O MC Homero e o Rapsodo Max BO: a épica grega na linguagem do Rap

Autores

  • André Malta Campos Universidade de São Paulo - USP

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v15i3.1270

Palavras-chave:

Homero. Poesia grega. Rap

Resumo

O objetivo é falar a respeito do trabalho conjunto de que o autor participou em 2011, "Ilíada e Odisseia: ritmo e poesia", trabalho que propunha a transposição de quatro trechos da poesia épica de Homero para a linguagem do rap e resultou em dez apresentações na cidade de São Paulo, com o MC Max BO e o DJ Babão. No artigo, não só indico quais são as características principais da Ilíada e da Odisseia, mas também como se aproximam da criação dos rappers contemporâneos, tornando assim pertinente a "tradução" desses textos antigos numa forma urbana atual, com forte apelo entre os jovens. A iniciativa mostra como caminhos alternativos permitem que conteúdos em geral restritos ao universo acadêmico cheguem a um público mais amplo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Malta Campos, Universidade de São Paulo - USP

Possui bacharelado em Letras (1993) e mestrado (1998) e doutorado (2003) em Letras Clássicas, todos pela Universidade de São Paulo. No ano de 2011-2012, fez pós-doutorado junto à Brown University/EUA, e em 2013 realizou sua livre-docência pela USP, onde é professor de língua e literatura grega desde 2001, na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Desenvolve atualmente os seguintes projetos: "Odisseu e a astúcia: uma interpretação da Odisseia" (bolsa de produtividade do CNPq); "Épica hesiódica e homérica" (estudos temáticos e/ou comparativos); e "Tradução da poesia e da prosa grega". É autor dos livros "O regaste do cadáver: o último canto da Ilíada" (Humanitas/2000), "A selvagem perdição: erro e ruína na Ilíada" (Odysseus/2006) e "Homero múltiplo: ensaios sobre a épica grega" (Edusp/2012). Traduziu, de Platão, as seguintes obras: " Íon e Hípias Menor" (L&PM/2007) e "Êutifron, Apologia de Sócrates e Críton" (L&PM/2008).

Referências

GAINSFORD, Peter. Homer and Hip-Hop: Improvisation, Cultural Heritage, and Metrical Analysis. Melbourne Historical Journal, Melbourne, 38, p. 5-17, 2010.

HAVELOCK, Eric. Preface to Plato. Cambridge, Mass.: Harvard University Press, 1963.

HOMERO. Ilíada. Trad. de Octávio Mendes Cajado. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1961.

HOMERO. Odisseia. Trad. de Antônio Pinto de Carvalho. São Paulo: Abril Cultural, 1978.

LORD, Albert. The singer of tales. Cambridge, Mass. : Harvard University Press, 1960.

PARRY, A. (Ed.). The making of Homeric verse: the collected papers of Milman Parry. Oxford: Oxford University Press, 1971.

PIHEL, Erik. A Furified Freestyle: Homer and Hip-Hop. Oral Tradition, Colombia, MO, v.11, n.2, p.249-269, 1996.

Downloads

Publicado

2013-11-29

Como Citar

CAMPOS, A. M. O MC Homero e o Rapsodo Max BO: a épica grega na linguagem do Rap. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 15, n. 3, p. 523–533, 2013. DOI: 10.20396/etd.v15i3.1270. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/1270. Acesso em: 19 jan. 2022.