Banner Portal
Consórcio entre pesquisas: possibilidades para o aprofundamento dos estudos qualitativos em educação
PDF

Palavras-chave

Pesquisa em educação. Pesquisa qualitativa. Consórcio de pesquisa.

Como Citar

SILVA, João Alberto da; MARINHO, Julio Cesar Bresolin; FRANÇA, Giovanny Araújo. Consórcio entre pesquisas: possibilidades para o aprofundamento dos estudos qualitativos em educação. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 15, n. 3, p. 443–454, 2013. DOI: 10.20396/etd.v15i3.1265. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/1265. Acesso em: 20 abr. 2024.

Resumo

Este estudo aborda as intencionalidades e implicações dos consórcios no contexto das modalidades de pesquisa quantitativa e qualitativa. Entendemos que um consórcio de pesquisas se caracteriza quando um único estudo abarca diferentes linhas e objetivos, sendo liderado por diferentes pesquisadores que trabalham em conjunto. O consórcio de pesquisa quantitativo apresenta a possibilidade de acessar um maior número de indivíduos da população-alvo, reduzindo o tempo para coleta de dados e otimizando recursos. Nas investigações qualitativas, os consórcios procuram ampliar os enfoques e a profundidade do estudo, tentando alcançar uma multidimensionalidade sobre um campo de estudo específico.

https://doi.org/10.20396/etd.v15i3.1265
PDF

Referências

BARROS, Aluísio et al. O Mestrado do Programa de Pós-graduação em Epidemiologia da UFPel baseado em consórcio de pesquisa: uma experiência inovadora. R. bras. epidemiol., São Paulo, v.11, supl. 1, p. 133-144, maio 2008.

CUNHA, Antônio Geraldo da. Dicionário etimológico da Língua Portuguesa. 4 ed. Editora Lexikon: São Paulo, 2002.

FIORENTINI, Dario. Pesquisar práticas colaborativas ou pesquisar colaborativamente? In: BORBA, Marcelo de Carvalho; ARAÚJO, Jussara de Loiola (Org.). Pesquisa qualitativa em educação matemática. 5 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2013. p. 53-85.

HALLAL, Pedro Curi et al. Consórcio de pesquisa: relato de uma experiência metodológica na linha de pesquisa em atividade física, nutrição e saúde do curso de mestrado em Educação Física da UFPel. R. bras. Atividade Física & Saúde, Pelotas, v. 14, n. 3, p. 156-163, set./dez. 2009.

LAVILLE, Christian; DIONNE, Jean. A construção do saber: manual de metodologia em ciências humanas. Porto Alegre: Artmed, 1999.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 7 ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MARINHO, Julio Cesar Bresolin; SILVA, João Alberto; FERREIRA, Maira. A Educação em Saúde como proposta transversal: analisando os Parâmetros Curriculares Nacionais e algumas concepções docentes. História, Ciências, Saúde-Manguinhos, Rio de Janeiro, 2013. (No prelo).

SANTOS FILHO, José Camilo dos. Pesquisa quantitativa versus pesquisa qualitativa: o desafio paradigmático. In: SANTOS FILHO, José Camilo dos; GAMBOA, Silvio Sánchez. Pesquisa educacional: quantidade-qualidade. 7 ed. São Paulo: Cortez, 2009. p. 13-59.

SANTOS, Flávia Maria Teixeira dos; GRECA, Ileana María. Metodologias de pesquisa no ensino de ciências na América Latina: como pesquisamos na década de 2000. Ciênc. educ., Bauru, v. 19, n. 1, 2013. p.15-33.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 23 ed. São Paulo: Cortez, 2007.

SILVA, João Alberto da et al. Concepções e práticas de experimentação nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Linhas Críticas, Brasília, v. 18, n. 35, 2012. p. 127-150.

SILVA, João Alberto da et al. Alfabetizar para ler o mundo: a educação em ciências com crianças. In: RIBEIRO, Paula; HENNING, Paula. (Org.). Diálogos em educação em ciências. Rio Grande: EdiGraf, 2013, v. 1, p. 63-72.

SILVA, Grasiele Ruiz; SILVA, João Alberto. História da ciência e experimentação: perspectivas de uma abordagem para os anos iniciais do Ensino Fundamental. Revista Brasileira de História da Ciência, Rio de Janeiro, 2013. (No prelo).

TURATO, Egberto Ribeiro. Métodos qualitativos e quantitativos na área da saúde: definições, diferenças e seus objetos de pesquisa. R. Saúde Pública, v. 39, n. 3, 2005. p. 507-514.

A ETD - Educação Temática Digital utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.