. 3. ed. São Paulo, SP: Cortez, 2008.

IANNI, Octávio. Estado e planejamento econômico no Brasil. Rio de Janeiro, RJ: Civilização Brasileira, 1986.

KUENZER, A. Ensino de 2o grau: o trabalho como princípio educativo. São Paulo, SP: Cortez. 1998.

MELLO, G. N. Diretrizes curriculares para o ensino médio: por uma escola vinculada à vida. Revista Ibero-Americana, maio/ago. 1999.

MELLO, G. N. Educação escolar brasileira: o que trouxemos do século XX?. Porto Alegre: Artmed, 2004.

MORAES, Maria Célia Marcondes de. Educação e Política nos Anos 30: a presença de Francisco Campos. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v.73, n.l74, p.291- 321, maio/ago. 1992. Disponível em: http://www.rbep.inep.gov.br/index.php/RBEP/article/viewFile/452/457. Acesso em: nov. 2011.

ROMANELLI, Otaíza. O. História da Educação no Brasil. 34. ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

SCHWARTZMAN, Simon; BOMENY, Helena Maria; COSTA, Vanda Maria Ribeiro. Tempos de Capanema. São Paulo, SP: Universidade de São Paulo; Paz e Terra, 2000.

ZIBAS, Dagmar M. L. Refundar o ensino médio? Alguns antecedentes e atuais desdobramentos das políticas dos anos de 1990. Educação & Sociedade, Campinas, v. 26, n. 92, p. 1067-1086, out. 2005.

Downloads

Publicado

2012-05-21

Como Citar

PEREIRA, S. C. S.; PASSOS, G. de O. Educação profissional técnica e suas interfaces com a educação propedêutica de nível médio. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 14, n. 1, p. 76-95, 2012. DOI: 10.20396/etd.v14i1.1242. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/1242. Acesso em: 24 nov. 2020.